Influência francesa no Rio de Janeiro

Apesar da falha francesa na tentativa de uma colonização, os franceses continuaram com uma forte influência na cidade carioca. E isso é muito visível mesmo hoje em dia. Na arquitetura, principalmente dos séculos passados (século XX e século XXI) é bem perceptível a semelhança de prédios e monumentos franceses. O Copacabana Palace, projetado por Joseph Gire é um bom exemplo disso.

No quesito esporte, até mesmo o parkour, esporte informal muito praticado pelos cariocas veio da França, o próprio nome já demonstra isso.

A gastronomia brasileira também se inspira muito na francesa ou mesmo adapta. Um bom exemplo disso é o famoso Petit Gateau, que aqui é servido como um bolinho com sorvete, fazendo jus ao nome.

Ao falar de cinema brasileiro, devemos nos lembrar do Festival Varilux de Cinema Francês, que é apresentado na cidade do Rio de Janeiro, onde são expostos diversos filmes franceses com diversos repertórios e diversos gêneros cinematográficos.

Bom, a influência francesa aqui é enorme, podendo citar também a música e influência parisiense em Heitor Villa-Lobos, a semelhança e características comuns entre pinturas dos dois países, a literatura, enfim.

a França tem uma enorme contribuição para a formação cultural do nosso país.

Espanglish Traduções

  • Tradução técnica
  • Versão
  • Tradução juramentada
  • Tradução de websites
  • Legendagem
  • Dublagem
  • Manuais técnicos
  • Contratos
  • Trabalhos acadêmicos
  • Relatórios
  • Revisão de textos
  •  Serviços de Interpretação (intérpretes e equipamento para tradução simultânea)

Acesse nosso site:

https://www.espanglishtraducoes.com.br/conteudo/conheca-a-espanglish.html

Bons vinhos

É quase impossível falar da França e se esquecer dos majestosos vinhos franceses.

São os mais produzidos do mundo. E são consumidos sempre acompanhando uma refeição, principalmente com amigos e família.

Ao que tudo indica, os primeiros vinhedos foram feitos em Bordeaux, mas hoje em dia os mais conhecidos são produzidos na região da Borgonha, não tão distante de Paris e Lyon. Essa região recebe turistas de todo o mundo e um dos seus aspectos positivos é o bom vinho apreciado por lá.

Conheça agora alguns dos mais famosos vinhos da França:

Médoc: vinhos tintos, das margens do Rio Gironde, ao norte de Bordeaux

Margaux; vinhos tintos também, porém moderadamente encorpados

Chablis: um dos vinhos brancos franceses mais famosos

Saint Emilion: é um dos principais vinhos tintos e um dos mais famosos da região de Bordeaux

Nuits-Saint-Georges: vinho tinto com aroma de cereja, cassis e truffe.

Obviamente aqui só estão poucos dos mais conhecidos vinhos produzidos na magnífica França.

 

Alimentos típicos da França

Todos sabem que a culinária francesa é uma das mais riquíssimas que existem e dizer isso talvez seja relativo, já que cada pessoa tem um gosto diferente. Porém essa afirmação significa dizer que os restaurantes presentes na França são sem dúvida, dos mais renomados estabelecimentos com dotes culinários que há. Conheça alguns alimentos típicos de lá:

Fonte: http://www.getninjas.com.br

Croissant

croissant

Esse já é querido pelos brasileiros, sua massa era inicialmente feita como a de pão comum e ao longo do tempo foi modificada. A massa folhada como conhecemos foi aprimorada pelos padeiros de Paris, no início do século 20.

Petit Gâteau

Petit_Gateau

Outro prato bem conhecido e delicioso! A receita original é composta por um bolo de chocolate mal passado e com interior cremoso, acompanhado de uma bola de sorvete de baunilha. Aqui no Brasil já podemos encontrar várias versões dessa receita. Veja como preparar um delicioso petit gâteau.

Macarons

macarons

O prato foi na realidade introduzido na França pela Catarina di Médici, uma rainha italiana. Mas as freiras de Nancy descobriram a receita secreta e passaram a produzi-la, tornando a cidade um local famoso pelos primeiro macarons franceses. O prato foi incrementado, no século XX, com deliciosos recheios, deixando-os do jeito que conhemos hoje. O prato é super requisitado em eventos aqui no Brasil, com várias cores.

Madeleine com especiarias

madeleine

Um bolinho amanteigado em formato de concha. É um dos doces mais tradicionais da cozinha francesa e ficou eternizado na obra do escrito Marcel Proust, “Em busca do tempo perdido”, na qual ele descreve as lembranças despertadas pelas ‘madalenas’, como também é conhecida.

Ratatouille

ratatouille

É um receita típica da região de Província, na França. O nome significa picar ou triturar. Um prato a base de legumes, não pode faltar beringela nem tomate. Para quem não conhecia o prato, provavelmente passou a conhecer depois do filme do ratinho cozinheiro, intitulado com o nome do prato típico francês, Ratatouille.

Cassoulet

CASSOULET

Típico das cidades de Carcassone, Castelnaudary e Toulouse. É um clássico da culinária francesa e teria nascido durante a guerra dos Cem Anos, como um cozido feito com todos os ingredientes disponíveis, análogo a nossa feijoada. É um prato ideal para o inverso, preparado com feijões brancos, frango e variedades de carne de porco.

Profiterole

profiteroles

 

Uma deliciosa sobremesa feita de massa açucarada recheada com cremes, sorvetes ou caldas. É um doce bastante popular na França, e teria sido criado por um chef italiano, atendendo a um pedido de Catarina de Médicis.

Croque monsieur

croque-monsieur

É um lanche preparado com pão de forma, queijo gruyère, manteiga e molho branco bechamel. O prato nasceu em Paris, no início do século 19. E que tal um Croque Monsieur para o lanche da tarde?

Quiche lorraine

quiche-lorraine

Um prato tradicional da região da Alsácia. Tem como recheio uma mistura de bacon, creme de leite, manteira e noz-moscada.

Coq au vin

Coq-Au-Vin

Uma receita que já possui séculos de existência. Segundo consta, foi criado para o imperado romano, Julio César, ao conquistar a região da Gália. A receita original era preparada com galos em idade avançada e o vinho para amaciar a carne. Hoje em dia, pode ser feito com frango ou galinha caipira, é cozinhado com bacon, cebora, alho, vinho tinto, cogumelos, salsa, entre outros ingredientes.

Esses alimentos são muito conhecidos em qualquer lugar do mundo, inclusive no Brasil.

Infraero investe tecnologia BIM no Aeroporto de Londrina

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Equipamentos de tradução simultânea em Londrina.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

A Infraero iniciou a utilização da metodologia BIM em seus processos. O projeto-piloto, denominado de Aeroporto Digital, está sendo implantado no Aeroporto de Londrina (PR), e servirá de modelo para os demais terminais da Rede, além de ser referência para os aeroportos concedidos pelo país.  

BIM (do inglês Building Information Modeling), ou Modelagem da Informação da Construção, é um conjunto de tecnologias e processos integrados, que permite a criação, a utilização e a atualização de modelos digitais de uma construção, de modo colaborativo, de forma a servir a todos os participantes do empreendimento durante todo o ciclo de vida do ativo. Trata-se de umfacilitador estratégico para melhor tomada de decisão tanto para edificações, quanto para empreendimentos de infraestrutura. Pode ser aplicado a novos projetos de construção, e fundamentalmente, o BIM pode ser utilizado para reformas e manutenção do ambiente construído – a maior parte do setor público.  

O uso da metodologia BIM vem ao encontro da nova identidade da INFRAERO. A companhia pretende estimular o crescimento econômico e a competitividade. Esses programas serão realizados enquanto entrega valor para o dinheiro público, por meio da introdução mais ampla do BIM.  A empresa vem sendo proativa em promover o uso do BIM para entregar ativos públicos com valor agregado. Além de realizar suas operações para assegurar os benefícios econômicos, ambientais e sociais. 

Início por Londrina

O projeto piloto Aeroporto Digital consiste num ambiente comum de dados em modelo digital 3D do Aeroporto de Londrina. Incluem dados do sítio aeroportuário e das edificações e que são acessíveis por aplicativos dentro de uma plataforma única de informações. A iniciativa conta ainda com a integração do modelo BIM com o Sistema de Informações Geográficas (SIG), desenvolvido em uma base de integração para compartilhar dados dinamicamente e permitir a compreensão de todo o aeroporto por todas as partes relacionadas, eliminando dados redundantes e melhorando eficiência operacional. Nela, a representação do mundo real em ambiente 3D  reúne dados sobre todas as instalações do sítio aeroportuário. E deverá permitir, futuramente, a integração com dados do próprio município. 

Expectativa

O projeto prevê uma economia anual de até R$ 540 mil para o aeroporto. Ação acontece por meio da diminuição dos custos de cadastramento, projeto e manutenção; do aprimoramento da operação aeroportuária, da gestão de informações e do aumento da rentabilidade comercial. Além da diminuição de paradas de equipamentos e agilidade em processos fundiários que terão os cálculos efetuados após a conclusão do projeto. 

A metodologia vai integrar as várias áreas do Aeroporto de Londrina. Projetos que contribuem para uma modelagem de edificações e de infraestrutura com dados únicos e centralizados, em que será possível fazer de forma mais eficiente os seguintes estudos:

  • ampliação aeroportuária
  • pesquisas de demanda
  • capacidade e fluxos de passageiros
  • servir de repositório central de mapas, infraestruturas, edificações, sistemas prediais, dados de gerenciamento de instalações, entre outros. 

Para o desenvolvimento do projeto, foram definidas três fases:

  • plano de Gerenciamento do Projeto
  • modelagem 3D do sítio aeroportuário de Londrina
  • plataforma de Integração Aeroportuária.

No acompanhamento das atividades, há uma equipe técnica especializada. Os profissionais são de diversas áreas da Infraero, de várias regiões do Brasil. Entre eles arquitetos, engenheiros (civis, eletricistas, eletrônicos, mecânicos, cartógrafos), analistas de sistemas, especialista em navegação aérea, técnicos em edificações e desenhistas. 

Quebra de paradigmas e mudanças na cultura organizacional 

A adoção da tecnologia BIM também é essencial para a mudança e quebra de paradigmas em um setor intensivo em mão de obra com forte impacto social. No Brasil, a cultura vigente prioriza decisões tomadas durante a obra, em detrimento das análises e simulações feitas nas etapas de planejamento e projeto, o que acarreta no aumento de custos, de retrabalhos e em mais desperdício, fatores que podem levar, inclusive, ao atraso no cronograma estabelecido.  

A grande vantagem do BIM reside na informação centralizada, confiável e disponível a qualquer tempo. Isto facilita o momento de tomada de decisão durante todo o ciclo de vida do ativo.

Outros benefícios do BIM são elaboração e gestão de projetos mais precisos, possibilidade de simular as mais diversas etapas dos empreendimentos, a identificação e eliminação de conflitos antes mesmo do início de uma obra, redução dos prazos e custos e maior consistência de dados e informações sobre as iniciativas da empresa, além da preparação para a gestão de ativos. Juntos, todos esses aspectos contribuem para uma maior transparência nas contratações públicas e privadas. Além disso, futuramente estão previstos estudos para aprimoramento de gestão operacional e certificação ambiental dos aeródromos. 

BIM pelo mundo

A tecnologia BIM já é amplamente utilizada em diversos países tanto pelo poder público como pelo setor privado. O governo britânico, por exemplo, conta com um Programa BIM, sendo sua difusão e obrigatoriedade instituídos desde 2016. O projeto registrou a meta de redução de 15% nos custos das obras governamentais. Apenas nos últimos três anos, o governo daquele país investiu 15 milhões de libras esterlinas em normas e ações de difusão da tecnologia e seus procedimentos. Há dois anos, o Reino Unido possui convênio de cooperação com o governo brasileiro para troca de experiências em obras governamentais dos dois países.   

Outro exemplo de bons resultados foi a construção da nova linha de metrô Elizabeth Line,  em Londres. O projeto, da estatal britânica Crossrail, foi integralmente executado em BIM, incluindo planejamento, design e acompanhamento da obra. O modelo 3D produzido permitirá ao operador controlar todos os sistemas e componentes elétricos, mecânicos e eletrônicos presentes nas 40 estações. Além de inspecionar 21 Km de túneis da nova linha. Com isso, a pretende aumentar a eficiência energética e o aprimoramento tanto da segurança operacional quanto da operação em si.  

A Infraero optou por adquirir para seu parque tecnológico as mesmas soluções utilizadas no projeto britânico. De forma a aproveitar as melhores referências e lições aprendidas em transportes, logística e infraestrutura. 

fonte: https://diariodoturismo.com.br/infraero-investe-tecnologia-bim-no-aeroporto-de-londrina/

Evento de turismo e inovação é gratuito e está com inscrições abertas

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Científica de Agricultura em Londrina nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

As inscrições para o “ConecturLondrina: conexão e inovação no Turismo” estão abertas. O evento, gratuito, será realizado na quinta-feira (25), das 8h30 às 18h, no auditório do Shopping Aurora, em Londrina, localizado na Avenida Ayrton Senna da Silva, 400.

O encontro irá reunir especialistas que irão debater formas de atrair e desenvolver investimentos na área de turismo.O presidente da Associação Brasileira de Empresas Aéreas (ABEAR), Eduardo Sanovicz, é um dos palestrantes, além da diretora de Turismo da Codel, Maitê Morgana Uhlmann.

Os participantes terão acessos às estatísticas sobre o perfil do turismo na cidade e no estado do Paraná. São esperadas 300 pessoas no encontro. As inscrições podem ser feitas gratuitamente pelo site.

fonte:  https://massanews.com/entretenimento/diversao/evento-de-turismo-e-inovacao-e-gratuito-e-esta-com-inscricoes-abertas-4dw2W-4dw2W.html

Fundação de Esportes de Londrina apresenta projetos

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Londrina nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, participa nesta segunda-feira (27) da assinatura dos Termos de Colaboração com os projetos que serão patrocinados pelo Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE). O presidente da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), Fernando Madureira, estará presente na solenidade, assim como os proponentes dos projetos aprovados. A assinatura dos Termos de Colaboração será às 10 horas, na Sala de Reuniões da FEL, localizada na Rua Gomes Carneiro, 315, no Ginásio Moringão.

Gustavo Carneiro/Grupo Folha

Para este segundo edital do FEIPE de 2018, o Município disponibilizou investimentos na ordem de R$1.327.500,00. Foram aprovados e classificados 17 projetos, nos programas de formação esportiva da juventude, incentivo ao desenvolvimento do esporte adulto, modalidades esportivas alternativas, e apoio às ligas londrinenses. Os esportes que receberão recursos do FEIPE através do 2º edital são o rugby, voleibol, taekwondo, badminton, handebol, judô, natação, tênis, futsal, triathlon, futebol americano e futebol.

JOJUPS – Em seguida, haverá a apresentação da delegação londrinense que participará dos Jogos da Juventude do Paraná. São cerca de 400 pessoas, entre atletas e integrantes de equipes técnicas, e todos são patrocinados pelo FEIPE.

O presidente da FEL destacou que a apresentação foi um pedido do prefeito Marcelo, para desejar boa sorte aos atletas da cidade. “Como já passei pelas duas experiências, de ser atleta e técnico, sei que para eles será muito importante ter esse contato com o prefeito, que se importa muito com o bom andamento do trabalho deles nos jogos”, explicou. Os Jogos da Juventude serão realizados de 7 a 15 de setembro, em Toledo. O evento é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo (SEET), em parceria com a Prefeitura de Toledo.

Lançamento – Na ocasião, também será realizado o lançamento oficial do projeto Esporte Para Toda Vida, que disponibilizará aulas gratuitas de futsal e handebol às crianças e adolescentes. A iniciativa, desenvolvida pela SEET, irá ocorrer em Londrina no Centro Esportivo Maria Cecília e no Moringão.

Madureira agradeceu ao governo do Estado por incluir Londrina entre as primeiras cidades a receber o projeto. “Esse programa, que é inédito no município, já irá iniciar as atividades assim que forem fechadas as turmas. É uma proposta muito bacana para ampliarmos o atendimento nos bairros, e esperamos poder aumentar esse projeto para que seja realizado em mais regiões da cidade”, frisou.

fonte: https://www.bonde.com.br/esportes/outras-modalidades/fundacao-de-esportes-de-londrina-apresenta-projetos-482261.html

UEL oferta dez cursos de idiomas

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Juramentada de Contratos em Geral em Londrina nas línguas inglesa, espanhola, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

As novidades deste ano são latim e grego antigo; unidade atende anualmente 1,4 mil estudantes

Fotos: Ricardo Chicarelli - Tara Mittelberg, estudante norte-americana: 'Acho difícil a conjugação dos verbos'

Tara Mittelberg, estudante norte-americana: “Acho difícil a conjugação dos verbos”

O aprendizado de um idioma pode expandir as fronteiras do conhecimento. Quando se estuda uma língua nova é possível ter acesso a informações que outrora estavam inacessíveis. Em Londrina são ofertados alguns cursos que podem contribuir para o desenvolvimento da comunicação e a valores bem acessíveis. As opções vão desde às pessoas que são daqui e querem estudar um outro idioma ou mesmo para quem é de fora e quer conhecer o português.

Felipe Trevisan, professor: recursos tecnológicos
Felipe Trevisan, professor: recursos tecnológicos

A professora dela é Lucimara Jabarde da Silva, aluna do 4º ano do curso de letras inglês. “A experiência é ótima, porque a nossa turma tem alunos que falam diversas línguas. Hoje a gente teve pessoas falando português, espanhol e inglês. Eles aprendem não só a gramática do português, mas expressões que a gente usa aqui”, apontou. Segundo ela, a maioria da turma é formada por estrangeiros recém-chegados que não possuem nível de português proficiente.

E para quem pretende estudar algum idioma que não seja o português, a estrutura oferecida pelos laboratórios da universidade proporciona um certo nível de imersão. O professor Felipe Trevisan ministra aulas no programa Paraná Fala Inglês e também já foi professor no laboratório da UEL. “Aqui a gente pode usar recursos tecnológicos que permitem fazer cursos multimodais. Há aparelhos de som, projetores, telões e televisores. Por meio deles podemos fazer atividades de listening (audição) e tudo em ambiente com ar condicionado”, enumerou.

GLOBALIZAÇÃO 
A coordenadora pedagógica do laboratório de línguas, Marta Oliveira Reis, ressalta que o laboratório tem mais de 40 anos de tradição, e por conta da globalização a procura tem sido bastante grande. “O curso geralmente acompanha a vida do aluno na graduação. Quando termina a graduação termina o curso aqui também. A comunidade externa também é bastante presente”, apontou.

O laboratório de idiomas da UEL oferece aulas de francês, italiano, alemão, mandarim, inglês, japonês, espanhol, português para falantes de outras línguas. As novidades deste ano são os cursos de latim e de grego antigo. “O latim e o grego são uma demanda dos cursos de história e de letras vernáculas”, apontou a coordenadora geral do laboratório, Adriana Fiori.

fonte: https://www.folhadelondrina.com.br/cidades/uel-oferta-dez-cursos-de-idiomas-1001856.html