Empresa de tradução em Belo Horizonte?

O que oferece uma empresa de tradução em Belo Horizonte?

Está procurando por empresa de tradução em Belo Horizonte?

A Espanglish existe para te ajudar e oferece serviços em tradução técnica, versões e traduções juramentadas, tradução de manuais técnicos, tradução de vídeos, tradução de sites, tradução de inglês jurídico, artigos científicos, revisão de textos, tradução técnica de manuais de instalação, e tradução de contratos.


No serviço de tradução simultânea, por exemplo, a Espanglish atua com a locação de equipamentos, tradução consecutiva, tradução sussurada e tradução de acompanhamento.

Fale com a gente!

Se você está em busca de uma empresa de tradução em Belo Horizonte e possui dúvidas sobre os serviços ou quer saber detalhes sobre preços e forma de realização do tipo de serviço que você precisa?

Preencha o formulário abaixo que um de nossos especialistas entrará em contato com você. Além do mais, as opções abaixo também podem lhe ajudar a nos contatar. 

Não fique mais desesperado para encontrar empresa de tradução em Belo Horizonte, fale com a Espanglish.

Telefone: (31) 3058-0757

Email: contato@espanglish.com.br

Horário de Atendimento:  das 8 ás 18h

Endereço: Amadeus Business Tower, Av. do Contorno, 6594, 16 e 17 andares, Savassi, Belo Horizonte, CEP: 30110-044

Empresa de Tradução em Belo Horizonte

Belo Horizonte é a capital de Minas Gerais. Nas proximidades encontra-se o Lago da Pampulha e o seu Conjunto Arquitetônico, que compreende a Igreja de São Francisco de Assis, concebida pelo arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer.

Circundada por montanhas, BH é conhecida pelo Estádio Mineirão. O estádio acolhe o Museu Brasileiro do Futebol.

Além de todos esses encantos, você também pode encontrar uma empresa de tradução em Belo Horizonte, com diversos serviços de qualidade e com garantia de correção, tradução e revisão em vários idiomas.

Fale com a gente!

Se você está em busca de uma empresa de tradução em Belo Horizonte e possui dúvidas sobre os serviços ou quer saber detalhes sobre preços e forma de realização do tipo de serviço que você precisa?

Preencha o formulário abaixo que um de nossos especialistas entrará em contato com você. Além do mais, as opções abaixo também podem lhe ajudar a nos contatar. 

Não fique mais desesperado para encontrar empresa de tradução em Belo Horizonte, fale com a Espanglish.

Telefone: (31) 3058-0757

Email: contato@espanglish.com.br

Horário de Atendimento:  das 8 ás 18h

Endereço: Amadeus Business Tower, Av. do Contorno, 6594, 16 e 17 andares, Savassi, Belo Horizonte, CEP: 30110-044

O que fazer em Belo Horizonte?

Deseja conhecer uma cidade com uma arte rica e uma cultura incrível, cheia de bares, inclusive sendo conhecida por ser a capital dos bares?

A gastronomia é excepcional: feijão tropeiro, frango com quiabo, feijoada e vaca atolada são alguns dos principais pratos da gastronomia mineira. Isso sem contar os doces: goiabada artesanal, doce de abóbora, doce de figo, bolos e também o doce de leite, sendo o de Belo Horizonte um dos mais saborosos do país.

Lembrando também do clássico pão de queijo, comida mais típica da região. O queijo nem se fala! Afinal, são os melhores do país e talvez do mundo.

Além da gastronomia, Belo Horizonte é recheada de igrejas, museus, bares ( como já citado) e restaurantes, além de inúmeros outros locais turísticos. Entre eles:

Conjunto arquitetônico da Pampulha, sendo este um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade. Esse conjunto inclui uma igreja, A Igreja de São Francisco, A Casa do Baile, o Iate Clube, A Casa Kubitschek e o Museu de Arte Moderna.

Falando de pontos turísticos não poderia faltar o famigerado Mineirão, O Estádio Governador Magalhães Pinto, o estádio mais famoso de BH. e já que estamos falando de um estádio de futebol, não podemos deixar de falar sobre o clássico entre Atlético Mineiro e Cruzeiro, sendo este um dos maiores clássicos do país e os dois principais times do estado de Minas Gerais.

E pra quem gosta de apreciar a cultura de cada território, Belo Horizonte é um pra isso. Podendo conhecer lugares como: Espaço do Conhecimento UFMG, Centro Cultural Banco do Brasil, Memorial Minas Vale, Biblioteca Pública Estadual, Casa Fiat de Cultura e Terraço Astronômico.

Mas ao ir à BH o que não pode faltar é visitar o Mercado Central, um mercado enorme cheio de lojas dos mais variados tipos de comidas, temperos e artesanatos, além é claro dos incríveis restaurantes.

Agora a Espanglish está em processo de expansão, estando em novas cidades. Inclusive na capital de Minas Gerais, Belo Horizonte.

https://www.espanglishtraducoes.com.br/

Diego Matzkin – Consultor Comercial

Espanglish Traduções & Interpretação Simultânea
Amadeus Business Tower, Av. do Contorno, 6594
16 e 17 andares, Savassi, Belo Horizonte
CEP: 30110-044
Telefone: (31) 3058-0757
Whatsapp: (41)99667-9498
E-mail: contato@espanglish.com.br

Influência estrangeira em Porto Alegre

Porto Alegre é uma das cidades com mais visitas estrangeiras do Brasil. Os principais pontos turísticos da cidade é a Estátua do Lançador (na porta da cidade), Parque Farroupilha, Parque Moinhos de Vento (Parcão) e Casa de Cultura Mario Quintana.

Alguns outros bons lugares para se visitar em Porto Alegre são: Cinemateca Capitólio, Centro Cultural Usina do Gasômetro, Museu de Arte do Rio Grande do Sul e Museu de Ciência e Tecnologia PUCRS.

A prefeitura de Porto Alegre investe muito em turismo, inclusive em passeios pelos principais pontos turísticos da cidade. O passeio dura pouco mais de uma hora e até um guia profissional e sistema de áudio com três línguas: inglês, espanhol e português.

A rede de hotéis do local são de ótima qualidade, tanto hotéis nacionais quanto internacionais.

A história da capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre teve inicio em 1772, no dia 26 de de março, tendo sido criada por conta da colonização portuguesa no local desde XVII. Tendo esses portugueses contado com ajuda de diversos imigrantes estrangeiros, principalmente escravos da África e europeus, além é claro de hispânicos do Prata.

Porto Alegre é uma das capitais mais conhecidas do Brasil, sendo uma cidade rica e com uma ótima qualidade de vida, além de uma grande influência estrangeira e distinta.

Cinema argentino em Curitiba

A CAIXA Cultural traz a Curitiba a mostra Histórias extraordinárias: cinema argentino contemporâneo. Entre os dias 17 e 24 de abril, serão apresentados 24 longas e curtas-metragens que revelam a vitalidade e a força criativa do cinema produzido na Argentina. Com curadoria de Natalia Christofoletti Barrenha, pesquisadora de cinema argentino, e Agustín Masaedo, programador do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI), a programação apresenta tanto obras premiadas em festivais argentinos e internacionais quanto produções com sólidas passagens pelo circuito comercial.

Apesar disso, e do crescente interesse do público brasileiro pelo cinema argentino, a maioria dos filmes selecionados tiveram escassa ou nula visibilidade no Brasil. Assim, o evento busca ampliar o olhar dos espectadores curitibanos sobre uma das cinematografias mais expressivas, diversas e reconhecidas internacionalmente. “A programação conta com uma porção de comédias, com filmes que abordam temas necessários e urgentes sem perder o humor, a capacidade de rir de si mesmo, de questionar com leveza. Em um momento em que tanto no Brasil como na Argentina temos uma situação política complicada, e nossas sociedades se encontram extremamente polarizadas, com uma triste dificuldade para entabular um diálogo, esse tipo de abordagem, a partir da leveza, é extremamente inspirador”, reflete a curadora Natalia Christofoletti Barrenha.

Entre os destaques selecionados, está o documentário As lindas (2016), da estreante Melisa Liebenthal, premiado na seção Bright Future do Festival de Rotterdam. O público também poderá assistir aos vencedores das duas últimas edições do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI): A longa noite de Francisco Sanctis (2016), dos também estreantes Andrea Testa e Francisco Márquez; e A vendedora de fósforos (2017), de Alejo Moguillansky, diretor e montador já consagrado, de trajetória prolífica e presença frequente nos principais festivais internacionais.

Neste mês de abril, em que o BAFICI – um dos mais importantes festivais da América Latina, vitrine fundamental para a produção do chamado nuevo cine argentino – chega à sua 20a edição, a mostra também marca o vigésimo aniversário de estreia e premiação do filme Pizza, cerveja, baseado (1997) no Festival Internacional de Cine de Mar del Plata, considerado o ponto de partida do nuevo cine. “O filme é de uma força surpreendente, de que algo nasceu mesmo, e o que veio antes eram lampejos de algo em gestação, e o que veio depois está influenciado por ele de alguma forma”, avalia Natalia.

Assim, parte da mostra celebra o momento fundador da pungente produção cinematográfica do país vizinho. Duas décadas depois, o público brasileiro poderá se reencontrar com a ópera prima de Israel Adrián Caetano e Bruno Stagnaro, mergulhar na genealogia do nuevo cine com os curtas-metragens seminais de Histórias breves I (1995) e descobrir, na selvagem loucura do documentário Bonanza (2001), de Ulises Rosell, que as rupturas desse “movimento” transcenderam o cinema de ficção.

A programação se completa com a exibição especial de um dos filmes mais aguardados dos últimos anos: o elogiado Zama (2017), de Lucrecia Martel, inspirado na novela homônima de Antonio Di Benedetto, além de um documentário que acompanha a diretora em seu processo de criação durante as filmagens: Anos-luz (2017), de Manuel Abramovich.

“Os dez filmes da mostra principal terminaram formando um sistema perfeitamente homogêneo, com sua própria lógica interna e relações complementares ou contrastantes: um modelo na escala do cinema argentino atual; sua liberdade, suas buscas e suas contradições. Descobrir essas conexões secretas, reconstruir a imagem completa a partir de seus fragmentos, é uma razão mais que suficiente para fazer um esforço e não perder nenhum desses filmes”, garante o curador Agustín Masaedo.

Fonte: http://www.paranaportal.uol.com.br

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol e castelhano.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Conexão Espanha-Brasil

Espanhóis

Durante 60 anos, o Brasil foi governado por reis espanhóis: Felipe II 1580-1591 Felipe III 1598-1621 Felipe IV 1621-1640 Os capitães povoadores tinham grandes poderes no começo do século XVII. Não se limitavam ao comando de governos militares, suas atribuições eram tanto de ordem militar como civil. Administravam os povos da sua jurisdição de forma quase absoluta. Tanto Gabriel de Lara, no litoral, como o Capitão Martins Leme, em Curitiba, exerceram funções políticos-Administrativa e militar, cumulativamente. Ambos tiveram grande influencia e representaram papel saliente na criação das respectivas vilas de Paranaguá e de Curitiba. Lara não somente foi, durante 36 anos, o condutor do primeiro grupo de povoadores efetivos de Paranaguá, como foi também, o incentivador de núcleos expontâneos de povoamento de Curitiba.

Conheça o Centro Espanhol do Paraná: https://www.centroespanhol.com.br/

Espanglish Traduções

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução simultânea em espanhol.

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Belo Horizonte é contemplada em edital do Ministério da Cultura

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradutor Juramentado de Espanhol em Belo Horizonte.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Belo Horizonte ganhou mais força para conquistar o título de Cidade Criativa da Gastronomia pela Unesco. A Prefeitura regional, por meio da Belotur, inscreveu a capital mineira no edital do Ministério da Cultura (MinC). Projeto oferece às cidades ganhadoras consultoria para elaboração do dossiê que será entregue à Unesco. Das 24 inscritas, Belo Horizonte ficou em 5º lugar, com 79,25 pontos, e foi contemplada juntamente com 14 cidades.

A candidatura de Belo Horizonte como Cidade Criativa da Gastronomia pela Unesco foi lançada oficialmente na última terça-feira, 16/10, pela Belotur. A previsão é que o resultado saia em outubro de 2019 e a capital mineira terá como embaixador o premiado chef belo-horizontino Léo Paixão. O anúncio da candidatura foi feito no encontro “Cidades Criativas: Turismo e Gastronomia”, evento promovido na sede da Prefeitura.

Planos de desenvolvimento

Além de auxiliar na elaboração da candidatura, o edital visa estimular a elaboração de planos de desenvolvimento que impulsionem a economia criativa nos municípios brasileiros, tenham a cultura como base e contribuam com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) previstos na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Para integrar a rede, a cidade deve preparar um dossiê, que passará por processo de seleção realizado pela Comissão de Avaliação da Unesco. A candidatura deve demonstrar, de forma clara e prática, a disposição, o compromisso e a capacidade da localidade em contribuir com os compromissos da Rede. Deve apresentar um plano de ação realístico, incluindo detalhamento de projetos, iniciativas e políticas a serem executadas nos quatro anos seguintes à admissão ao Programa.

De acordo com o presidente da Belotur, Aluizer Malab, esta é uma das ações que integram o Programa Municipal de Turismo Gastronômico, elaboradas estrategicamente pela Belotur com o apoio técnico da Comissão de Gastronomia da Prefeitura de Belo Horizonte, do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e da Frente da Gastronomia Mineira. A iniciativa busca colocar a gastronomia da cidade como fator de competitividade entre os destinos turísticos nacionais e internacionais.

fonte: https://diariodoturismo.com.br/belo-horizonte-e-contemplada-em-edital-do-ministerio-da-cultura/