Cinema argentino em Curitiba

A CAIXA Cultural traz a Curitiba a mostra Histórias extraordinárias: cinema argentino contemporâneo. Entre os dias 17 e 24 de abril, serão apresentados 24 longas e curtas-metragens que revelam a vitalidade e a força criativa do cinema produzido na Argentina. Com curadoria de Natalia Christofoletti Barrenha, pesquisadora de cinema argentino, e Agustín Masaedo, programador do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI), a programação apresenta tanto obras premiadas em festivais argentinos e internacionais quanto produções com sólidas passagens pelo circuito comercial.

Apesar disso, e do crescente interesse do público brasileiro pelo cinema argentino, a maioria dos filmes selecionados tiveram escassa ou nula visibilidade no Brasil. Assim, o evento busca ampliar o olhar dos espectadores curitibanos sobre uma das cinematografias mais expressivas, diversas e reconhecidas internacionalmente. “A programação conta com uma porção de comédias, com filmes que abordam temas necessários e urgentes sem perder o humor, a capacidade de rir de si mesmo, de questionar com leveza. Em um momento em que tanto no Brasil como na Argentina temos uma situação política complicada, e nossas sociedades se encontram extremamente polarizadas, com uma triste dificuldade para entabular um diálogo, esse tipo de abordagem, a partir da leveza, é extremamente inspirador”, reflete a curadora Natalia Christofoletti Barrenha.

Entre os destaques selecionados, está o documentário As lindas (2016), da estreante Melisa Liebenthal, premiado na seção Bright Future do Festival de Rotterdam. O público também poderá assistir aos vencedores das duas últimas edições do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI): A longa noite de Francisco Sanctis (2016), dos também estreantes Andrea Testa e Francisco Márquez; e A vendedora de fósforos (2017), de Alejo Moguillansky, diretor e montador já consagrado, de trajetória prolífica e presença frequente nos principais festivais internacionais.

Neste mês de abril, em que o BAFICI – um dos mais importantes festivais da América Latina, vitrine fundamental para a produção do chamado nuevo cine argentino – chega à sua 20a edição, a mostra também marca o vigésimo aniversário de estreia e premiação do filme Pizza, cerveja, baseado (1997) no Festival Internacional de Cine de Mar del Plata, considerado o ponto de partida do nuevo cine. “O filme é de uma força surpreendente, de que algo nasceu mesmo, e o que veio antes eram lampejos de algo em gestação, e o que veio depois está influenciado por ele de alguma forma”, avalia Natalia.

Assim, parte da mostra celebra o momento fundador da pungente produção cinematográfica do país vizinho. Duas décadas depois, o público brasileiro poderá se reencontrar com a ópera prima de Israel Adrián Caetano e Bruno Stagnaro, mergulhar na genealogia do nuevo cine com os curtas-metragens seminais de Histórias breves I (1995) e descobrir, na selvagem loucura do documentário Bonanza (2001), de Ulises Rosell, que as rupturas desse “movimento” transcenderam o cinema de ficção.

A programação se completa com a exibição especial de um dos filmes mais aguardados dos últimos anos: o elogiado Zama (2017), de Lucrecia Martel, inspirado na novela homônima de Antonio Di Benedetto, além de um documentário que acompanha a diretora em seu processo de criação durante as filmagens: Anos-luz (2017), de Manuel Abramovich.

“Os dez filmes da mostra principal terminaram formando um sistema perfeitamente homogêneo, com sua própria lógica interna e relações complementares ou contrastantes: um modelo na escala do cinema argentino atual; sua liberdade, suas buscas e suas contradições. Descobrir essas conexões secretas, reconstruir a imagem completa a partir de seus fragmentos, é uma razão mais que suficiente para fazer um esforço e não perder nenhum desses filmes”, garante o curador Agustín Masaedo.

Fonte: http://www.paranaportal.uol.com.br

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol e castelhano.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Os 100 maiores Falsos Cognatos em Espanhol

Aqui está a lista com os 100 grandes falsos cognatos, também conhecidos como falsos amigos, da língua espanhola.  Ainda existem muitos outros, mas talvez estes sejam os mais comuns, dada a sua semelhança com palavras em português e que se usadas de forma inadequada numa conversa em espanhol pode causar muita confusão.

http://www.espanholinglescuritiba.com.br

(41)3308-9498 / (41)9667-9498            atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Na lista, a primeira palavra está em Espanhol, e a segunda em Português.

A

Abonar: Pagar
Aceite: Azeite, óleo
Aceitar: Passar óleo
Acordarse: Lembrar-se
Acreditar: Creditar valor, dinheiro
Aderezo: Tempero
Alejar: Afastar
Almohada: Travesseiro
Alza: Aumento
Amador: Amante, que ama
Apellido: Sobrenome

B

Basura: Lixo
Beca: Bolsa de estudos
Berro: Agrião
Billón: Trilhão
Borracha: Bêbada
Botiquin: Maleta de primeiros-socorros
Brinco: Pulo

C

Cacho: Pedaço
Cachorro: Filhote de qualquer mamífero
Cadera: Quadris
Caída: Queda
Calar: Cortar
Camelo: Engano
Chulo: Legal, bonito
Cinta: Fita
Ciruela: Ameixa
Cola: Fila (de pessoas) ou rabo (de animal)
Colar: Coar
Concertar: Combinar
Comisario: Delegado
Conozco: Conheço
Copa: Taça
Corvo: Curvo
Crianza: Criação
Cubierto: Talher
Cueca: Dança chilena
Cuello: Pescoço

D

Desabrochar: Desabotoar
Desperto: Esperto
Despido: Demissão
Dirección: Endereço
Diseño: Projeto

E

Embarazada: Grávida
Embrollo: Confusão
Enojar: Aborrecer
Exquisito: Requintado
Experto: Perito

F

Faro: Farol
Fecha: Data
Flaco: Magro
Frente: Testa

G

Gajo: Gomo
Garrafa: Jarro
Goma: Borracha
Gracioso: Engraçado
Grasa: Gordura

J

Jamón: Presunto
Jubilado: Aposentado
Jugo: Suco
Juguete: Brinquedo

L

Largo: Comprido
Latir: Bater do coração

M

Mostrador: Balcão

N

Novela: Romance

O

Oficina: Escritório
Olla: Panela
Oso: Urso

P

Paladar: Céu da boca
Palco: Camarote
Pasta: Massa
Pastel: Bolo
Pegamento: Cola
Pegar: Colar
Pelado: Careca
Pelo: Cabelo
Pipa: Cachimbo
Platillo: Pires
Polvo: Pó
Presunto: Suposto
Pronto: Logo
Propina: Gorjeta
Pulpo: Polvo

Q

Quitar: Tirar

R

Rico: Encantador

S

Saco: Paletó
Salada: Salgada
Sino: Se não
Sitio: Local, lugar

T

Taller: Oficina
Tapa: Tampa de panela
Tapas: Aperitivos, petiscos
Tasa: Taxa
Taza: Xícara
Topo: Toupeira

V

Vacío: Vago
Vago: Vadio
Vaso: Copo
Vello: Pêlo

Z

Zurdo: Canhoto