Cinema argentino em Curitiba

A CAIXA Cultural traz a Curitiba a mostra Histórias extraordinárias: cinema argentino contemporâneo. Entre os dias 17 e 24 de abril, serão apresentados 24 longas e curtas-metragens que revelam a vitalidade e a força criativa do cinema produzido na Argentina. Com curadoria de Natalia Christofoletti Barrenha, pesquisadora de cinema argentino, e Agustín Masaedo, programador do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI), a programação apresenta tanto obras premiadas em festivais argentinos e internacionais quanto produções com sólidas passagens pelo circuito comercial.

Apesar disso, e do crescente interesse do público brasileiro pelo cinema argentino, a maioria dos filmes selecionados tiveram escassa ou nula visibilidade no Brasil. Assim, o evento busca ampliar o olhar dos espectadores curitibanos sobre uma das cinematografias mais expressivas, diversas e reconhecidas internacionalmente. “A programação conta com uma porção de comédias, com filmes que abordam temas necessários e urgentes sem perder o humor, a capacidade de rir de si mesmo, de questionar com leveza. Em um momento em que tanto no Brasil como na Argentina temos uma situação política complicada, e nossas sociedades se encontram extremamente polarizadas, com uma triste dificuldade para entabular um diálogo, esse tipo de abordagem, a partir da leveza, é extremamente inspirador”, reflete a curadora Natalia Christofoletti Barrenha.

Entre os destaques selecionados, está o documentário As lindas (2016), da estreante Melisa Liebenthal, premiado na seção Bright Future do Festival de Rotterdam. O público também poderá assistir aos vencedores das duas últimas edições do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI): A longa noite de Francisco Sanctis (2016), dos também estreantes Andrea Testa e Francisco Márquez; e A vendedora de fósforos (2017), de Alejo Moguillansky, diretor e montador já consagrado, de trajetória prolífica e presença frequente nos principais festivais internacionais.

Neste mês de abril, em que o BAFICI – um dos mais importantes festivais da América Latina, vitrine fundamental para a produção do chamado nuevo cine argentino – chega à sua 20a edição, a mostra também marca o vigésimo aniversário de estreia e premiação do filme Pizza, cerveja, baseado (1997) no Festival Internacional de Cine de Mar del Plata, considerado o ponto de partida do nuevo cine. “O filme é de uma força surpreendente, de que algo nasceu mesmo, e o que veio antes eram lampejos de algo em gestação, e o que veio depois está influenciado por ele de alguma forma”, avalia Natalia.

Assim, parte da mostra celebra o momento fundador da pungente produção cinematográfica do país vizinho. Duas décadas depois, o público brasileiro poderá se reencontrar com a ópera prima de Israel Adrián Caetano e Bruno Stagnaro, mergulhar na genealogia do nuevo cine com os curtas-metragens seminais de Histórias breves I (1995) e descobrir, na selvagem loucura do documentário Bonanza (2001), de Ulises Rosell, que as rupturas desse “movimento” transcenderam o cinema de ficção.

A programação se completa com a exibição especial de um dos filmes mais aguardados dos últimos anos: o elogiado Zama (2017), de Lucrecia Martel, inspirado na novela homônima de Antonio Di Benedetto, além de um documentário que acompanha a diretora em seu processo de criação durante as filmagens: Anos-luz (2017), de Manuel Abramovich.

“Os dez filmes da mostra principal terminaram formando um sistema perfeitamente homogêneo, com sua própria lógica interna e relações complementares ou contrastantes: um modelo na escala do cinema argentino atual; sua liberdade, suas buscas e suas contradições. Descobrir essas conexões secretas, reconstruir a imagem completa a partir de seus fragmentos, é uma razão mais que suficiente para fazer um esforço e não perder nenhum desses filmes”, garante o curador Agustín Masaedo.

Fonte: http://www.paranaportal.uol.com.br

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol e castelhano.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Conexão Espanha-Brasil

Espanhóis

Durante 60 anos, o Brasil foi governado por reis espanhóis: Felipe II 1580-1591 Felipe III 1598-1621 Felipe IV 1621-1640 Os capitães povoadores tinham grandes poderes no começo do século XVII. Não se limitavam ao comando de governos militares, suas atribuições eram tanto de ordem militar como civil. Administravam os povos da sua jurisdição de forma quase absoluta. Tanto Gabriel de Lara, no litoral, como o Capitão Martins Leme, em Curitiba, exerceram funções políticos-Administrativa e militar, cumulativamente. Ambos tiveram grande influencia e representaram papel saliente na criação das respectivas vilas de Paranaguá e de Curitiba. Lara não somente foi, durante 36 anos, o condutor do primeiro grupo de povoadores efetivos de Paranaguá, como foi também, o incentivador de núcleos expontâneos de povoamento de Curitiba.

Conheça o Centro Espanhol do Paraná: https://www.centroespanhol.com.br/

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Espanhol para iniciantes (vídeo aula 01) El alfabeto Español – O Novo Alfabeto Espanhol

Assista esta videoaula para iniciantes de espanhol (mostrando o alfabeto).

(obrigado, Educação Ativa Idiomas).

Espanglish Traduções oferece os seus serviços da tradução em Espanhol. Tradução juramentada, técnica, legendas e tradução simultânea e consecutiva em Espanhol.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Tradução de Filmes – Dublagem

http://www.espanglishtraducoes.com.br-atendimento@espanholinglescuritiba.com.br-(41)3308-9498

Fazemos dublagem em inglês, espanhol, português e outros idiomas. Um bom serviço de dublagem leva em conta a fidelidade ao texto original e a adequação da linguagem ao público-alvo, à cultura do país de destino e à finalidade do texto a ser traduzido.

O serviço de dublagem é realizado por dubladores experientes e gravado em estúdio especializado, com qualidade cinematográfica.

Para isso, a Espanglish conta com profissionais capacitados, com fluência no idioma, amplo conhecimento cultural e excelente conhecimento do idioma desejado.

Tradução de Filmes – Dublagem

Fazemos dublagem em inglês, espanhol, português e outros idiomas. Um bom serviço de dublagem leva em conta a fidelidade ao texto original e a adequação da linguagem ao público-alvo, à cultura do país de destino e à finalidade do texto a ser traduzido.

O serviço de dublagem é realizado por dubladores experientes e gravado em estúdio especializado, com qualidade cinematográfica.

Para isso, a Espanglish conta com profissionais capacitados, com fluência no idioma, amplo conhecimento cultural e excelente conhecimento do idioma desejado.

Tradução de Filmes – Dublagem

Tradução de Filmes – Dublagem

Fazemos dublagem em inglês, espanhol, português e outros idiomas. Um bom serviço de dublagem leva em conta a fidelidade ao texto original e a adequação da linguagem ao público-alvo, à cultura do país de destino e à finalidade do texto a ser traduzido.

O serviço de dublagem é realizado por dubladores experientes e gravado em estúdio especializado, com qualidade cinematográfica.

Para isso, a Espanglish conta com profissionais capacitados, com fluência no idioma, amplo conhecimento cultural e excelente conhecimento do idioma desejado.

Piadas em…Espanhol!

Piadas são histórias curtas que apresentam finais surpreendentes e engraçados, causando risos e gargalhadas àqueles que as leem ou escutam. Em qualquer que seja o idioma, as piadas costumam agradar não apenas pelo conteúdo que expressam, mas também pela forma como são contadas. Nesse aspecto, algumas pessoas possuem mais facilidade; são, naturalmente, mais desinibidas e engraçadas.

Ao aprender piadas em outro idioma, o estudante não somente exercita a compreensão estrutural e gramatical da língua, como também agrega aspectos culturais sobre as localidades em que o idioma é falado.

Você conhece alguma piada em espanhol? Leia abaixo as que selecionamos e, se gostar, tente contá-las aos seus amigos! Certamente será uma forma bem divertida de praticar o idioma.


La maestra al alumno:
-¿A cuántos grados hierve
el agua?
– A 90 grados.
Interrumpe un compañero:
– ¡Qué burro!, lo que hierve a 90 grados es el ángulo recto.
Dos amigos se encuentran por la calle y le dice uno al otro:
– ¿Puedo confiarte un secreto?
– Por supuesto, somos amigos.
– Necesito 6.000 euros.
– Tranquilo, como si no me hubieses dicho nada.

 

Un artista le pregunta al dueño de la galería si había vendido algún cuadro en su exposición.
– Tengo buenas noticias y malas noticias, respondió el dueño. Las buenas noticias son que un caballero preguntó sobre tu trabajo y si sería más valioso después de tu muerte. Cuando le dije que sí, él compró 15 de tus cuadros.
– ¡Eso es maravilloso! – exclamó el artista. ¿Cuáles son las malas noticias?
– El tipo era tu médico.
Camarero, camarero, ¿que es esto que hay en el menu?
– Eso es comida, señor.
– Pero ¡que asco! ¿Y cada cuanto limpian ustedes las cartas?
– Camarero, camarero, esta usted metiendo su corbata en mi sopa.
– No se preocupe, señor, no encoje.
En la conserjería del hotel: “Ring, ring”.
– ¿Diga?
– Tengo un problema. Estamos en el piso 39 y mi mujer se quiere suicidar tirándose por la ventana.
– No se preocupe, señor, los cristales de las ventanas no se pueden abrir.
– Ese es el problema.
Un avión cae al mar y el capitán dice:
– Los que sepan nadar al lado izquierdo, los que no sepan nadar, al lado derecho.
– Pasajeros del lado izquierdo, favor nadar hasta esa isla cercana. Pasajeros del lado derecho… Nuestra Línea Aérea agradece su preferencia, gracias por volar con nosotros.
Cierto día un hombre encontró una botella, al destaparla se dio cuenta que tenía un genio y éste le dice:
– Te concederé tres deseos.
A lo que el hombre responde:
– Muy bien, mi primer deseo es tener mucha lana (dinero).
Entonces, el genio le dice:
– ¡Concedido!
Y lo convirtió en oveja.

 

Fonte: www.soespanhol.com.br

Espanglish oferece os seus serviços em espanhol: traduções juramentadas, técnicas, legendagem, tradução de manuais, interpretação consecutiva, interpretação simultânea, locação de equipamento para traduçao simultânea, aulas de espanhol em empresa em Curitiba e região metropolitana, e o mais recente: cursos de espanhol e inglês nas salas da Rua Chile 1578, Rebouças, venha nos conhecer!

http://www.espanglish.com.br

(41)3308-9498

História da Dublagem

Fazemos dublagem em inglês, espanhol, português, mandarim, francês e outras línguas. Um bom serviço de dublagem é fiel ao texto original e adequa-se à linguagem do público-alvo, à cultura do país de destino e à finalidade do texto a ser traduzido.

O serviço de dublagem é realizado por dubladores experientes e gravado em estúdio especializado, com qualidade cinematográfica.

Para isso, a Espanglish conta com profissionais capacitados, com fluência no idioma, amplo conhecimento cultural e excelente conhecimento do idioma desejado.

Espanglish Traduções é a empresa de traduções de Dublagem e Legendagem que resolverá as necessidades da sua empresa pelo melhor custo-benefício. Excelente preço com a Qualidade que a sua empresa necessita.

Oferecemos o serviço de dublagem e legendagem nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Joinville, Foz de Iguaçu, Salvador, Cuiabá, Porto Velho, São José dos Campos, Campo Grande, Fortaleza, Recife, Manaus, Brasília, Campinas, Belém, Natal, João Pessoa, Vitória  e o resto do Brasil.

Estes são os nossos contatos:

http://espanglishtraducoes.com.br/conteudo/traducao-de-filmes-dublagem.html

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Telefones:55-41-3308-9498 / 55-41-9667-9498

Atendemos todos os dias do ano.

É muito difícil hoje em dia alguém nunca ter ouvido falar de dublagem, principalmente porque pelo menos quando o assunto surge em uma conversa, geralmente é para falar mal. Quantas vezes, alguém já não foi “repreendido” com perguntas como: “Você vê filme dublado? Cruzes!” Pois é. Aqui no Brasil esse tipo de reação é muito comum. Mesmo em faculdades ou em cursos de tradução, a dublagem ainda é pouca ensinada e propagada, fato que se deve muito em parte por esse preconceito. Mas afinal, o que é a dublagem? Como funciona? Como começou? Qual é a sua trajetória? Bom, é o que começaremos a ver um pouco aqui hoje. Não cabe tudo em um post único, pois assim como os outros ramos de tradução, há vários fatores envolvidos, suas particularidades etc.

A dublagem é a sobreposição da voz presente no produto audiovisual original por outra, no caso, pela voz de um dublador que fala a língua para o qual o produto (filme, documentário, animação etc) está sendo traduzido. Hoje em dia, a dublagem é propagada em todo mundo e na Europa praticamente TUDO é dublado e em certos casos, a legendagem acaba sendo até preterida… para quem achava que dublagem era só “coisa brasileira”, se enganou xD

Por mais que as pessoas não admitam, a dublagem tem suas vantagens e existe para atender uma série de pessoas. Primeiro, tem gente que não consegue acompanhar a legenda de um filme, por exemplo. Não consegue lê-las com rapidez. Em um filme legendado, uma vez que o áudio original se mantém, não se pode perder o que a legenda diz. Se o telespectador perder uma legenda, pode ser que perca um aspecto importante do filme. Segundo, a legenda faz a gente perder um pouco da completa experiência visual, pois a atenção se reveza entre a legenda e o que está acontecendo na tela. E terceiro, as pessoas esquecem que em vários países, e como belo (e triste) exemplo o Brasil, o índice de analfabetismo ainda é muito elevado. Logo é justo que essas pessoas fiquem sem poder desfrutar de filmes, etc? A dublagem veio para atender a esses “poréns” deixados pela legendagem. A dublagem faz com que qualquer um entenda o que está acontecendo e sendo dito com total atenção,pois não terá que disputar a atenção com a legenda. Quem quiser pode até se distanciar da televisão, pois mesmo sem ver, poderá ouvir o que está sendo dito. Não cabe aqui dizer se é melhor ou não que a legendagem. As duas formas de tradução tem suas vantagens e desvantagens e podem perfeitamente coexistir, basta a pessoa escolher a sua preferida, pois gosto é gosto e não se discute 😉 Eu não tenho o menor preconceito com a dublagem, pois cresci vendo filmes dublados, principalmente as obras clássicas da Disney e em muitos desses filmes, as vozes da versão dublada são até mais lindas do que as originais em inglês, mas isso sou eu. E ainda no mérito das animações, pelo que percebo é o único produto audiovisual que os brasileiros de modo geral consideram bons e não reclamam da dublagem.


O começo da história da dublagem

Não é preciso ser gênio para deduzir que a dublagem só pode surgir após o surgimento do cinema falado. Os primeiros filmes falados foram “The Jazz Singer” (O cantor de Jazz) que estreou em 1927, mas que só contava com alguns atores falando. O segundo foi “Lights of New York” em 1928 e esse sim, foi o primeiro filme mundial inteiramente falado. A legendagem surgiu antes da dublagem para que outros países ao redor do mundo pudessem ver filmes e outros produtos de outras línguas, mas para tentar suprir fatores como os citados acima, a dublagem foi criada como outra alternativa.

E no Brasil? Qual foi o primeiro filme dublado? Eu vos digo. Foi em 1938 que tivemos nosso primeiro filme dublado e foi nada mais, nada menos do que a incrível obra prima de Walt Disney que revolucionou o mundo das animações em todo o mundo: “Branca de Neve e os Sete Anões”. Sua dublagem foi realizada em um estúdio chamado Cinelab no Rio de Janeiro no bairro de São Cristovão. E adivinhem quem fez a voz da protagonista aqui nas terras tupiniquins? A famosa cantora de rádio, Dalva de Oliveira, que teve até uma série em sua homenagem na rede globo em 2010 chamada “Dalva e Herivelto: Uma canção de amor.” Vale salientar que era muito comum no começo da dublagem aqui no Brasil , os dubladores serem os cantores famosos de nossas rádios.

E para terminar… (por hoje)

Algo que é muito ouvido por aí e tenho que admitir que eu inclusive já falei isso durante muito tempo até estudar essa área.

“Mas que título de filme é esse? Onde o tradutor estava com a cabeça quando criou esse título? Não tem nada haver com o título original do filme!”

Bom, na verdade, o tradutor não estava com a cabeça em lugar nenhum, pois NÃO É ELE QUEM DECIDE OS TÍTULOS DOS FILMES OU SERIADOS OU SEJA LÁ O QUE SEJA. Em certos casos, o tradutor pode até opinar a respeito, mas na maioria das vezes quando o cliente manda para o tradutor o produto seja ele filme ou o que for, o título já esta determinado. Quem o elabora é a equipe de marketing e o que se tenta fazer (apesar de termos uns títulos meio nada haver de vez em quando xD) é criar um título que atraia a atenção do público brasileiro. Muitas vezes, o título é traduzido ao pé da letra, outras vezes é completamente adaptado. Há casos também em que só se coloca um subtítulo como em “Forrest Gamp –  O contador de histórias”, pois por regra nossa mesmo, um título tem que ter uma parte dele em português, daí a necessidade de se colocar um subtítulo em português, já que Forrest Gump é um nome americano, não brasileiro.  Então pessoal, podemos não gostar dos títulos dados aqui no Brasil, mas é preciso saber com se dá esse processo. Por favor, parem de colocar a culpa nos pobres tradutores! xD

Mais sobre esse mundo da dublagem será explorado em posts futuros, pois ainda há muito a ser dito =) Mas se já quiserem ir se inteirando mais do assunto, ouçam o divertido papo fantástica 4.03 no qual convidamos a tradutora de dublagem e dubladora Dilma Machado! Segue o link abaixo:

 FONTE: http://www.revistafantastica.com.br/papo-fantastica/papo-fantastica-4-03/