Cinema argentino em Curitiba

A CAIXA Cultural traz a Curitiba a mostra Histórias extraordinárias: cinema argentino contemporâneo. Entre os dias 17 e 24 de abril, serão apresentados 24 longas e curtas-metragens que revelam a vitalidade e a força criativa do cinema produzido na Argentina. Com curadoria de Natalia Christofoletti Barrenha, pesquisadora de cinema argentino, e Agustín Masaedo, programador do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI), a programação apresenta tanto obras premiadas em festivais argentinos e internacionais quanto produções com sólidas passagens pelo circuito comercial.

Apesar disso, e do crescente interesse do público brasileiro pelo cinema argentino, a maioria dos filmes selecionados tiveram escassa ou nula visibilidade no Brasil. Assim, o evento busca ampliar o olhar dos espectadores curitibanos sobre uma das cinematografias mais expressivas, diversas e reconhecidas internacionalmente. “A programação conta com uma porção de comédias, com filmes que abordam temas necessários e urgentes sem perder o humor, a capacidade de rir de si mesmo, de questionar com leveza. Em um momento em que tanto no Brasil como na Argentina temos uma situação política complicada, e nossas sociedades se encontram extremamente polarizadas, com uma triste dificuldade para entabular um diálogo, esse tipo de abordagem, a partir da leveza, é extremamente inspirador”, reflete a curadora Natalia Christofoletti Barrenha.

Entre os destaques selecionados, está o documentário As lindas (2016), da estreante Melisa Liebenthal, premiado na seção Bright Future do Festival de Rotterdam. O público também poderá assistir aos vencedores das duas últimas edições do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI): A longa noite de Francisco Sanctis (2016), dos também estreantes Andrea Testa e Francisco Márquez; e A vendedora de fósforos (2017), de Alejo Moguillansky, diretor e montador já consagrado, de trajetória prolífica e presença frequente nos principais festivais internacionais.

Neste mês de abril, em que o BAFICI – um dos mais importantes festivais da América Latina, vitrine fundamental para a produção do chamado nuevo cine argentino – chega à sua 20a edição, a mostra também marca o vigésimo aniversário de estreia e premiação do filme Pizza, cerveja, baseado (1997) no Festival Internacional de Cine de Mar del Plata, considerado o ponto de partida do nuevo cine. “O filme é de uma força surpreendente, de que algo nasceu mesmo, e o que veio antes eram lampejos de algo em gestação, e o que veio depois está influenciado por ele de alguma forma”, avalia Natalia.

Assim, parte da mostra celebra o momento fundador da pungente produção cinematográfica do país vizinho. Duas décadas depois, o público brasileiro poderá se reencontrar com a ópera prima de Israel Adrián Caetano e Bruno Stagnaro, mergulhar na genealogia do nuevo cine com os curtas-metragens seminais de Histórias breves I (1995) e descobrir, na selvagem loucura do documentário Bonanza (2001), de Ulises Rosell, que as rupturas desse “movimento” transcenderam o cinema de ficção.

A programação se completa com a exibição especial de um dos filmes mais aguardados dos últimos anos: o elogiado Zama (2017), de Lucrecia Martel, inspirado na novela homônima de Antonio Di Benedetto, além de um documentário que acompanha a diretora em seu processo de criação durante as filmagens: Anos-luz (2017), de Manuel Abramovich.

“Os dez filmes da mostra principal terminaram formando um sistema perfeitamente homogêneo, com sua própria lógica interna e relações complementares ou contrastantes: um modelo na escala do cinema argentino atual; sua liberdade, suas buscas e suas contradições. Descobrir essas conexões secretas, reconstruir a imagem completa a partir de seus fragmentos, é uma razão mais que suficiente para fazer um esforço e não perder nenhum desses filmes”, garante o curador Agustín Masaedo.

Fonte: http://www.paranaportal.uol.com.br

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol e castelhano.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Conexão Espanha-Brasil

Espanhóis

Durante 60 anos, o Brasil foi governado por reis espanhóis: Felipe II 1580-1591 Felipe III 1598-1621 Felipe IV 1621-1640 Os capitães povoadores tinham grandes poderes no começo do século XVII. Não se limitavam ao comando de governos militares, suas atribuições eram tanto de ordem militar como civil. Administravam os povos da sua jurisdição de forma quase absoluta. Tanto Gabriel de Lara, no litoral, como o Capitão Martins Leme, em Curitiba, exerceram funções políticos-Administrativa e militar, cumulativamente. Ambos tiveram grande influencia e representaram papel saliente na criação das respectivas vilas de Paranaguá e de Curitiba. Lara não somente foi, durante 36 anos, o condutor do primeiro grupo de povoadores efetivos de Paranaguá, como foi também, o incentivador de núcleos expontâneos de povoamento de Curitiba.

Conheça o Centro Espanhol do Paraná: https://www.centroespanhol.com.br/

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Londres, Paris, Istambul, Barcelona e Amsterdam, as cidades mais visitadas pelos brasileiros.

www.espanglish.com.br-atendimento@espanholinglescuritiba.com.br-(41)3308-9498

http://www.espanglishtraducoes.com.br/conteudos/cursos-de-espanhol.html

Independente se você está fazendo um intercâmbio na Europa ou simplesmente passando as férias ou fazendo um mochilão pelo continente, sempre surge a dúvida de quais países visitar, o que é normal. Afinal, são muitos lugares diferentes e cada um com com suas atrações e paisagens de tirar o fôlego.

Para ajudar você, listamos os cinco países mais visitados pelos brasileiros na Europa. A pesquisa foi divulgada pelo Jornal de Negócios, de Portugal. Confira:


1º lugar:
Londres (Inglaterra)
Quem nunca sonhou em andar nos famosos ônibus vermelhos de dois andares ou nos táxis amarelos de Londres? Ou então conhecer a roda-gigante mais famosa do mundo, o Big Ben e ou então tirar centenas de fotos com famosos no museu de cera? Por estes e outros motivos que a terra da rainha foi eleita a mais visitada por nós, brasileiros.



2º lugar:
Paris (França)
Ah, Paris… a cidade mais romântica do mundo foi escolhida como o segundo destino preferido dos brasileiros. Detalhe que não precisa estar “in love” para conhecer ou se encantar com a cidade e as belezas existentes em casa esquina. Conhecida principalmente pela Torre Eiffel – monumento mais visita do mundo, o Moulin Rouge, o Louvre e as raras obras de Picasso, Da Vinci e tantos outros artistas fazem da cidade um marco da Europa.



3º lugar:
Istambul (Turquia)
Istambul é a única cidade do mundo que fica em dois continentes: Europa e Ásia. Uma fascinante mistura de oriente e ocidente, história e modernidade, com mais de 2.500 anos de história. A cidade é um dos destinos preferido dos brasileiros por ser um país religioso e eclético, que vai da Mesquita Azul – que representa o Islã, a Basílica de Santa Sofia, originalmente construída como uma representação Católica.



4º lugar:
Barcelona (Espanha)
Considerada a cidade mais “brasileira” da europa, principalmente pelo clima, Barcelona é quase que uma parada obrigatória que quem está viajando pela continente. A arquitetura, a Sagrada Família, o bairro Gótimo e o estádio de um dos melhores times do mundo também contribuem para que a cidade esteja no Top 5 das cidades mais visitadas por brasileiros.



5º lugar:
Amsterdã (Holanda)
O sonho de todos os jovens é conhecer Amsterdã. Não por ser uma cidade liberal onde é liberado o consumo de maconha, mas principalmente pela estrutura e pelo rio que corta dezenas de ruas e qua faz com que você se sinta em Veneza, na Itália. Amsterdã vai de museus de Von Gogh e Anne Frank a coffee shops, Heineken a liberdade de conhecer toda a cidade andando de bicicleta, “veículo” mais famoso da cidade.

Fonte: http://www.intercambioparabrasileiros.com.br/as-cidades-dos-brasileiros/

A LÍNGUA ESPANHOLA NO MUNDO

http://www.espanglish.com.br-atendimento@espanholinglescuritiba.com.br-(41)3308-9498

http://www.espanglishtraducoes.com.br/conteudos/cursos-de-espanhol.html

Todos os seres se comunicam de alguma forma, mas somente o homem o faz através da linguagem, um sistema de “símbolos” sonoros utilizados por um mesmo grupo de um país ou região, conhecido por língua ou idioma.

Assim, constituem-se as diferentes línguas que conhecemos hoje. É através dela que cada grupo expressa sua cultura, costumes, pensamento e tudo o que existe ao seu redor e em sua sociedade, com domínio e fluidez, possibilitando uma comunicação adequada. Quando isso não acontece pode causar rupturas, mal entendidos e até discussões entre os falantes.

Você sabe como surgiu a língua espanhola?

Originou-se do Latim vulgar falado por parte da população que constituía a Península Ibérica. Mais tarde recebeu o nome de castellano (castelhano) ou língua castellana (castelhana), por ocasião da residência dos reis no reino medieval de Castilla (Castela). Nos dias de hoje, embora o nome ainda seja referência, após a constituição da Espanha como nação e a tentativa de uniformizar o idioma do país, a língua foi oficializada como “espanhol”.

Mesmo o espanhol sendo a língua oficial, não é a única falada na Espanha. Existem outras línguas como, o catalán (catalão), o valenciano, o gallego (galego), o basco ou euskera e também inúmeros dialetos ou variações da língua oficial, entre eles o andaluz, o extremeño (extremenho), o murciano, o canario (canário). Estas línguas e os dialetos são primitivos de diferentes regiões da Espanha e possuem grande importância para a população local, mesmo sendo tratados como segunda língua são, por vezes, mais utilizados do que o espanhol.

No final do século XV, com as novas conquistas territoriais dos espanhóis, a língua expandiu-se por toda a América e sofreu inúmeras modificações, ora permanecendo dentro dos limites de uso popular e outras se propagando por todo o país. Estas ocorreram por questões geográficas, culturais e sociais de cada região, pela coexistência com as línguas indígenas locais e, ainda, pelas peculiaridades dos seus próprios falantes, na maioria soldados e imigrantes de diversas origens.

Assim, com todas as suas variedades, o espanhol tornou-se a língua materna de países como: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai, Venezuela, além de língua oficial na Guiné Equatorial (por ter sido colônia Espanhola na África), Filipinas (por ter sido colônia espanhola na Ásia) e na Espanha.

Qual o papel da língua espanhola na atualidade?

A língua espanhola hoje é considerada a terceira língua mais falada no mundo e não se limita apenas aos falantes de língua materna, que já ultrapassa os 300 milhões de pessoas. Esse número cresce a cada ano pela quantidade de indivíduos que aprendem o idioma como uma língua estrangeira.

O inglês sustenta o primeiro lugar, seguido do mandarim, falado na China, que permanece em segundo lugar devido à quantidade de habitantes deste país, porém o espanhol se destaca no mundo comercial, principalmente na comunidade europeia, onde junto com o inglês são as línguas mais utilizadas. Outro dado interessante é que vem alcançando um número considerável de internautas, sendo atualmente a terceira língua mais utilizada na internet.

No Brasil, a proximidade com as fronteiras de países hispanofalantes e o aumento das relações comerciais impulsionadas pelo MERCOSUL, levaram o governo brasileiro a introduzir a língua espanhola como oferta obrigatória nas escolas, através da Lei nº 11.161, em 05 de agosto de 2005.

Fonte:http://brasilescola.uol.com.br/espanhol/predominancia-da-lingua-espanhola.htm

Se pudessem escolher um país para viver, os argentinos iriam para o Brasil

http://www.espanglish.com.br-atendimento@espanholinglescuritiba.com.br-(41)3308-9498

http://www.espanglishtraducoes.com.br/conteudos/cursos-de-espanhol.html

Afirmação foi retirada de uma pesquisa global elaborada pela WIN Gallup, que apurou o desejo de quem gostaria de morar fora. Você sabe dizer qual é o país mais desejado pelos brasileiros?

Se você pudesse escolher qualquer país para morar, qual seria? Com esta pergunta como base, uma pesquisa feita pela WIN Gallup identificou as preferências de cada nação.

Surpreendentemente, a maioria dos argentinos escolheria o Brasil para se mudarem. Já para os brasileiros, a preferência é os Estados Unidos — que, com a Austrália e a Suíça, está entre os três locais mais mencionados pelos entrevistados de 66 nações que participaram no relatório.

Confira o resultado:

Como é o inverno em Buenos Aires

http://www.espanglish.com.br-atendimento@espanholinglescuritiba.com.br-(41)3308-9498

http://www.espanglishtraducoes.com.br/conteudos/cursos-de-espanhol.html

O frio já chegou e uma pergunta muito comum entre os turistas brasileiros é sobre o inverno em Buenos Aires. Aqueles que moram em cidades no sul do Brasil provavelmente não vão ficar surpresos com o clima frio que castiga a terra dos portenhos. Mas aqueles provenientes das regiões mais quentes do Brasil certamente poderão sentir a diferença, e muito.

A primeira coisa que devemos entender é que o frio acaba sendo automaticamente agravado pela alta umidade. Junto com o vento formam a chamada sensação térmica, o que complica ainda mais a vida dos turistas (e a dos próprios moradores também).

O inverno em Buenos Aires começa no dia 21 de junho e vai até o 21 de setembro. Os dias mais frios do ano ocorrem entre junho e julho, com temperaturas abaixo de 0 °. Nesse período, a temperatura máxima dificilmente ultrapassa os 10 graus. As chuvas invernais são moderadas, uma vez que as épocas mais chuvosas são em abril e durante o verão.

No entanto, devemos lembrar que hoje em dia as alterações do clima podem ser bastante dramáticas, trazendo surpresas indesejadas. Nesse caso, o mais conveniente é ser prevenido e levar na bagagem um bom estoque de roupa de inverno, que com certeza você vai precisar.

O que levar na mala

Se você está planejando viajar a Buenos Aires durante o inverno, os seguintes artigos não poderão estar ausentes na sua mala:

  • Jaquetas.
  • Casacos.
  • Meias de lã.
  • Cachecóis.
  • Gorros.
  • Luvas.
  • Bálsamo labial.

Isso tudo pode até parecer exagerado, mas o inverno em Buenos Aires não perdoa nem faz diferença com ninguém: afeta homens, mulheres e crianças do mesmo jeito e sem avisar! Na maioria das vezes é necessária a utilização de todos estes itens ao mesmo tempo para poder enfrentar as baixas temperaturas da capital argentina.

No início vai parecer um pouco difícil se movimentar com tantas camadas de roupa encima, mas aos poucos você vai se acostumando. O problema se apresenta na hora de entrar num lugar fechado e com calefação… aí dá vontade de tirar na hora todos os agasalhos!

Saiba como preparar sua mala para Buenos Aires

Mas não basta ter um bom estoque de roupas para permanecer aquecido ou aquecida: comer bem e consumir bebidas quentes ajuda muito para combater o inverno em Buenos Aires. Café, chá, chocolate, algum destilado… tudo serve!

Vale a pena comprar roupa de inverno em Buenos Aires?

Com as habituais mudanças na cotação das moedas (seja dólar, peso ou real) e a inflação constante que sofre a Argentina, não é recomendável confiar muito em poder comprar roupas a preços baixos para enfrentar o inverno em Buenos Aires.

Consulte por passeios e atividades em Buenos Aires com os melhores preços do mercado.

Tente trazer de casa todos os agasalhos que for precisar e só pense em fazer compras se realmente o preço valer a pena. Achar promoções de roupa de inverno nos meses de junho ou julho não é precisamente uma tarefa simples.

Fonte: http://brasileirosporbuenosaires.com.br/como-e-o-inverno-em-buenos-aires/

Dicionários Online Espanhol – Português

Word Reference: O Grandiccionarioespañol-portugúes português-espanhol © Espasa Calpe, S.A., Madrid, 2001.

  • Mais de 100.000 palavras e expressões e 200.000 traduções e exemplos de uso.
  • Transcrição fonética em todas as vozes, tanto espanholas como portuguesas.
  • Um extenso repertório léxico, que abrange desde o português e espanhol de uso quotidiano a termos de disciplinas especializadas, como a economia ou a informática.

http://www.wordreference.com/ptes/

Linguee: “Além de ser usado como um dicionário, o Linguee também pode ser utilizado como buscador de traduções na internet. Procure uma palavra ou expressão e os resultados serão imediatamente disponibilizados como entradas de dicionário e também aparecerão nos exemplos de traduções. Recomendamos que a busca seja feita com mais de uma palavra. Por exemplo, busque preferivelmente “na qualidade de” ao invés de apenas “qualidade”.”

http://www.linguee.com.br/portugues-espanhol

Infopédia: A Infopédia é um serviço da Porto Editora que inclui 22 dicionários online, em várias línguas: português, inglês, espanhol, francês, italiano, neerlandês.

http://www.infopedia.pt/dicionarios/portugues-espanhol/

Ver Taal: Ejercicios de español para extranjeros:vocabulario, gramática, ejercicios de escucha…

http://www.ver-taal.com/

The Free Dictionary: Diccionario en línea – incluye múltiples diccionarios: Diccionario de inglés, diccionario médico, diccionario jurídico, diccionario financiero, tesauro, diccionario de acrónimos y abreviaturas, diccionario de modismos, tesauro, enciclopedia Wikipedia, pronunciaciones, navegador por palabras, glosario. Acceso gratuito.

http://es.thefreedictionary.com/

Universia: O tradutor Universia é uma potente ferramenta que lhe permite traduzir páginas web, textos em formato HTML, documentos WORD ou similares e textos singelos.O tradutor Universia traduz todo tipo de textos em formato coloquial, não se configurando como um tradutor de caráter jurado.

http://traductor.universia.net/

El Mundo: Traductor gratuito online en elmundo.es. Traductor de Inglés, italiano francés y alemán. Traducción de texto y páginas web.

http://www.elmundo.es/traductor/

Google: O serviço de tradução on-line gratuito do Google traduz instantaneamente textos. Este tradutor tem suporte para: português (Brasil), africâner, albanês, alemão, árabe, armênio, azerbaijano, basco, bengali, bielo-russo, bósnio, búlgaro, catalão, Cebuano, chinês….

https://translate.google.com

Reverso: “Nosso dicionário Português-Espanhol on-line contém milhares de palavras e expressões acrescentadas pelos usuários. A riqueza e a estrutura do nosso dicionário ajudam-lhe a eleger a palavra adequada para comunicar em Português ou Espanhol.”

http://diccionario.reverso.net/espanol-portugues/

Babylon: “…Busque por literalmente milhões de termos na base de dados do Babylon de mais de 1.600 dicionários e glossários das mais diversas áreas de informação. Tudo em mais de 75 idiomas. O Babylon tem mais de 10 anos de experiência na área de softwares de serviços de dicionários e traduções. É uma das empresas mais famosas e bem estabelecidas na recuperação de informação em todo o mundo. “

http://pt.bab.la/dicionario/portugues-espanhol/