Cinema argentino em Curitiba

A CAIXA Cultural traz a Curitiba a mostra Histórias extraordinárias: cinema argentino contemporâneo. Entre os dias 17 e 24 de abril, serão apresentados 24 longas e curtas-metragens que revelam a vitalidade e a força criativa do cinema produzido na Argentina. Com curadoria de Natalia Christofoletti Barrenha, pesquisadora de cinema argentino, e Agustín Masaedo, programador do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI), a programação apresenta tanto obras premiadas em festivais argentinos e internacionais quanto produções com sólidas passagens pelo circuito comercial.

Apesar disso, e do crescente interesse do público brasileiro pelo cinema argentino, a maioria dos filmes selecionados tiveram escassa ou nula visibilidade no Brasil. Assim, o evento busca ampliar o olhar dos espectadores curitibanos sobre uma das cinematografias mais expressivas, diversas e reconhecidas internacionalmente. “A programação conta com uma porção de comédias, com filmes que abordam temas necessários e urgentes sem perder o humor, a capacidade de rir de si mesmo, de questionar com leveza. Em um momento em que tanto no Brasil como na Argentina temos uma situação política complicada, e nossas sociedades se encontram extremamente polarizadas, com uma triste dificuldade para entabular um diálogo, esse tipo de abordagem, a partir da leveza, é extremamente inspirador”, reflete a curadora Natalia Christofoletti Barrenha.

Entre os destaques selecionados, está o documentário As lindas (2016), da estreante Melisa Liebenthal, premiado na seção Bright Future do Festival de Rotterdam. O público também poderá assistir aos vencedores das duas últimas edições do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI): A longa noite de Francisco Sanctis (2016), dos também estreantes Andrea Testa e Francisco Márquez; e A vendedora de fósforos (2017), de Alejo Moguillansky, diretor e montador já consagrado, de trajetória prolífica e presença frequente nos principais festivais internacionais.

Neste mês de abril, em que o BAFICI – um dos mais importantes festivais da América Latina, vitrine fundamental para a produção do chamado nuevo cine argentino – chega à sua 20a edição, a mostra também marca o vigésimo aniversário de estreia e premiação do filme Pizza, cerveja, baseado (1997) no Festival Internacional de Cine de Mar del Plata, considerado o ponto de partida do nuevo cine. “O filme é de uma força surpreendente, de que algo nasceu mesmo, e o que veio antes eram lampejos de algo em gestação, e o que veio depois está influenciado por ele de alguma forma”, avalia Natalia.

Assim, parte da mostra celebra o momento fundador da pungente produção cinematográfica do país vizinho. Duas décadas depois, o público brasileiro poderá se reencontrar com a ópera prima de Israel Adrián Caetano e Bruno Stagnaro, mergulhar na genealogia do nuevo cine com os curtas-metragens seminais de Histórias breves I (1995) e descobrir, na selvagem loucura do documentário Bonanza (2001), de Ulises Rosell, que as rupturas desse “movimento” transcenderam o cinema de ficção.

A programação se completa com a exibição especial de um dos filmes mais aguardados dos últimos anos: o elogiado Zama (2017), de Lucrecia Martel, inspirado na novela homônima de Antonio Di Benedetto, além de um documentário que acompanha a diretora em seu processo de criação durante as filmagens: Anos-luz (2017), de Manuel Abramovich.

“Os dez filmes da mostra principal terminaram formando um sistema perfeitamente homogêneo, com sua própria lógica interna e relações complementares ou contrastantes: um modelo na escala do cinema argentino atual; sua liberdade, suas buscas e suas contradições. Descobrir essas conexões secretas, reconstruir a imagem completa a partir de seus fragmentos, é uma razão mais que suficiente para fazer um esforço e não perder nenhum desses filmes”, garante o curador Agustín Masaedo.

Fonte: http://www.paranaportal.uol.com.br

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol e castelhano.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Conexão Espanha-Brasil

Espanhóis

Durante 60 anos, o Brasil foi governado por reis espanhóis: Felipe II 1580-1591 Felipe III 1598-1621 Felipe IV 1621-1640 Os capitães povoadores tinham grandes poderes no começo do século XVII. Não se limitavam ao comando de governos militares, suas atribuições eram tanto de ordem militar como civil. Administravam os povos da sua jurisdição de forma quase absoluta. Tanto Gabriel de Lara, no litoral, como o Capitão Martins Leme, em Curitiba, exerceram funções políticos-Administrativa e militar, cumulativamente. Ambos tiveram grande influencia e representaram papel saliente na criação das respectivas vilas de Paranaguá e de Curitiba. Lara não somente foi, durante 36 anos, o condutor do primeiro grupo de povoadores efetivos de Paranaguá, como foi também, o incentivador de núcleos expontâneos de povoamento de Curitiba.

Conheça o Centro Espanhol do Paraná: https://www.centroespanhol.com.br/

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

A LÍNGUA ESPANHOLA NO MUNDO

http://www.espanglish.com.br-atendimento@espanholinglescuritiba.com.br-(41)3308-9498

http://www.espanglishtraducoes.com.br/conteudos/cursos-de-espanhol.html

Todos os seres se comunicam de alguma forma, mas somente o homem o faz através da linguagem, um sistema de “símbolos” sonoros utilizados por um mesmo grupo de um país ou região, conhecido por língua ou idioma.

Assim, constituem-se as diferentes línguas que conhecemos hoje. É através dela que cada grupo expressa sua cultura, costumes, pensamento e tudo o que existe ao seu redor e em sua sociedade, com domínio e fluidez, possibilitando uma comunicação adequada. Quando isso não acontece pode causar rupturas, mal entendidos e até discussões entre os falantes.

Você sabe como surgiu a língua espanhola?

Originou-se do Latim vulgar falado por parte da população que constituía a Península Ibérica. Mais tarde recebeu o nome de castellano (castelhano) ou língua castellana (castelhana), por ocasião da residência dos reis no reino medieval de Castilla (Castela). Nos dias de hoje, embora o nome ainda seja referência, após a constituição da Espanha como nação e a tentativa de uniformizar o idioma do país, a língua foi oficializada como “espanhol”.

Mesmo o espanhol sendo a língua oficial, não é a única falada na Espanha. Existem outras línguas como, o catalán (catalão), o valenciano, o gallego (galego), o basco ou euskera e também inúmeros dialetos ou variações da língua oficial, entre eles o andaluz, o extremeño (extremenho), o murciano, o canario (canário). Estas línguas e os dialetos são primitivos de diferentes regiões da Espanha e possuem grande importância para a população local, mesmo sendo tratados como segunda língua são, por vezes, mais utilizados do que o espanhol.

No final do século XV, com as novas conquistas territoriais dos espanhóis, a língua expandiu-se por toda a América e sofreu inúmeras modificações, ora permanecendo dentro dos limites de uso popular e outras se propagando por todo o país. Estas ocorreram por questões geográficas, culturais e sociais de cada região, pela coexistência com as línguas indígenas locais e, ainda, pelas peculiaridades dos seus próprios falantes, na maioria soldados e imigrantes de diversas origens.

Assim, com todas as suas variedades, o espanhol tornou-se a língua materna de países como: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai, Venezuela, além de língua oficial na Guiné Equatorial (por ter sido colônia Espanhola na África), Filipinas (por ter sido colônia espanhola na Ásia) e na Espanha.

Qual o papel da língua espanhola na atualidade?

A língua espanhola hoje é considerada a terceira língua mais falada no mundo e não se limita apenas aos falantes de língua materna, que já ultrapassa os 300 milhões de pessoas. Esse número cresce a cada ano pela quantidade de indivíduos que aprendem o idioma como uma língua estrangeira.

O inglês sustenta o primeiro lugar, seguido do mandarim, falado na China, que permanece em segundo lugar devido à quantidade de habitantes deste país, porém o espanhol se destaca no mundo comercial, principalmente na comunidade europeia, onde junto com o inglês são as línguas mais utilizadas. Outro dado interessante é que vem alcançando um número considerável de internautas, sendo atualmente a terceira língua mais utilizada na internet.

No Brasil, a proximidade com as fronteiras de países hispanofalantes e o aumento das relações comerciais impulsionadas pelo MERCOSUL, levaram o governo brasileiro a introduzir a língua espanhola como oferta obrigatória nas escolas, através da Lei nº 11.161, em 05 de agosto de 2005.

Fonte:http://brasilescola.uol.com.br/espanhol/predominancia-da-lingua-espanhola.htm

Como é o inverno em Buenos Aires

http://www.espanglish.com.br-atendimento@espanholinglescuritiba.com.br-(41)3308-9498

http://www.espanglishtraducoes.com.br/conteudos/cursos-de-espanhol.html

O frio já chegou e uma pergunta muito comum entre os turistas brasileiros é sobre o inverno em Buenos Aires. Aqueles que moram em cidades no sul do Brasil provavelmente não vão ficar surpresos com o clima frio que castiga a terra dos portenhos. Mas aqueles provenientes das regiões mais quentes do Brasil certamente poderão sentir a diferença, e muito.

A primeira coisa que devemos entender é que o frio acaba sendo automaticamente agravado pela alta umidade. Junto com o vento formam a chamada sensação térmica, o que complica ainda mais a vida dos turistas (e a dos próprios moradores também).

O inverno em Buenos Aires começa no dia 21 de junho e vai até o 21 de setembro. Os dias mais frios do ano ocorrem entre junho e julho, com temperaturas abaixo de 0 °. Nesse período, a temperatura máxima dificilmente ultrapassa os 10 graus. As chuvas invernais são moderadas, uma vez que as épocas mais chuvosas são em abril e durante o verão.

No entanto, devemos lembrar que hoje em dia as alterações do clima podem ser bastante dramáticas, trazendo surpresas indesejadas. Nesse caso, o mais conveniente é ser prevenido e levar na bagagem um bom estoque de roupa de inverno, que com certeza você vai precisar.

O que levar na mala

Se você está planejando viajar a Buenos Aires durante o inverno, os seguintes artigos não poderão estar ausentes na sua mala:

  • Jaquetas.
  • Casacos.
  • Meias de lã.
  • Cachecóis.
  • Gorros.
  • Luvas.
  • Bálsamo labial.

Isso tudo pode até parecer exagerado, mas o inverno em Buenos Aires não perdoa nem faz diferença com ninguém: afeta homens, mulheres e crianças do mesmo jeito e sem avisar! Na maioria das vezes é necessária a utilização de todos estes itens ao mesmo tempo para poder enfrentar as baixas temperaturas da capital argentina.

No início vai parecer um pouco difícil se movimentar com tantas camadas de roupa encima, mas aos poucos você vai se acostumando. O problema se apresenta na hora de entrar num lugar fechado e com calefação… aí dá vontade de tirar na hora todos os agasalhos!

Saiba como preparar sua mala para Buenos Aires

Mas não basta ter um bom estoque de roupas para permanecer aquecido ou aquecida: comer bem e consumir bebidas quentes ajuda muito para combater o inverno em Buenos Aires. Café, chá, chocolate, algum destilado… tudo serve!

Vale a pena comprar roupa de inverno em Buenos Aires?

Com as habituais mudanças na cotação das moedas (seja dólar, peso ou real) e a inflação constante que sofre a Argentina, não é recomendável confiar muito em poder comprar roupas a preços baixos para enfrentar o inverno em Buenos Aires.

Consulte por passeios e atividades em Buenos Aires com os melhores preços do mercado.

Tente trazer de casa todos os agasalhos que for precisar e só pense em fazer compras se realmente o preço valer a pena. Achar promoções de roupa de inverno nos meses de junho ou julho não é precisamente uma tarefa simples.

Fonte: http://brasileirosporbuenosaires.com.br/como-e-o-inverno-em-buenos-aires/

Dicionários Online Espanhol – Português

Word Reference: O Grandiccionarioespañol-portugúes português-espanhol © Espasa Calpe, S.A., Madrid, 2001.

  • Mais de 100.000 palavras e expressões e 200.000 traduções e exemplos de uso.
  • Transcrição fonética em todas as vozes, tanto espanholas como portuguesas.
  • Um extenso repertório léxico, que abrange desde o português e espanhol de uso quotidiano a termos de disciplinas especializadas, como a economia ou a informática.

http://www.wordreference.com/ptes/

Linguee: “Além de ser usado como um dicionário, o Linguee também pode ser utilizado como buscador de traduções na internet. Procure uma palavra ou expressão e os resultados serão imediatamente disponibilizados como entradas de dicionário e também aparecerão nos exemplos de traduções. Recomendamos que a busca seja feita com mais de uma palavra. Por exemplo, busque preferivelmente “na qualidade de” ao invés de apenas “qualidade”.”

http://www.linguee.com.br/portugues-espanhol

Infopédia: A Infopédia é um serviço da Porto Editora que inclui 22 dicionários online, em várias línguas: português, inglês, espanhol, francês, italiano, neerlandês.

http://www.infopedia.pt/dicionarios/portugues-espanhol/

Ver Taal: Ejercicios de español para extranjeros:vocabulario, gramática, ejercicios de escucha…

http://www.ver-taal.com/

The Free Dictionary: Diccionario en línea – incluye múltiples diccionarios: Diccionario de inglés, diccionario médico, diccionario jurídico, diccionario financiero, tesauro, diccionario de acrónimos y abreviaturas, diccionario de modismos, tesauro, enciclopedia Wikipedia, pronunciaciones, navegador por palabras, glosario. Acceso gratuito.

http://es.thefreedictionary.com/

Universia: O tradutor Universia é uma potente ferramenta que lhe permite traduzir páginas web, textos em formato HTML, documentos WORD ou similares e textos singelos.O tradutor Universia traduz todo tipo de textos em formato coloquial, não se configurando como um tradutor de caráter jurado.

http://traductor.universia.net/

El Mundo: Traductor gratuito online en elmundo.es. Traductor de Inglés, italiano francés y alemán. Traducción de texto y páginas web.

http://www.elmundo.es/traductor/

Google: O serviço de tradução on-line gratuito do Google traduz instantaneamente textos. Este tradutor tem suporte para: português (Brasil), africâner, albanês, alemão, árabe, armênio, azerbaijano, basco, bengali, bielo-russo, bósnio, búlgaro, catalão, Cebuano, chinês….

https://translate.google.com

Reverso: “Nosso dicionário Português-Espanhol on-line contém milhares de palavras e expressões acrescentadas pelos usuários. A riqueza e a estrutura do nosso dicionário ajudam-lhe a eleger a palavra adequada para comunicar em Português ou Espanhol.”

http://diccionario.reverso.net/espanol-portugues/

Babylon: “…Busque por literalmente milhões de termos na base de dados do Babylon de mais de 1.600 dicionários e glossários das mais diversas áreas de informação. Tudo em mais de 75 idiomas. O Babylon tem mais de 10 anos de experiência na área de softwares de serviços de dicionários e traduções. É uma das empresas mais famosas e bem estabelecidas na recuperação de informação em todo o mundo. “

http://pt.bab.la/dicionario/portugues-espanhol/

Morar na Argentina: custo de vida, trabalho e estudo

http://www.espanglish.com.br-atendimento@espanholinglescuritiba.com.br-(41)3308-9498

http://www.espanglishtraducoes.com.br/conteudos/cursos-de-espanhol.html

Já pensou em fazer as malas e ir morar na Argentina? O país vizinho tem diversos atrativos que fazem com que todos os anos muitos brasileiros dedicam morar, de forma temporária ou permanente, na terra dos nossos hermanos. Gostou da ideia? Então confira o que você precisa saber antes de se mudar para a Argentina.

Como morar na Argentina

Morar na Argentina é barato? Tudo depende do seu estilo de vida e da cidade onde você vai morar. Por isso, primeiro vamos pensar no custo de vida.

Custo de vida da Argentina

É verdade que o câmbio nos favorece, já que 1 peso argentino (baseado no câmbio de 22 de dezembro de 2015) custa R$0.30. Mas é preciso considerar que o custo de vida na Argentina varia da capital para o interior, e também é possível ter gastos diferentes de acordo com o seu padrão de vida.

Capital x Interior

É preciso ter algumas noções básicas, como:

  • O custo de vida de Buenos Aires é semelhante ao da cidade de São Paulo e Rio de Janeiro, de acordo com o siteExpatistan, que faz comparações de custo de vida entre cidades do mundo todo. Veja a comparação aqui.
  • Se você se assustou com o custo de vida em Buenos Aires, fique calmo. A diferença de custos entre morar na capital e no interior da Argentina é muito grande. O custo de vida em Rosario, cidade do interior também muito procurada por brasileiros que decidem morar na Argentina, é mais barato do que o custo nas principais cidades do interior do Brasil. Viver em Rosário é 17% mais barato do que viver em Niterói, é 24% mais barato do que viver em Campinas, e 28% mais barato do que viver em Santos.

Relação entre custo de vida no Brasil x na Argentina

Na Argentina, os custos são diferentes dos praticados no Brasil, e a diferença não é só na moeda. Alguns artigos são muito mais caros por lá, como roupas, em que os preços podem chegar a até 96% mais alto do que os praticados aqui no Brasil. Enquanto isso, os transportes argentinos são mais baratos do que os brasileiros.

Confira a comparação entre o custo de vida entre os dois países, feita pelo site Numbeo.

  • Preços ao consumidor no Brasil são 41,17% menores do que na Argentina
  • Preço de aluguel no Brasil é 39,20% menor do que na Argentina
  • Preço de restaurantes no Brasil é 51,97% menor do que na Argentina
  • Preços de mantimentos (supermercado) no Brasil é 45,24% menor do que na Argentina
  • Poder de Compra dos brasileiros é 34,36% menor do que o dos argentinos
  • Preço dos transportes (incluindo transporte público, táxi e gasolina) no Brasil é 24% mais caro no Brasil do que na Argentina

Se você quiser conferir a comparação completa e detalhada sobre os custos de vida dos dois países, confira aqui.

Gastos médios

Aqui vale lembrar que tudo depende do estilo de vida. Mas considerando os valores médios gastos por brasileiros que vivem hoje em Buenos Aires em diferentes padrões econômicos, temos que:

Estudantes

A baixo custo: Faculdade pública, vivendo em residência universitária dividindo quarto, cozinhando em casa e utilizando transportes públicos  – gasto médio mensal: entre R$1350 e R$1500.

Modo econômico:  Dividindo apartamento com outros estudantes, alternando entre comer em casa e em restaurantes e podendo aproveitar a vida noturna da cidade esporadicamente, gasta – com faculdade pública: entre R$1750 e R$1900 – com faculdade particular: entre R$2300 e R$2500.

Modo conforto: Vivendo sozinho em apartamento de um quarto, podendo usufruir de bons restaurantes e da vida noturna de Buenos Aires, com consumo de gasolina/táxi. Em faculdade pública: entre R$2.850,00 e R$3.000, em faculdade particular: entre R$ 3.822,00 e R$4.000.

Solteiro (a)

A baixo custo: média de 6 mil pesos argentinos, que equivale a R$1.810.

Modo econômico: média de 8 mil pesos argentinos, que equivale a R$2.415.

Modo conforto: média entre 10 e 12 mil pesos argentinos, que equivale a diferença entre R$3.000 e R$3.600 mensais.

Família

Para a família, depende de quantos filhos são, se eles irão estudar em escolas nacionais ou privadas e se a família irá ter veículo próprio. Portanto, os custos variam muito. As famílias que moram em Buenos Aires, com 2 filhos e sem veículo próprio,  vivem em modo econômico com a média de 15 mil pesos argentinos por mês, o que equivale a R$4.525,00, sem qualquer tipo de regalias.

Visto para morar na Argentina

Para tirar o seu visto para morar na Argentina, independente de qual for o seu motivo de residência, você deve procurar o Consulado mais próximo de você.  Você pode conferir a lista de todos os consulados da Argentina espalhados pelo Brasil (com indicação de site, e-mail para contato, telefone e endereço) aqui.

Para morar na Argentina, você irá precisar tirar o visto ideal para o motivo de sua residência (trabalho, estudo, negócios, etc) .São 4 passos a serem seguidos para conseguir o seu visto.

1º passo – Organização dos documentos

Após verificar com o consulado mais próximos de você quais são os requisitos necessários para obter o visto, é hora de ter muita paciência para organizar direitinho todos os documentos. Dependendo do tipo de visto e também do consulado, os documentos podem mudar, mas os básicos e necessários a todo tipo de estrangeiro que quer morar na Argentina é:

  • Passaporte original com validade mínima de 02 (dois) anos.
  • 2 cópias autenticadas das três primeiras páginas do passaporte.
  • Certidão de nascimento original ou atualizada
  • 2 (duas) cópias autenticadas da certidão de nascimento.
  • Certidão de casamento original ou atualizada (uma via para cada cônjuge; a apresentação da certidão de casamento não exime a apresentação da certidão de nascimento).
  • 2 cópias autenticadas da certidão de casamento. Se você não é casado, não é necessário
  • 2 cópias autenticadas do documento de identidade (RG).
  • 2 vias do certificado de antecedentes penais emitido pela Polícia Federal Brasileira com firma reconhecida em cartório ou com a validação da internet quando solicitado pela internet no site dpf.gov.br
  • 04 fotos 4X4, de frente, sem data, sem óculos, ½ busto, fundo branco, colorida.

2º Passo – Legalização de Documentos no MRE

Após recolher todos os documentos, você precisa que o Ministério das Relações Exteriores legalize-os. Há escritórios do MRE em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Florianópolis e Porto Alegre.  Antes de tudo, é preciso que você visite o site do Itamaraty  e preencha um formulário no qual você vai especificar quais documentos irá enviar ao MRE e qual a legalização deverá ser feita pelo acordo Brasil- Argentina. Feito isso, você une esse formulário a todos os documentos e envia para o MRE mais próximo de você pelo correio. O processo de legalização demora em média entre 15 e 20 dias.

 3º Passo – Marcação de Entrevista

Você deve agendar uma entrevista com o Consulado Geral da Argentina para conseguir o seu visto. Você faz isso pela internet mesmo, através do e-mail spvisas@mrecic.gov.ar, onde você solicita o agendamento fornecendo seus dados: nome, sobrenome número de passaporte, nacionalidade e qual o visto você vai solicitar para marcar. Indicamos que faça isso com antecedência, pois pode demorar para haver vagas para a entrevista.

Chegando o dia, compareça ao consulado. Com a marcação, eles irão fazer a entrevista, recolher impressões digitais, pedir a assinatura de documentos e recolher o pagamento da taxa de visto – que muda de acordo com o tipo de visto.

4º Passo –  Esperando seu visto

O visto, após todo o processo acima, sai no mesmo dia de visita ao consulado. Algumas pessoas dizem que esperaram apenas 30 minutos, outros tiveram que voltar mais tarde, cerca de 6h depois, e alguns até no dia seguinte. A média de espera depende da demanda do consulado, mas em geral, sai no mesmo dia sem muita demora.

Vale a pena morar na Argentina?

Por mais que essa pergunta seja subjetiva, podemos apontar o que os brasileiros mais gostam e menos gostam ao morar na Argentina. Veja o ponto de vista que muitos dos nossos conterrâneos publicaram em seus blogs pessoais e decida se para você vale a pena ou não fazer as malas e se mudar para lá.

Vantagens de morar na Argentina

Uma experiência marcante e definitiva para a sua vida

Qualquer pessoa que decida morar fora do seu país de origem vai viver uma experiência diferente e, na maioria dos casos, extraordinária. O aprendizado é grande, pois você precisa se adaptar a um novo ritmo de vida e uma nova cultura. Com isso, vem novos amigos e a quebra de muitos preconceitos que trazemos conosco. Portanto, se você quer uma mudança para a sua vida, morar na Argentina pode ser o que faltava.

Cultura e agito

A Argentina é um país com cultura rica, diversa e que nós brasileiros costumamos apreciar e nos adaptar com facilidade. Além disso, povo argentino tem costume de participar de eventos culturais, em celebrações tradicionais festivas que exaltam a identidade do país.

Estudo

É incrível  a quantidade de cursos baratos que Buenos Aires e outras cidades interioranas da Argentina oferecem. Os custos são baixos e a variedade é imensa. Quanto ao ensino regular: as universidades nacionais oferecem ensino superior gratuito e de qualidade, e as universidades privadas são mais em conta que as brasileiras.

Desvantagens de morar na Argentina

Complicada situação política e econômica

Com cenário político em conflito há anos e com a inflação nas alturas, fica difícil morar no país. A moeda está desvalorizada, o preço do aluguel e da comida dispararam e a instabilidade afasta investidores estrangeiros.

Dificuldade de integração

Os brasileiros que moraram na Argentina, em especial em Buenos Aires, disseram ter dificuldade em fazer amizade com os nativos.  É claro que existem exceções, mas o povo portenho tem hábito de se fechar em grupos de amigos argentinos e não se abrir a amizade com novas pessoas, incluindo estrangeiros. No interior, a situação parece ser mais branda, mas ainda se confirma: os brasileiros costumam fazer amizade com a (grande) comunidade de compatriotas que está lá.

Comida

A comida brasileira faz muita falta, independente de qual país você for morar.  É possível encontrar comida brasileira por lá, mas para quem está acostumado com o tempero brasileiro o arroz tem gosto de isopor, é raro encontrar feijão e o que se encontra é muito caro.

Estudar na Argentina

Muitos brasileiros fazem as malas e decidem estudar na Argentina. Os motivos são muitos, dentre eles os principais são:

  • É barato estudar na Argentina – com a moeda desvalorizada, as faculdades particulares e cursos profissionalizantes saem muito mais em conta. Além disso, o país conta com muitas universidades nacionais (públicas).
  • Universidades de qualidade – muitas universidades argentinas estão na lista das melhores da América Latina, com destaque para a UBA (Universidade de Buenos Aires)
  • Não tem vestibular na Argentina – não precisa prestar vestibular para ingressar nas universidades argentinas, nem mesmo nas públicas.
  • Reconhecimento nas áreas da arte e da medicina – com grandes referências nessas duas áreas, atraem estudantes de toda a América Latina

Saiba mais sobre estudar na Argentina aqui.

Trabalhar na Argentina

Conseguir emprego na Argentina infelizmente não está fácil. O país enfrenta uma longa crise financeira, aumento do custo de vida e também a retração do mercado de trabalho. Se você tenciona fazer trabalhos temporários, vai encontrar vagas, mas prepare-se para ganhar mal. Se você tem qualificação, pode conseguir boas vagas procurando emprego pela internet. Existem sites com vagas em todo o país, como o Bumeran e o Infojobs, por exemplo.  Lembre-se que é preciso ter espanhol em nível pelo menos intermediário e documentação regularizada que autoriza o estrangeiro a trabalhar no país. Se não tiver em situação legal, não recomendamos a procura por emprego.

Fonte: www.jafezasmalas.com/morar-na-argentina/

Piadas em…Espanhol!

Piadas são histórias curtas que apresentam finais surpreendentes e engraçados, causando risos e gargalhadas àqueles que as leem ou escutam. Em qualquer que seja o idioma, as piadas costumam agradar não apenas pelo conteúdo que expressam, mas também pela forma como são contadas. Nesse aspecto, algumas pessoas possuem mais facilidade; são, naturalmente, mais desinibidas e engraçadas.

Ao aprender piadas em outro idioma, o estudante não somente exercita a compreensão estrutural e gramatical da língua, como também agrega aspectos culturais sobre as localidades em que o idioma é falado.

Você conhece alguma piada em espanhol? Leia abaixo as que selecionamos e, se gostar, tente contá-las aos seus amigos! Certamente será uma forma bem divertida de praticar o idioma.


La maestra al alumno:
-¿A cuántos grados hierve
el agua?
– A 90 grados.
Interrumpe un compañero:
– ¡Qué burro!, lo que hierve a 90 grados es el ángulo recto.
Dos amigos se encuentran por la calle y le dice uno al otro:
– ¿Puedo confiarte un secreto?
– Por supuesto, somos amigos.
– Necesito 6.000 euros.
– Tranquilo, como si no me hubieses dicho nada.

 

Un artista le pregunta al dueño de la galería si había vendido algún cuadro en su exposición.
– Tengo buenas noticias y malas noticias, respondió el dueño. Las buenas noticias son que un caballero preguntó sobre tu trabajo y si sería más valioso después de tu muerte. Cuando le dije que sí, él compró 15 de tus cuadros.
– ¡Eso es maravilloso! – exclamó el artista. ¿Cuáles son las malas noticias?
– El tipo era tu médico.
Camarero, camarero, ¿que es esto que hay en el menu?
– Eso es comida, señor.
– Pero ¡que asco! ¿Y cada cuanto limpian ustedes las cartas?
– Camarero, camarero, esta usted metiendo su corbata en mi sopa.
– No se preocupe, señor, no encoje.
En la conserjería del hotel: “Ring, ring”.
– ¿Diga?
– Tengo un problema. Estamos en el piso 39 y mi mujer se quiere suicidar tirándose por la ventana.
– No se preocupe, señor, los cristales de las ventanas no se pueden abrir.
– Ese es el problema.
Un avión cae al mar y el capitán dice:
– Los que sepan nadar al lado izquierdo, los que no sepan nadar, al lado derecho.
– Pasajeros del lado izquierdo, favor nadar hasta esa isla cercana. Pasajeros del lado derecho… Nuestra Línea Aérea agradece su preferencia, gracias por volar con nosotros.
Cierto día un hombre encontró una botella, al destaparla se dio cuenta que tenía un genio y éste le dice:
– Te concederé tres deseos.
A lo que el hombre responde:
– Muy bien, mi primer deseo es tener mucha lana (dinero).
Entonces, el genio le dice:
– ¡Concedido!
Y lo convirtió en oveja.

 

Fonte: www.soespanhol.com.br

Espanglish oferece os seus serviços em espanhol: traduções juramentadas, técnicas, legendagem, tradução de manuais, interpretação consecutiva, interpretação simultânea, locação de equipamento para traduçao simultânea, aulas de espanhol em empresa em Curitiba e região metropolitana, e o mais recente: cursos de espanhol e inglês nas salas da Rua Chile 1578, Rebouças, venha nos conhecer!

http://www.espanglish.com.br

(41)3308-9498