Foz do Iguaçu se transforma na capital da auditoria da América Latina

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Espanhol em Foz do Iguaçu.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Seu nome é unanimidade no mundo corporativo. Richard Chambers é considerado referência global, ao menos entre os mais de 190 mil auditores internos associados ao The IIA – The Institute of Internal Auditors, organização da qual é presidente e CEO, tida como a FIFA da auditoria interna no mundo, presente em mais de 170 países.

Chambers abrirá nesta segunda-feira (22), a 23a edição do Clai – Congresso Latino-americano de Auditoria Interna, evento que acontece em Foz do Iguaçu (PR) e que deverá quebrar recorde em participação, com a presença de mais de 1000 profissionais, tornando-se a maior conferência da carreira já realizada no país.

Em sua apresentação o executivo, que já atuou como líder de auditoria em instituições como o Pentágono Americano, falará sobre o tema: “auditores internos como conselheiros confiáveis ​​- alavancando a confiança para promover o sucesso organizacional”. Richard mostrará como o perfil do auditor se transformou nos últimos anos, de um profissional ‘caçador de fraudes’ para um executivo capaz de ajustar a bússola de empresas a fim de colocá-las em um rumo seguro e de crescimento sustentável.

“Richard tem visão vanguardista e global da profissão. Ele é capaz de prever, comembasamento técnico, as futuras evoluções e os desafios que o auditor terá que enfrentar no mundo corporativo. Nesse momento complexo em que o país atravessa, seguramente sua apresentação será inspiradora”, comenta Braselino Assunção, diretor-geral do Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA Brasil), uma das entidades promotoras do Clai 2018.

Além de presidir o The IIA, Richard também é escritor premiado tendo lançado em 2017 o título: Atributos fundamentais para auditores internos admiráveis. Seu outro livro, ‘Lições aprendidas nos caminhos da auditoria’ está disponível em cinco idiomas.

Entre os diversos reconhecimentos obtidos ao longo de quatro décadas de carreira, Chambers foi incluído na lista dos Top 100 profissionais da área contábil, no famoso ranking da revista Accounting Today. Antes de tornar-se um ‘embaixador’ da auditoria interna no mundo, o americano passou por posições de liderança em organizações privadas como a PwC, e como inspetor da Autoridade do Vale do Tennessee e dos Correios dos Estados Unidos.

Entre os mais de 30 painéis e debates que acontecerão nos quatro dias de congresso, além da presença de diversos especialistas internacionais, temas nacionais serão amplamente abordados como Lava Jato, Lei Anticorrupção, compliance, auditoria governamental, prevenção a fraudes, data analytics e auditoria de TI. Restam poucas vagas para inscrições no evento. Mais informações em: claiflai.org.

fonte: https://foz.portaldacidade.com/noticias/cidade/foz-do-iguacu-se-transforma-na-capital-da-auditoria-da-america-latina

Festival de Turismo das Cataratas terá novidades este ano

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Técnica de Espanhol em Foz do Iguaçu.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

As novidades

Além de destinos termais da América do Sul, foram convidados para o novo Salão do Turismo Termal e Spa fabricantes e representantes de equipamentos para spas, disse Angeli. Foz do Iguaçu quer se firmar também como um destino termal, já que está assentada sobre o Aquífero Guarani, cujas águas saem do solo a uma temperatura próxima dos 40 graus.

Em relação ao Hackatour, Angeli explicou que a maratona pretende reunir cerca de 80 programadores de computador. Eles terão 24 horas corridas para identificar e resolver um problema específico do setor turístico, oferecendo uma solução tecnológica.

Salão Paranaense

O novo estande de Foz do Iguaçu no Salão Paranaense de Turismo, montado pela Itaipu Binacional, atraiu um grande público durante os dois dias do evento. Ali, agentes de viagens, operadores e outros profissionais ligados a viagens e turismo encontraram informações sobre os atrativos da região, hotéis e operadoras de receptivo, entre outros serviços.

O gerente comercial do Complexo Turístico Itaipu, Guilherme Tell Laurino, disse que o evento foi uma oportunidade de divulgar e apresentar as novidades do destino a agentes de viagem e operadoras de turismo não só de Curitiba, mas de toda a região e também de outros Estados do Brasil.

A proprietária da agência Rep Tur Turismo, de São Leopoldo (RS), Eliete Marques, disse que encontrou no estande de Foz do Iguaçu tudo o que estava buscando. Acompanhada da secretária da agência, Elisandra Marques, ele contou que costuma fazer pacotes para grupos com destino a Foz, principalmente aéreos. “O pessoal não quer mais ficar horas num ônibus”, explicou Elisandra.

Já Luiz Rogério, proprietário da agência Louis Tour Viagens, de Ibiporã (PR), disse que vende muito bem pacotes rodoviários com destino a Foz do Iguaçu. Ele contou que as Cataratas do Iguaçu são o atrativo mais citado pelos turistas que procuram pelos pacotes. “O pessoal quer conhecer uma das sete maravilhas do mundo e ainda aproveitar a oportunidade para sair do Brasil, visitando a Argentina e o Paraguai”, disse.

fonte: https://foz.portaldacidade.com/noticias/esportes/festival-de-turismo-das-cataratas-tera-novidades-este-ano

WISH FOZ É ELEITO MELHOR RESORT PARA FAMÍLIAS DA AMÉRICA DO SUL

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Intérprete de Inglês em Foz do Iguaçu nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

O Wish Resort Golf & Convention Foz do Iguaçu, hotel da GJP Hotels & Resorts, acaba de ganhar uma importante premiação do mercado turístico-hoteleiro: o prêmio de Melhor Resort para Famílias da América do Sul, concedido pelo World Travel Awards 2017, considerado o Oscar do turismo mundial.

A cerimônia de premiação da 24ª edição do WTA ocorreu na Riviera Maya, no México, e contou também com prêmios para diversas outras categorias e homenagens para os destaques do turismo em todo o mundo. O hotel da marca “Wish”, bandeira cinco estrelas da rede, já é bicampeão nesta premiação: recebeu em 2016 o prêmio de Melhor Resort do Brasil.

O Wish Resort Foz do Iguaçu passou por grande reestruturação desde a sua aquisição pelo Grupo GJP e conta hoje com uma área total de 225 hectares de diversão, lazer e diversidade gastronômica para todos os gostos.

São mais de 10 piscinas para adultos e crianças, jacuzzis, trilhas, salão de beleza, pista de cooper, parede de escalada, sauna, três restaurantes, sendo um deles de culinária italiana (Forneria di Como), outro de carnes nobres argentinas (Frontera Sur) e o Golf Grill (café da manhã, almoço e jantar buffet), adega, serviço de mordomos, além de um dos maiores Kids Club do Brasil, com quase 1.000 metros quadrados, e uma grande novidade: um moderno campo de golfe profissional com 18 buracos e 80 hectares.

O World Travel Awards é reconhecido mundialmente como o maior prêmio em viagens e turismo. Os indicados participam de uma votação pública que leva em consideração fatores como a excelência no atendimento ao cliente, desenvolvimento de produto e desempenho dos negócios.

fonte: https://www.clickfozdoiguacu.com.br/wish-foz-e-eleito-melhor-resort-para-familias-da-america-do-sul/

Foz lidera geração de empregos nas regiões Oeste e Sudoeste

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução de Abstracts em Foz do Iguaçu nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Por Foz do Iguaçu Destino do Mundo

Foz do Iguaçu voltou a ser destaque regional e estadual no mês de agosto na pesquisa mensal do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego – MTE. A cidade ocupou, mais uma vez, o primeiro lugar entre os municípios das regiões Oeste e Sudoeste do estado do Paraná na geração de empregos com carteira de trabalho assinada.

Com saldo positivo de 424 empregos formais, consideradas as contratações e demissões, além de ser líder das regiões Oeste e Sudoeste, Foz do Iguaçu figura em quinto lugar no ranking estadual, à frente de cidades mais populosas, como Cascavel (361) e Ponta Grossa (370), e praticamente empatado com Maringá (430). Curitiba segue na frente com saldo positivo de 2.811 empregos formais, acompanhada de São José dos Pinhais, com 598; e Londrina, com 540.

Em relação ao acumulado dos oito meses de 2018, Foz do Iguaçu manteve a quinta posição estadual com saldo positivo de 1.791 empregos formais, atrás de Cascavel, com 2.328; Maringá, com 2.433; São José dos Pinhais, com 3.006; e Curitiba, com 10.764.

Mas é no acumulado dos últimos 12 meses, que Foz do Iguaçu obtém seu melhor desempenho: terceiro lugar dentre todos os municípios paranaenses, com saldo positivo de 2.068 empregos formais, atrás somente de São José dos Pinhais, com 2.491, e Curitiba, com 7.325.

O impacto do turismo

O setor de serviços, impulsionado pelo turismo, foi responsável por 53% do saldo positivo de vagas gerado em Foz do Iguaçu no mês de agosto, de acordo com o Caged. No acumulado do ano, o percentual do setor de serviços sobe para 63%, enquanto que no acumulado dos últimos 12 meses, o percentual salta para 73%.

Os setores do comércio, com saldo positivo de 107 vagas, da construção civil, com 72, e da indústria, com 24, vêm a seguir.

O prefeito Chico Brasileiro atribui a boa performance ao momento econômico que a cidade vive atualmente. “Graças ao desenvolvimento do turismo, que estimula o comércio e a construção civil, Foz do Iguaçu não vem sentindo os efeitos da crise econômica”, afirma.

Já o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla, diz que o bom desempenho é resultado da agenda de desenvolvimento econômico, que vem sendo implantada pela Administração Municipal.

fonte: https://www.h2foz.com.br/noticia/foz-lidera-geracao-de-empregos-nas-regioes-oeste-e-sudoeste

Estudo sobre cidades de fronteira mostra desafios para Foz

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Foz do Iguaçu nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Com melhor desempenho nos índices sociais e econômicos a cada ano, o desafio para o desenvolvimento de Foz do Iguaçu é seguir fomentando atividades como turismo, educação, comércio exterior e medicina. Essa é a análise do economista Luciano Barros, presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF).

O instituto acaba de publicar o Diagnóstico do Desenvolvimento das Cidades Gêmeas do Brasil, estudo que teve uma primeira edição em 2014. O levantamento está sendo entregue aos candidatos a presidente da República e a governador do Paraná e de outros estados, para que eles tenham em mãos dados e conheçam a realidade das fronteiras brasileiras.

O diagnóstico apresenta uma radiografia a partir de dados e informações oficiais dos eixos de desenvolvimento das 32 cidades gêmeas no Brasil, quatro delas do Paraná: Foz do Iguaçu, Barracão, Santo Antônio do Sudoeste e Guaíra. O estudo aborda as áreas de educação, saúde, economia, segurança pública e desenvolvimento humano.

Cidades gêmeas, informa o Idesf, são definidas pelo Ministério da Integração como sendo os municípios com mais de 2 mil habitantes, localizados em áreas de fronteira seca ou fluvial. Essas localidades apresentam grande potencial de integração econômica e cultural.

Em sua interpretação sobre o momento de Foz do Iguaçu, Barros faz uma relação entre a melhora dos indicadores e a mudança do perfil socioeconômico. A expansão do turismo elevou a formalidade do trabalho. O PIB (Produto Interno Bruto) per capita subiu de R$ 33 mil ao ano para R$ 45 mil. Entretanto, cita o economista, 68% das pessoas entre 15 e 65 anos trabalham na informalidade em Foz do Iguaçu.

Luciano Barros – “O caminho para o desenvolvimento é manter o foco nas atividades de vocação da região” 

Refletindo sobre os dados coletados pelo IDESF, Barros diz que o melhor desempenho social e econômico da cidade é resultado principalmente da expansão do segmento turístico. “Atribuo a melhora ao turismo, com o aumento dos leitos de hotel e dos empregos formais, que há dez anos apresentava mais de 70% de informalidade. Melhorou um pouco [formalização do trabalho], e o PIB já subiu significativamente”, avalia.

Desafios e representatividade 

Para o presidente do IDESF, Foz do Iguaçu precisa de representatividade política para atrair novos investimento e se tornar referência regional. “Ainda temos dependência financeira de 56% dos governos federal e estadual. Para mudar essa realidade, precisa-se de investimento privado – gerar mais riquezas”, aponta Luciano Barros.

“O caminho para o desenvolvimento é manter o foco nas atividades de vocação da região, como o turismo, ensino, comércio exterior, medicina”, acredita. “Somente com a formalização da economia é que as fronteiras terão condições de se desenvolver como um todo”, completa.

Na análise de Barros, o novo modelo de negócio em torno das chamadas free shops poderá ser um indutor à economia iguaçuense. “O momento é sensacional, pois temos as lojas francas que virão para incrementar a economia. Para isso temos que estar preparados para fazermos o melhor”, finaliza.

Clique para ler o estudo do IDESF na íntegra

Cidade gêmea Foz do Iguaçu: alguns dados:

PIB per capita e trabalho formal

No Diagnóstico do Desenvolvimento das Cidades Gêmeas do Brasil, Foz do Iguaçu se destaca pelo aumento do PIB per capita. Esse indicador passou de R$ 33.079,46 em 2015 para R$ 45.493,61. Em relação à informalidade do trabalho, o estudo mostra estagnação.

O índice de trabalhadores com carteira assinada evoluiu de 32,70% para 32,78%, de 2015 para 2016, ante uma população economicamente ativa de 185.162 e 186.630 pessoas respectivamente.

Receitas

As receitas municipais melhoraram, conforme o IDESF. Em 2015, a arrecadação total foi de R$ 736.968.324,62, passando para R$ 798.283.737,86 em 2016. A receita arrecadada per capita foi de R$ 2.793,85 para R$ 3.024,78. Os números demonstram que a participação percentual (receita x PIB) em Foz do Iguaçu foi de 6,14% em 2016.

Vida financeira

Conforme o IDESF, Foz do Iguaçu possui dependência financeira dos governos estadual e federal. Em 2016, a taxa de transferências estaduais e federais foi de 56,28%. Significa que a cidade possui o índice de independência de 43,72%.

Mortes

Os homicídios cometidos em Foz do Iguaçu reduziram, passando de 41,32 para 37,51, no comparativo entre 2015 e 2016, para cada grupo de cem mil habitantes. Igualmente, as mortes por armas de fogo caíram de 36,39 para 31,07 a cada cem mil habitantes.

Desenvolvimento humano 

O IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano) iguaçuense foi de 0,751 em 2016. Essa referência foi de 0,748 na renda, 0,858 na longevidade e 0,661 na educação.

Capa do estudo do Idesf sobre cidades gêmeas

 

fonte: https://www.h2foz.com.br/noticia/estudo-sobre-cidades-de-fronteira-mostra-desafios-para-foz

Nova modalidade de turismo: Foz do Iguaçu vira destino de casamentos

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Boletins Escolares em Foz do Iguaçu nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Rede hoteleira, variedade de salões de festa, facilidade de reservar igrejas, localização geográfica e a possibilidade de casar diante das Cataratas têm atraído cada vez mais noivos e convidados para a cidade

As Cataratas do Iguaçu já serviram de cenário para muitas ocasiões: novelas, filmes, campanhas publicitárias, visitas de autoridades, de famosos e de anônimos. Recentemente, a maior sequência de quedas d´água do mundo também passou a ilustrar álbuns de casamento. Além da possibilidade de dizer o “sim” diante do cenário que é Patrimônio Natural da Humanidade, muitos casais optam por Foz do Iguaçu pela quantidade de hotéis, de salões de festa, de igrejas e pela diversidade de atrativos turísticos que podem oferecer aos convidados.

A cerimonialista Paula Soba que organiza, pelo menos, 30 casamentos por ano, na cidade, revela: “Mais da metade dos casais que atendo não são daqui. E isso inclui o envolvimento de outras 30 empresas do ramo como bufês, decoradores e fotógrafos”. A notícia de que Foz entrou para o circuito de destinos de casamentos do Brasil será apresentada na Feira Casar tá na Moda – 2018, no estande da empresa Paz Casamentos, criada há 13 anos pela cerimonialista e pelo marido Sérgio Kenji Soba. O evento será na próxima quarta-feira (15), das 10h às 23h, na Quinta das Marias. A entrada é gratuita.

Foz do Iguaçu: Destino de Casamentos

O chamado Destination Wedding já tem certa tradição em países da Europa, como a Itália, onde há, inclusive, formação específica para profissionais que atuam na área. Mas, eleger cidades como cenário de casamentos é algo relativamente novo no Brasil. “O que se percebe é que nos últimos cinco anos essa tendência tem se tornado mais forte em cidades brasileiras,” constata Paula Soba que tem contato frequente com cerimonialistas em outros estados. Foz do Iguaçu passou a integrar o circuito de destinos de casamentos no Brasil junto com cidades como Angra dos Reis/RJ, Fernando de Noronha/PE e Trancoso/BA – até então “queridinhas” dos noivos.

“Em Foz, realizamos casamento nas Cataratas, pela primeira vez, cinco anos atrás e o casal era da Inglaterra,” conta a cerimonialista. Em 2016, quando os brasileiros Murilo Pereira e a (agora) esposa, Erica Valiati decidiram casar de frente para as quedas, o desejo ainda tinha aspecto de peripécia. “Levamos quase um ano em busca de autorizações por se tratar de parque nacional,” contou Murilo. Depois disso, o setor de turismo entendeu o apelo do cenário e facilitou as coisas para os pretendentes. “Atualmente está muito mais fácil realizar este sonho,” atesta Paula Soba que complementa, “mas há muitos outros interesses que atraem casamentos para Foz. Em São Paulo, por exemplo, é preciso reservar igreja com anos de antecedência. Aqui, resolvemos isso em questão de meses”.

Novo nicho de turismo

Ser Destination Wedding é uma possibilidade bastante cobiçada pelo volume de negócios que envolve. A conta é de multiplicação: a estimativa é que noivos e convidados deixem na cidade valor até cinco vezes maior que o gasto com festa e cerimônia. O secretário de turismo de Foz do Iguaçu, Gilmar Piolla considera que esses eventos são um produto diferenciado e de qualidade que o destino oferece. “Movimentam os atrativos turísticos, os meios de hospedagem, a gastronomia, as empresas organizadoras de eventos, enfim, um conjunto de mais de 50 atividades econômicas”, pontuou o secretário.

Localização estratégica

O acesso a Foz do Iguaçu pode ser feito por três aeroportos internacionais, já que a cidade está na fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. Além disso, por estar no interior do estado do Paraná, o município oferece ainda outro benefício: o de ser economicamente mais viável. Um casamento para 200 convidados, com serviço exclusivo, decoração e banda custa, em média, R$ 70 mil reais. Em capitais, esse valor pode chegar ao dobro, segundo comentam os noivos que procuram a Paz Casamentos. Foi o caso da consultora de imagens Sara Regina Külzer e do marido dela, o administrador Fabio Seiki Ishitani, que se casaram em maio, na fronteira.

Ela morava em São Paulo (capital) e ele em Uberlândia/MG, portanto havia uma questão geográfica a ser resolvida: “Nossa escolha foi bastante motivada pela logística,” disse Sara. Além disso, eles tinham convidados espalhados por várias cidades: Curitiba, São Paulo e Uberlândia, além de os familiares residirem no Paraná. “Sempre gostamos muito de viajar pra Foz pela rede hoteleira, pela parte gastronômica na Argentina, pela beleza natural, pelas compras no Paraguai, enfim, pensamos que seria também uma oportunidade de os nossos convidados conhecerem melhor a cidade,” explicou ela. Sara e Fabio não optaram por casar em frente às Cataratas, mas decidiram passar os primeiros dias da lua de mel dentro do Parque Nacional do Iguaçu.

O jornalista Murilo Pereira e a consultora de estilo, Erica Valiati, casal que realizou o sonho de receber a benção diante das quedas dois anos atrás, teve até as alianças abençoadas com água do rio Iguaçu. “Isso não é exclusividade para os iguaçuenses ou para alguém da região. Quem deseja ter um casamento diferente deve buscar isso!”, recomenda Murilo. “A gente revê as fotos e sempre se emociona ao lembrar daquele momento no altar, olhando as quedas atrás da juíza de paz, algo tão espetacular como as Cataratas servindo de pano de fundo para um momento tão especial!”, relembra.

fonte: https://www.radioculturafoz.com.br/2018/08/10/nova-modalidade-de-turismo-foz-do-iguacu-vira-destino-de-casamentos/

Cresce o movimento de turistas norte-americanos em Foz do Iguaçu

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Juramentada de Balanços Comerciais e Relatórios de Auditoria em Foz do Iguaçu nas línguas inglesa, espanhola, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

O visto eletrônico impulsionou a visitação de norte-americanos em Foz do Iguaçu. A medida, que entrou em vigor em janeiro, já refletiu em 31,75% no aumento de turistas dos Estados Unidos no Parque Nacional do Iguaçu no primeiro semestre de 2018.

Nos seis primeiros meses do ano passado, 11.961 americanos visitaram o Parque Nacional do Iguaçu (PNI) , onde estão localizadas as Cataratas do Iguaçu. Já de janeiro a junho deste ano, 15.763 estiveram nas Cataratas do Iguaçu, uma das 7 Maravilhas Mundiais da Natureza.

O movimento deste semestre, impulsionado pelo visto, já representa 67,3% do total de visitantes dos Estados Unidos em todo ano passado. Em 2017, 23.432 turistas americanos passaram pelo destino.

“São números expressivos que mostram uma resposta muito positiva ao visto eletrônico por parte do mercado norte-americano. Agora é arregaçar as mangas, firmar boas parcerias com agências de viagens, e investir em campanhas de divulgação e promoção para atrair mais turistas ao Brasil e a Foz do Iguaçu”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Os Estados Unidos estão em segundo lugar no ranking de turistas que visitam o Brasil, ficando atrás somente da Argentina. O país mantém a sexta posição no ranking de nacionalidades, de acordo com dados do PNI.

A visita ao Parque Nacional do Iguaçu é considerada tendência mundial para o ano de 2018, conforme relatórios das maiores plataformas de viajantes do mundo na internet, entre elas o TripAdvisor, Expedia e Skyscanner.

Visto Eletrônico

O visto brasileiro pode ser adquirido por alguns turistas estrangeiros de forma eletrônica, o processo dura em média 72 horas, antes levava até seis meses. A medida faz parte do Brasil Turismo, do Ministério do Turismo.

Desde novembro de 2017 cidadãos da Austrália tem acesso ao programa e a partir de janeiro desse ano, Canadá, Estados Unidos e Japão também podem pedir o visto eletrônico.

fonte: https://foz.portaldacidade.com/noticias/turismo/cresce-o-movimento-de-turistas-norte-americanos-em-foz-do-iguacu