Brasil é o único país de língua portuguesa das Américas!

A língua oficial do Brasil é o português, idioma que é falado e escrito pela imensa maioria da população. O português é a língua usada nas instituições de ensino, nos meios de comunicação e nos negócios. O Brasil é o único país de língua portuguesa das Américas.

O idioma falado e escrito no Brasil é parcialmente diferente do utilizado em Portugal e nos outros países lusófonos. Em razão das diferenças geográficas e culturais entre Brasil e Portugal, e também das diferentes políticas linguísticas construídas pelos dois países ao longo dos anos, o português brasileiro e o português europeu não evoluíram de forma uniforme. Há muitas divergências entre as normas cultas das duas variantes da língua, sobretudo no que se refere à fonética, à ortografia e ao sistema pronominal. Mesmo assim, tais diferenças não comprometem o entendimento mútuo.

Há ainda diversas variações dialetais internas ao português brasileiro, que se ligam sobretudo a diferenças regionais e sociais.

A Língua Brasileira de Sinais também é considerada um meio de comunicação legal no país.

Idiomas indígenas e de imigrantes

Hotel em estilo alemão no Lago Negro, em Gramado, no Rio Grande do Sul: na região, o dialeto alemão é uma das principais formas de comunicação.Na época do descobrimento, é estimado que falavam-se mais de mil idiomas no Brasil. Atualmente, esses idiomas estão reduzidos a 180 línguas. Das 180 línguas, apenas 24, ou 13%, têm mais de mil falantes; 108 línguas, ou 60%, têm entre cem e mil falantes; enquanto que 50 línguas, ou 27%, têm menos de 100 falantes e metade destas, ou 13%, têm menos de 50 falantes, o que mostra que grande parte desses idiomas estão em sério risco de extinção.

Nos primeiros anos de colonização, as línguas indígenas eram faladas inclusive pelos colonos portugueses, que adotaram um idioma misto baseado na língua tupi. Por ser falada por quase todos os habitantes do Brasil, ficou conhecida como língua geral. Todavia, no século XVIII, a língua portuguesa tornou-se oficial do Brasil, o que culminou no quase desaparecimento dessa língua comum.

Com o decorrer dos séculos, os índios foram exterminados ou aculturados pela ação colonizadora e, com isso, centenas de seus idiomas foram extintos. Atualmente, os idiomas indígenas são falados sobretudo no Norte e Centro-Oeste. As línguas mais faladas são do tronco Tupi-guarani.

Além das dezenas de línguas autóctones, dialetos de origem alóctones são falados em colônias rurais mais isoladas do Brasil meridional, sobretudo o hunsrückisch e o talian (ou vêneto brasileiro), de origens alemã e italiana, respectivamente.[48

por que não começar a estudar hoje mesmo?

Espanglish oferece aulas particulares de inglês, espanhol e outros idiomas para você!!!!!

(41)3308-9498 / 9667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br  

100 Palavras Em Inglês Que Usamos No Dia a Dia!

Hey There! Você pode nem notar, mas já usa muitas palavras (e expressões) em inglês no seu dia a dia. Nem notamos geralmente porque já adotamos elas no nosso vocabulário e, muitas vezes, até “abrasileiramos” a pronúncia delas. Sim, essa imensa lista são de palavras (e denominações, ex: Top Model) que não são originais do português, muito menos do nosso país! Além da lista destas 100 palavras, eu ainda vou te ensinar nesse post uma forma muito legal de aumentar seu vocabulário com elas. Siga lendo e descubra.

 

Saber todas estas 100 palavras não quer dizer que você seja capaz de se comunicar. Porque? Simples, não se aprende nada com palavras soltas. Então qual a utilidade de saber isso tudo?  Tem uma dica muito legal para você utilizar estas palavras que você já “sabe” em Inglês para construir seu vocabulário. Olha só que legal …

 

Você vai pegar as palavras que você conhece, como por exemplo, On sale (na promoção / com desconto),  e fazer associações com ela ligando palavras relacionadas  em uma folha de papel ou mesmo um documento no Word ou Google Docs (melhor esse que é gratuito e esta sempre disponível online onde quer que você esteja.). Por exemplo:

 

PALAVRAS RELACIONADAS COM “ON SALE”

 

1 – Coisas – Shoes – Sapatos / T-shirts – Camisetas / Clothes – Roupas / Accessories – Acessórios

 

2 – Lugares – Store – loja, mercado / Mall – shopping center / Clothing store – Loja de roupas / Shoe store – Loja de sapatos

 

3  -Verbos – Buy – Comprar  / Return – Devolver / Try on – Experimentar  / Wear – Usar (roupas) / Go – ir / Sell – Vender / Pay – pagar

 

4 – Frases – “I have to go to the store to buy clothes”“Eu preciso ir a loja comprar roupas”  –  “She needs to go to the mall to return her shoes” – “Ela precisa ir ao Shopping Center para devolver o sapatos dela.”

 

Desta forma você pode aprender muitas coisas com as palavras que você já sabe. Tente você mesmo fazer esse exercício com algumas das palavras da lista abaixo. Divirta-se e deixe seus comentários com algumas frases que você conseguiu construir em inglês.

 

1- Milkshake
2- Hamburguer
3- Diet
4- Light
5- On sale
6- Fashion
7- Designer
8- Sundown
9- Top less
10- Top Model
11- Fitness
12- Outdoor
13- Delete
14- Insight
15- Notebook
16- Big Brother
17- Cheeseburguer
18- CD-ROM
19- Pop star
20- Dvd
21- Windows
22- Word
23- Download
24- Internet
25- E-mail
26- Messenger
27- Mc Donald
28- Bob´s
29- Drink
30- Plug
31- Hotmail
32- Site/Website
33- Hotdog
34- Shopping
35- Show room
36- Playstation
37- Station Games
38- Lan House
39- Book
40- Drive thru
41- Fast Food
42- Pit stop
43- Miss
44- Gift
45- Feeling
46- Show
47- Pen drive
48- Swing
49- Rock
50- Kids Club
51- Shampoo
52- Freestyle
53- Hip hop
54- Pop
55- Street fighter
56- Look
57- Make up
58- Desktop
59- Brother
60- Ok
61- Funk
62- Crowd
63- Nice
64- Stress
65- His
66- Hey man
67- Handball
68- Volleyball
69- Basketball
70- Big
71- Net
72- New look
73- Gay
74- Pay per view
75- Man
76- Champion
77- Niely Gold
78- Time
79- Nutritive
80- Always
81- God
82- The flash
83- Flash
84- Play
85- Password
86- Username
87- On
88- Off
89- Stop
90- Slow motion
91- Picture
92- Zoom
93- Drive
94- Login
95- Delivery
96- Quick
97- Reboot
98- Danger
99- Laser
100- Bad boy                                                                                                                                                        fonte:https://ingleswinner.com/blog/100-palavras-em-ingles-que-usamos-dia-dia/

por que não começar a estudar hoje mesmo?

Espanglish oferece aulas particulares de inglês, espanhol e outros idiomas para você!!!!!

(41)3308-9498 / 9667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br            

O antigo dialeto russo falado nos rincões do Brasil!

Colônia Santa Cruz - Colônia dos Russos

Em entrevista, a dialetóloga Olga Rovnova, do Instituto de Língua Russa Vinogradov, pertencente à Academia Russa de Ciências, fala sobre costumes de um grupo de fiéis que, para preservar suas crenças e tradições, viajaram ao longo de 300 anos dos territórios da Sibéria e do Extremo Oriente para a América, do Alasca ao Brasil.

Eles fugiram da Rússia no século 17, sofreram repressão das autoridades, promoveram o celibato e os sacramentos eclesiásticos e, por fim, criaram muitas igrejas. Contrariando as práticas da Igreja Ortodoxa introduzidas naquele período, esses personagens conhecidos como “starovéri” (“fiéis antigos”, em português) representaram a força motriz do capitalismo russo no início do século 20 e sobrevivem até os dias de hoje.

A língua falada fora da Rússia permaneceu igual ou foi transformada?

Há dois tipos de língua russa falada no exterior: a padrão e os dialetos. A padrão, quando separada das metrópoles, mantém todas as suas propriedades e permanece a mesma língua, mas também surgem nela novos fenômenos, geralmente léxicos. Novas palavras geralmente estão relacionadas com as realidades dos países onde a língua é falada.

E o dialeto?

Se nos referirmos especificamente à Rússia, trata-se da língua do povo, que continua a ser usada nos interiores do país. Se falamos do russo no exterior, trata-se principalmente da língua dos fiéis antigos, que emigraram por caminhos e em momentos diferentes da Rússia para os países onde moram, como Polônia, Romênia, Argentina, Bolívia, Brasil, Uruguai, EUA, Canadá e Austrália.

Como esses fiéis chegavam à América do Sul?

Aqueles que acabaram ficando na América Latina eram fiéis antigos das regiões de Níjni Novgorod e Vladímir. Devido às perseguições no início do século 18, eles foram reassentados em diferentes partes da Sibéria e do Extremo Oriente. Depois, os que conseguiram se salvar do poder soviético, no final da década de 1920, fugiram para a China. Alguns deles se mudaram do Extremo Oriente para a Manchúria, através do rio Amur. Outra parte viajou do Cazaquistão até Xinjiang (Sinkiang). Esses grupos não mantiveram contato nem sabiam da existência um do outro.

Por quanto tempo viveram na China?

Até o final dos anos 1950, quando, durante a Revolução Chinesa, começaram a surgir kolkhozes (fazendas coletivas). E como já conheciam esse sistema e sabiam o que era o poder soviético, não quiseram entrar nos kolkhozes.

O governo chinês, que tratava a todos muito bem – e posso dizer que todos os idosos lembram a China com grande ternura e amor e acompanham de perto a evolução do país –, propôs a eles que optassem por ficar e aceitar todas as condições da vida política e econômica ou partir. Eles escolheram a segunda opção.

Ao contrário da fuga da Rússia, desta vez foi um reassentamento organizado em que participaram as Nações Unidas, a Cruz Vermelha e muitas organização sem fins lucrativos. Dois países sul-americanos estavam dispostos a aceitá-los: Brasil e Chile. Mas no Chile houve um terremoto, e o país foi substituído pela Argentina. A maioria deles foi para o Brasil. E então ele começou a migração interna.

Como era a vida dos emigrantes na América do Sul?

No começo foi muito difícil. No Brasil, a terra é vermelha e a manta é muito fina, de apenas cinco centímetros. Os fiéis antigos dizem que quando eles conversaram um agrônomo local e perguntaram “O que podemos plantar aqui?”, ele disse que naquela terra não era possível cultivar nada e que era necessário fertilizar muito, por isso, diz-se que a terra está coberta com as lágrimas e o suor dos fiéis antigos russos. Agora, os moradores do Estado do Paraná tem orgulho de dizer que esta é a “nossa terra brasileiro-russa”.

Em meados dos anos 1960 grande parte deles emigrou para os EUA. Por quê?

Principalmente por razões econômicas. Os fiéis tinham famílias grandes, crianças que “Deus lhes mandam”, como diziam, e essas novas crianças precisavam de espaço. E naquele tempo as terras nos EUA era vendidas a preço baixo. Se não me engano, cerca de US$ 20 por hectare.

Quais idiomas falam os fiéis antigos na América do Sul?

Falam os dialetos nos quais se transformaram a língua dos fiéis antigos ao longo dos últimos 300 anos. A linguagem mudou muito, obviamente, já que sua base foi influenciada ao longo de todo caminho percorrido e pelos lugares onde encontravam outros dialetos e outras línguas.

Existe diferença entre os dialetos falados nas várias partes do continente?

O idioma russo tem uma variação regional. Em diferentes territórios se fala a mesma língua, mas ainda há coisas que são diferentes. Refiro-me tanto à linguagem literária como aos dialetos. Seria muito interessante observar se há novas diferenças entre o russo falado na Bolívia e no Brasil.

Tenho notado uma coisa: no dialeto dos fiéis da Bolívia apareceu uma nova palavra. Eles vivem rodeados por tribos indígenas, das quais uma se chama “colla”. Eles a chamam de “Kolya”. Assim, “kolya” significa índio, e “kolintsi” são os índios, com sua própria língua “kolinski”. “Você fala kolinski?”, pergunta-se. Mas, de um modo geral, o dialeto é o mesmo em todas as partes da América Latina onde vivem os fiéis antigos.

Fonte: Gazeta Russa

Espanglish fornece serviços em mais de 30 idiomas dentre eles o Russo . Faça um orçamento sem compromisso!

http://www.espanglish.com.br

(41)3308-9498 / 9667-9498    atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Tradução de Manuais Técnicos!!

Muitos pensam que a tradução de manuais é uma tarefa que exige menos do profissional que textos mais elaborados como os textos científicos, por exemplo. Realmente, são trabalhos bem diferentes e exigem destrezas específicas para que o resultado seja o melhor possível.

A tradução de manuais técnicos requer destaque nos seguintes aspectos

  • Adequação e coerência terminológica
  • Uniformidade de estilo e objetividade
  • Clareza nos dados
  • Diagramação apropriada e se possível ajustada ao original

A Espanglish fornece a tradução de seu manual nos mais diversos formatos de arquivo. Temos experiência nas áreas de ciências, eletrônica, e tecnologia em geral.

Solicite agora um orçamento.

A Espanglish tem a solução para o seu projeto!

Ao contratar os serviços de Tradução de Manuais Técnicos da Espanglish Traduções, nossa equipe realizará a tradução e a editoração eletrônica do seu manual, entregando seumanual no idioma contratado sendo fiel à formatação idêntica do seu manual original (contendo todas as fotos, imagens, legendas, tabelas, etc) Assim, seu manual ficará pronto para impressão.

Nossa equipe está capacitada para operar com diversos formatos de arquivos. Estas são algumas das principais ferramentas com as quais possuímos experiência:

Pacote Office (Excel, Word, Power Point, Publisher)

  • PDF
  • AutoCad;
  • Photoshop;
  • PageMaker;
  • XML;
  • HTML;
  •  Visio Draw;
  • FrameMaker;
  • QuarkXpress;
  • SGML;

Urgência para traduzir o seu manual técnico?

Neste processo de Tradução de Manuais Técnicos contamos com:

  • Uma equipe de tradutores altamente experientes e com conhecimento em várias áreas.
  • Revisores técnicos.
  • Diagramadores.
  • Tecnologia avançada para aprimorar o processo de Tradução de Manuais Técnicos.
  • Os projetos de Tradução de Manuais Técnicos são armazenados em um banco de dados, criado especialmente para sua empresa, que funciona como uma memória para traduzir novas edições dos manuais da sua empresa.

Solicite mais informações sobre Tradução de Manuais Técnicos com a nossa Equipe Administrativa.

(41)3308-9498 / 9667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br   

PRECISAMOS FALAR SOBRE A DIFERENÇA ENTRE PREPARAÇÃO E REVISÃO DE TEXTOS?

Um assunto importante e um tanto polêmico entre revisores de texto.

A diferença entre preparação e revisão de textos é um tema muito importante para os revisores. Isso porque clientes em sua maioria não sabem exatamente o que é feito em cada uma das atividades. Outro problema é que nem sempre os próprios revisores concordam sobre as atribuições de cada profissional (e provavelmente alguém reclamará sobre isso nos comentários deste post).

As duas etapas fazem parte do processo editorial, no entanto, ocorrem em momentos diferentes. A preparação é feita logo após a tradução, quando se trata da edição de uma obra estrangeira; quando o livro é nacional, será enviado pelo autor para a editora, que o encaminhará para a preparação após a análise do editor. A imagem ilustra de modo geral as etapas da escrita/tradução de um livro até a impressão.

 

 

O QUE É PREPARAÇÃO DE TEXTO?

Quando falamos de preparação, falamos de uma leitura que busca não só falhas ortográfico-gramaticais, mas também problemas de coesão (mau uso de conectivos, por exemplo), fluidez textual (ordem dos elementos na frase, naturalidade da frase em português), se estão sendo usadas expressões comuns no português, se ocorreram saltos de tradução ou se a tradução está com “cara” de inglês simplesmente traduzido para o português, por exemplo.

  • É feita no Word.
  • Dá sugestões de estilo.
  • Verifica continuidade e consistência textual.
  • Reescreve trechos para dar mais clareza ao texto.
  • Verifica correção gramatical e sua adequação ao contexto.

VEJA O RESULTADO DA PREPARAÇÃO.

Na imagem abaixo, você vê uma página de preparação no modo de leitura do Word, com o controlador de alterações ativado e as alterações exibidas no texto (inserções) ou em “balões” na lateral direita (exclusões, comentários e alteração na diagramação).

 

O QUE É REVISÃO DE PROVA?

Já a revisão de provas é feita após a diagramação e antes da aprovação final do editor, tendo um propósito um tanto quanto diferente da preparação. Nessa fase, os problemas textuais já são, evidentemente, bem menores. Checa-se então, além de problemas textuais menores que possam ter passado pelo preparador, aspectos gráficos da obra, buscando a consistência em relação, por exemplo, a negritos, itálicos e caixa-alta e baixa. O revisor também presta atenção em itens como numeração de sumário, se as remissões estão corretas, numeração de índices ou se nenhuma parte do livro se perdeu durante a diagramação.

  • É feita em PDF ou papel.
  • Verifica a existência de viúvas, órfãs e problemas gerais de diagramação.
  • Confere translineação.
  • Verifica cabeçalhos, rodapés, numerações e peso de títulos.
  • Confere, novamente, ortografia, concordâncias, coesão, etc.

E O RESULTADO DA REVISÃO.

Nesta imagem, veja as marcações feitas em PDF usando os sinais de revisão de provas.

 

O QUE SÃO EMENDAS E POR QUE DEVEMOS CONFERI-LAS?

As emendas são as marcações de alterações indicadas pelo preparador ou pelo revisor, como você pode ver nas imagens acima.

As emendas de preparação são feitas e aceitas no próprio Word; como o preparador altera o texto diretamente, ele tem essa liberdade. Já as emendas de revisão são marcações em um PDF ou no papel, para que o diagramador, posteriormente, as faça no arquivo dele (InDesign ou algum outro programa de diagramação/paginação).

Nesse ir e vir de arquivos, algumas alterações pedidas pelo revisor podem se perder, então é interessante que este confira se as emendas pedidas na etapa anterior foram feitas para que o trabalho tenha continuidade.                                                                                                               FONTE:http://revisaoparaque.com/blog/diferenca-preparacao-e-revisao-de-textos/

(41)3308-9498 / 9667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br                                                                                  

Venha conhecer a ESPANGLISH Traduções, muito mais que uma empresa de tradução. O seu novo parceiro de negócios, com profissionais qualificados e vasta experiência em clientes de todos os portes, para acompanhar o desenvolvimento de sua empresa.

Conheça 5 Boas razões para aprender francês!!!

Aprender um novo idioma não vai só enriquecer o seu currículo, vai também te fazer abrir os olhos para a vida, para conhecer novos lugares e novas culturas. Mas é necessário dedicação e força de vontade para não se perder no meio do caminho e para que isso não aconteça é preciso ter foco e pensar no porque você quer aprender esse idioma. Confira 5 boas razões para aprender Francês.

1- O francês é a segunda língua mais ensinada no mundo

É uma língua falada por mais de 250 milhões de pessoas nos cinco continentes, é a única língua junto com o inglês que se pode aprender em qualquer lugar, pois a França dispõe da maior rede de estabelecimentos culturais no exterior, onde são oferecidos cursos de língua francesa a mais de 750 mil pessoas.

2- É a língua da cultura

Conhecer a língua francesa significa ter acesso aos grandes textos da literatura francesa e francófona, assim também como o cinema, a música, a gastronomia, a moda, e o teatro. O francês é a língua dos dramaturgos Victor Hugo e do Molière, do político e escritor senegalês Léopold Senghor, da cantora Edith Piaf, do filósofo e escritor Jean-Paul Sartre, do ator francês Alain Delon e do ex jogador de futebol  Zinedine Zidane, entre tantos outros.

3- É uma língua bonita e agradável de se ouvir

A língua francesa é tida como uma língua romântica, sofisticada e muito bonita. É uma língua que vem conquistando cada vez mais pessoas no mundo, falar francês é tido também como chic, afinal a língua é melodiosa e cheia de gentilezas, como o famoso pardon que se usa muito, tanto para desculpar-se, como para pedir licença.

4- Uma língua para viajar

A França é o país mais visitado por ano, tem mais de 70 milhões de visitantes por ano, compreender francês é poder vivenciar toda a cultura francesa de uma forma mais íntima e poder conversar com os nativos do idioma.

5-Uma língua que dá abertura para o mundo

É a língua falada em 56 países, dos quais integra a chamada La Francophonie, a comunidade dos países francófonos. É a língua oficial em todas as agências das Nações Unidas e em um grande número de organizações internacionais.

Fontes: IFESP e wikipedia

 

Por que não começar a estudar hoje mesmo?

Espanglish oferece aulas particulares de inglês, espanhol e outros idiomas para você!!!!!

(41)3308-9498 / 9667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br                                                            

O que é uma aula “In Company”?

Conhecida como as aulas em que o professor vai até o aluno, as aulas “In Company” atendem hoje uma necessidade invisível: O tempo.
O ditado já dizia “Tempo é dinheiro”, e graças a isso corremos o tempo todo atrás de tempo!
Por isso, cada vez mais “In Company” vêm caindo no gosto do aluno. Com esse modelo, ele marca a aula em qualquer horário que o professor o atende. É claro que, sempre respeitando uma coerência de local e horário.
Essa liberdade que é dada ao aluno para marcar suas aulas a qualquer horário do dia como, antes de entrar no escritório, na hora do almoço, logo depois que terminou o expediente, sem que o aluno pegue mais um trânsito só para estudar, é um incentivo a mais para estudar.

 

Estudos específicos indicam que o ensino à distância é uma tendência, por tudo explicado acima e muito mais. E as aulas “In Company” é o aperfeiçoamento do ensino à distância, já que mesmo longe da escola, o aluno estará com o professor, podendo esclarecer qualquer dúvida na hora.
Outras vantagens de ter um professor “In Company” é que na maioria dos casos as aulas são particulares, além de ser personalizada. “As aulas são focadas na necessidade do aluno”, enfatiza Eduardo Castilho, coordenador da Louder Idiomas, escola especializada em aulas “In Company”.
Mas isso não quer dizer que esse tipo de aula é um modelo engessado. Ao contrário, sua origem parte da premissa de ser personalizada independente da quantidade de alunos. “Existem empresas que sedem espaços para grupos de funcionários terem aulas na própria empresa. Com isso, as empresas melhoram as suas imagens diante de seus funcionários incentivando-os a se capacitar e os funcionários ficam mais motivados em trabalhar naquele ambiente de trabalho”, explica Castilho.
Uma característica marcante desse modelo é o local das aulas. Como foi dito antes, o aluno pode ter aulas em qualquer lugar, e daí, surge possibilidades únicas de imersão ao curso. Em um ambiente dinâmico, suas aulas podem variar de lugar a lugar. Com o aval da escola e do professor, o aluno pode escolher ter suas aulas em um café, parque ou até mesmo em casa. As possibilidades são enormes e além de sair da tradicional sala de aula, o professor poderá usar elementos que estão ao seu redor para a prática da conversação durante as aulas. “Existem casos em que o aluno, preferiu ter em uma semana a aula no café e na outra no parque, para poder sair da rotina”, finaliza Castilho.
“Aulas In Company” pode ser aderido por todos, já que algumas escolas e professores particulares seguem este modelo. A diferença entre os que prestam este serviço baseiam-se na qualidade, no suporte pedagógico e administrativo que o aluno terá com cada um. A escola, por exemplo, que possui mais de um funcionário para atender essa demanda, tem mais facilidade em suprir o mercado.                                                                                                          fonte:http://louderidiomas.blogspot.com.br/2013/03/o-que-e-uma-aula-in-company.html                                                                                                                                                      Espanglish Traduções: a sua empresa de tradução simultânea, tradução técnica,    interpretes de inglês e outros idiomas, aulas in Company.

Espanglish oferece aulas particulares de inglês, espanhol e outros idiomas para você!!!!!

(41)3308-9498 / 9667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br