Recife busca reposicionamento para se diferenciar no Nordeste

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução em Polonês no Recife.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Sol e mar é um ativo de toda a região Nordeste, especialmente das capitais. Por isso, a cidade de Recife quer se reposicionar no mercado mostrando os seus atrativos além das praias. A secretária de Turismo da cidade, Ana Paula Vilaça, que participa do Festuris 2018, destacou que o mote “Capital da Criatividade” tem como objetivo mostrar aos viajantes que Recife tem tudo aquilo que eles procuram em uma viagem ao Nordeste.

“Fizemos estudos para isso. Havia muita oferta, então precisamos nos posicionar e é justamente a cultura que nos destaca em relação a outros destinos. Recife é conhecida também por ser vanguardista e tecnológica”, afirmou. “Resolvemos então, trabalhar quatro temas: sol e mar, cultura, gastronomia e tecnologia”, complementou.

As peças das novas campanhas se utilizam de ilustrações e destacam temas como felicidade e carnaval. Também foi desenvolvido um novo portal que traz informações de roteiros, hospedagem e passeios. “Fizemos também o Recife 365, que traz uma dica por dia do que fazer na cidade feitas por pessoas que vivenciam a cidade”, contou.

A secretária citou ainda a malha aérea diferenciada, uma vez que Recife é a única capital que consegue ser conectada com todas as outras capitais da região Nordeste. “Além disso, oferecemos a possibilidade de pacotes combinados, já que estão próximos a Olinda, Porto de Galinhas e Fernando de Noronha, por exemplo”.

Os eventos também estão entre as estratégias de promoção do destino. Ana Paula citou a Cow Parede, Rec’nPlay, o Festival Boi Voador e ações como o Plano de Turismo Criativo, uma webserie com Rafael Cortêz e o Conecta Recife, que oferece Wi-Fi gratuito em 93 pontos da cidade.

fonte: https://www.mercadoeeventos.com.br/feiras-e-eventos/recife-busca-reposicionamento-para-se-diferenciar-no-nordeste/

Recife ganha projeto de bicicleta compartilhada para crianças

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada em Recife nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

A Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, em parceria com a Tembici, a Urbana-PE e a Prefeitura do Recife, traz uma novidade para os pequenos ciclistas. A capital pernambucana está recebendo 20 bicicletas específicas para crianças, sendo dez na estação Parque Santana, na Zona Norte, e dez no Segundo Jardim de Boa Viagem, na Zona Sul.

Para utilizar o projeto Bike Kids Recife, é preciso realizar um cadastro no site www.bikekidsrecife.tembici.com.br, informando dados pessoais e de um cartão de crédito válido. Será necessário criar uma senha de quatro dígitos que será utilizada no totem, junto com o número de CPF. Para utilizar as bicicletas é necessário escolher um dos planos disponíveis: 60 minutos (R$ 2), diário (R$ 5) ou 3 dias (R$ 12). Cada usuário cadastrado pode retirar até duas bicicletas.

“O objetivo do projeto é estimular o uso das bicicletas compartilhadas em todas as gerações. É ensinar aos pequenos de forma harmoniosa a lidarem com a mobilidade urbana e assim, as crianças, junto com seus pais, podem aproveitar melhor as belezas e encantos do Recife”, comenta o gestor de ciclomobilidade da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Jason Torres.

fonte: https://www.destakjornal.com.br/cidades/recife/detalhe/recife-ganha-projeto-de-bicicleta-compartilhada-para-criancas

Recife se reposiciona como central de turismo no Brasil

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução no Recife nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Após dois anos de investimentos em reposicionamento, o Recife finalmente se consolida como um destino além de sol e mar. Ainda mais que isso, a capital pernambucana deixa para trás o estigma de destino “porta de entrada” e apresenta atrações gastronômicas, históricas, tecnológicas e corporativas para todos os gostos. A consideração vem do próprio diretor executivo de Turismo, Esportes e Lazer, Mustafá Dias, em entrevista concedida ao Brasilturis no Festival JPA 2018.

Um fator importante para essa renovação da capital foi o aumento na oferta de voos diretos até diversos destinos domésticos e internacionais operados, principalmente, pela companhia aérea Azul. Ao todo, a cidade está conectada diretamente a mais de 45 destinos. “Hoje, Recife é uma central do turismo, com fácil acesso a Maceió, João Pessoa, Fernando de Noronha, Natal e outros”, comentou Dias. O diretor ainda ressaltou que 30% do movimento de entrada de turistas em João Pessoa (Paraíba) ocorre por meio da capital pernambucana.

Novas ações do Recife

Desde abril, o Turismo do destino inaugurou um novo site, o Visit Recife. Lá, os turistas podem encontrar dicas do que fazer, onde se hospedar, onde comer, programação cultural e outras informações relevantes. O destaque é para a aba Viva Recife 365 dias: “nesse espaço, todo dia, disponibilizamos uma dica do que fazer na cidade”, explicou Dias.

O Turismo do Recife também investiu em uma série de roadshows, que passou por Porto Alegre, Fortaleza, Cuiabá, Curitiba, Campinas, Ribeirão Preto, Fortaleza e Belo Horizonte. “É uma forma de reforçar nossa presença nos destinos com os quais temos conexão aérea direta”, pontuou Mustafá.

fonte: https://brasilturis.com.br/recife-central-turismo/

Recife dá continuidade ao Plano do Turismo Criativo

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução/ Legendagem de Documentários em Recife nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Para fortalecer a criação de ideias inovadoras para o setor turístico da cidade, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer está construindo o Plano do Turismo Criativo do Recife. A promoção de Oficinas Ideativas é o próximo passo desse processo.

Representantes dos segmentos de design, moda, artes visuais, música, gastronomia, literatura, poesia, teatro, serviços turísticos, entre outros podem se inscrever para colaborar na concepção de ideias para tornar o turismo recifense ainda mais atraente. A programação acontece desta quarta (12) a sexta (14) e do dia 17 ao 19 deste mês, no Cesar School.

Nesta semana, os participantes irão discutir sobre como os segmentos em que atuam podem contribuir para deixar a cidade mais encantadora, em relação a atrativos, equipamentos, eventos culturais, ícones e símbolos. Também serão tratadas questões de marketing, promoção e infraestrutura. Já na próxima semana a discussão será sobre o fortalecimento da comunicação junto ao público do Turismo Criativo, sobre a governança turística e integração de processos e produtos.

Em um grupo de 20 a 30 pessoas, cada oficina vai tratar de um eixo específico. Depois de concluída essa etapa, as ideias serão sistematizadas, analisadas e, posteriormente, consultores especializados farão a redação do plano. O documento será validado junto aos participantes do Rec’n’Play e lançado oficialmente em um evento internacional, nos dias 7 e 8 de dezembro.

Etapas anteriores
De junho a agosto, um grupo de trabalho composto por técnicos de turismo do poder municipal, do meio acadêmico, do Sebrae e empreendedores da área se reuniu para planejar e discutir ações, estratégias, conceitos e processos metodológicos. Ao final do processo, geraram etapas de trabalho de construção conjunta com a sociedade.

Em agosto foi dado o pontapé inicial dos debates. No dia 7, vários representantes dos diversos segmentos criativos do Recife foram convidados a participar de um evento de abertura oficial do processo. A solenidade, que aconteceu no auditório do Cais do Sertão, foi gratuito e apresentou a ideia para a sociedade, com o objetivo de mobilizar e engajar os presentes no processo de construção do plano.

fonte: https://www.destakjornal.com.br/cidades/recife/detalhe/recife-da-continuidade-ao-plano-do-turismo-criativo

Recife promove roadshow por dez cidades do Brasil até outubro

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certidão de Batismo em Recife nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Depois de vários roadshows e workshops pontuais pelo País, alguns deles com espetáculos culturais e shows musicais a cargo de Antonio Nóbrega, Lenine e até mesmo Alceu Valença, a capital pernambucana volta à estrada do Turismo alguns anos depois. Com capacitação e festa, claro. O reinício será em Campinas, na próxima terça-feira (31).

A promoção, que leva o nome de Recife: capital da criatividade, terá gastronomia típica, frevo e maracatu. O roteiro contemplará nove cidades brasileiras até o final de outubro: Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), Porto Alegre, Curitiba, Cuiabá, Brasília, Salvador, Fortaleza e Belo Horizonte.

A ação é da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer. Apoiam o roadshow o Recife Convention & Visitors Bureau e a ABIH-PE, além de 17 empresas do trade turístico. Ao todo, segundo os organizadores, serão capacitados aproximadamente mil agentes de viagens e operadores, além de jornalistas e representantes de companhias aéreas.

A secretária de Turismo, Esportes e Lazer do Recife, Ana Paula Vilaça, acredita que a capital pernambucana vive sua melhor fase no Turismo. “Temos ligação direta para 30 destinos nacionais e 16 internacionais, além do hub da Azul Linhas Aéreas conectando o Recife a todas as capitais do Nordeste. O momento é muito propício.”

Ainda segundo ela, o foco na cultura, nos grandes eventos e nos projetos promovidos pela Prefeitura, que incrementam o turismo de lazer, são fundamentais. “O Recife Antigo de Coração [atividades gratuitas de lazer no bairro do Recife Antigo], o Olha! Recife [roteiros gratuitos a pé, de ônibus ou catamarã] e o Recife Sagrado com guias bilíngues para visitação nas igrejas, apenas para citar alguns, são nossos grandes diferenciais”, comenta a secretária.

“Os workshops têm como foco um público altamente especializado, o que beneficiará o nosso trade turístico a fechar parcerias e realizar bons negócios não apenas para o Recife, como para outros destinos indutores no Estado, como Porto de Galinhas, Olinda, Cabo de Santo Agostinho, Fernando de Noronha, Caruaru e Gravatá, entre outros”, ressalta a presidente do Recife Convention Bureau, Marta Teixeira.

“Será uma oportunidade única para os agentes de viagem conhecerem, de forma lúdica, os diferenciais do nosso destino”, afirma o presidente da ABIH-PE, Artur Maroja. Vale lembrar que, atualmente, o Grande Recife (Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes) possui cerca de 24 mil leitos.

Empresas participantes do roadshow: Bristol Recife Hotel; Canarius Palace; Catamaran Tours; Enotel Convention & Spa Porto de Galinhas; Grupo Pontes (Mar Hotel Conventions, Atlante Plaza e Summerville); Hotéis Pernambuco (Recife Praia, Vila Rica, Park Hotel); Internacional Palace; Luck Receptivo; Marante Plaza; Martur Receptivo; Pontual Receptivo; Accor Hotels (Grand Mercure, Ibis Recife, Ibis Aeroporto, Mercure Navegantes); Transamérica Prestige; Vila Galé Eco Resort; Instituto Ricardo Brennand; Empetur.

fonte: https://www.panrotas.com.br/mercado/eventos/2018/07/recife-promove-roadshow-por-dez-cidades-do-brasil-ate-outubro_157495.html

Refugiados sírios apostam na gastronomia para recomeçar a vida em Belo Horizonte

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Técnica Siderúrgica em Belo Horizonte nas línguas inglesa, espanhola, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Com um português impecável, Khaled Tomeh anuncia na porta de sua loja, no Mercado Central de Belo Horizonte: “Comida árabe artesanal, quibes, esfirras, patês, pães sírios, doces. Nada industrial. Artesanatos e temperos da Síria”. “Posso sair do país, mas não posso deixar o país sair do meu coração”, contou Tomeh, natural de Homs, cidade destruída pela guerra civil. Ele e outros refugiados sírios apostaram na gastronomia e na cultural do país para recomeçar a vida na capital mineira.

Depois de vender quentinhas por um tempo, Tomeh abriu uma loja há cerca de um ano em um dos locais mais tradicionais de Belo Horizonte. “Ele representa a tradição de Minas Gerais, a tradição de BH. E o que a gente quer representar também é a tradição da Síria, a tradição do Oriente Médio”, destacou. Ele faz questão de dizer que o preparo na Baity Delícias Árabes é exatamente como o feito na Síria.

“Quibe com catupiry não existe, desculpa. Esfirra de ricota não existe, a gente não faz. Só fazemos como feito lá”, brinca Tomeh.

Foi no fim de julho de 2014 que o sírio se mudou para o Brasil com a mulher, a mãe e a com o irmão. De lá pra cá, Yasmin nasceu e o casal espera agora a chegada de Clarisse. “É certo nosso futuro aqui no Brasil. Minha filha é brasileira. A gente olha o Brasil como nosso país agora. Mas sempre liga para pessoas lá, vê as coisas e graças a Deus as coisas estão melhorando”, contou.

Khaled Tomeh abriu uma loja no Mercado Central de BH com produtos tradicionais sírios (Foto: Pedro Ângelo/G1)Khaled Tomeh abriu uma loja no Mercado Central de BH com produtos tradicionais sírios (Foto: Pedro Ângelo/G1)

Khaled Tomeh abriu uma loja no Mercado Central de BH com produtos tradicionais sírios (Foto: Pedro Ângelo/G1)

Khaled Tomeh explica que tenta ajudar a Síria, mesmo estando no Brasil. Segundo ele, muitos produtos são importados do seu país. “Estamos importando tudo da Síria, para manter originalidade e para ajudar o nosso povo lá a construir a vida deles, a construir o país de novo, porque a gente acha uma obrigação nossa, uma missão nossa de ajudar a nossa terra, a nosso povo a construir o que foi destruído pela guerra”, falou.

Na loja de Khaled, além das comidas típicas, há vários artesanatos trazidos da Síria. “Eu visitei a Síria ano passado e trouxe mais coisas. Todos esses artesanatos e temperos vêm de lá mesmo para manter a originalidade”, destacou.

Tempero especial

Na mesma região, outro estabelecimento resgata a cultura e a gastronomia da Síria, na Rua Paraíba, na Savassi. John Eshak, de 24 anos, e Elian Sokkar, de 30, são amigos e chegaram no Brasil também em 2014. Eles abriram o Sítio Sírio e já expandiram o espaço.

“Às vezes eles vêm aqui e comem um quibe e levam dez pra casa. Então é um sinal que a comida é boa”, brinca Eshak, que nasceu em Damasco, capital da Síria.

Já Elian Sokkar, que é natural de Hama, destaca que o que cativou o cliente brasileiro foi o falafel com um tempero especial feito por eles. “Esse bolinho tem um segredo grande. O tempero dele é especial. É muito bom. Acho que ninguém vai conseguir fazer igual o tempero desse bolinho”, contou. E o sírio não revela a receita em hipótese alguma. “Segredo nosso. Tempero especial do Sítio Sírio”, brinca.

John Eshak e Elian Sokkar são amigos sírios e chegaram em BH em 2014 (Foto: Pedro Ângelo/G1)John Eshak e Elian Sokkar são amigos sírios e chegaram em BH em 2014 (Foto: Pedro Ângelo/G1)

John Eshak e Elian Sokkar são amigos sírios e chegaram em BH em 2014 (Foto: Pedro Ângelo/G1)

Os dois se mudaram para Belo Horizonte à procura de um futuro melhor. Eles viajaram para o Líbano, onde fizeram um pedido de visto para o Brasil. Quando chegaram à capital mineira, os dois contaram com a ajuda do amigo de uma parente.

Inicialmente, eles trabalharam em um empório libanês na capital. “Aprendemos a língua no trabalho, compramos livros para aprender. E aí ficamos trabalhando direto para pagar o aluguel, até acostumar com o Brasil. Gostamos e ficamos até agora”, disse Sokkar. “Os mineiros gostam de ajudar”, completou Eshak.

PF Árabe

Abboud Dabbas, de 27 anos, também gostou da recepção dos mineiros. Ele e o irmão desembarcaram no Brasil também há quatro anos.

“Quando eu cheguei, os brasileiros me receberam muito bem. Estou dentro de uma família. Aqui todo mundo me trata bem, os amigos, amigos do trabalho, do prédio, de visita, todo mundo trata bem. Fazem muita força para me ajudar a falar, aprender o idioma, o sistema do país. Eles agora são minha família”, reconheceu.

Natural de Homs, o sírio abriu uma lanchonete na Avenida Brasil, no bairro Santa Efigênia, na Região Centro-Sul. Dabbas e o irmão apostaram no PF árabe com espeto de kafta para chamar a atenção dos belo-horizontinos.

Abboud Dabbas apostou no prato feito para chamar a atenção dos brasileiros (Foto: Pedro Ângelo/G1)Abboud Dabbas apostou no prato feito para chamar a atenção dos brasileiros (Foto: Pedro Ângelo/G1)

Abboud Dabbas apostou no prato feito para chamar a atenção dos brasileiros (Foto: Pedro Ângelo/G1)

“Aqui no Brasil, a cultura árabe é famosa, os brasileiros gostam muito. Eu quis fazer uma coisa que mostra a comida da Síria mesmo. A gente lá gosta muito de arroz com lentilha, uma cebolinha. A gente fez uma coisa diferente que é o prato feito aqui, ideia do meu irmão, e depois eu completei a ideia. (…) Eu acho que a primeira ideia em BH. É com espeto de kafta. Ele é maravilhoso”, orgulha-se.

Além do prato feito, a lanchonete tem diversas pastas e doces sírios, que incluem opções com geleia de damasco, castanha de pistache e massa de gergelim.

Saudade

Khaled Tomeh diz que não tem palavras para explicar a saudade que sente do seu país. Ele conta que a mudança não é fácil para todos. Para o empresário, muitas pessoas que nascerem e cresceram na Síria não se acostumam com as diferenças culturais.

“Eu queria conseguir trazer todo mundo pra cá. Mas também não é tão fácil, algumas pessoas a gente conseguiu trazer e não conseguiram adaptar”, relatou.

Abboud Dabbas também não esconde a saudade e diz que pretende trazer os seus pais para conhecer o Brasil. “Estou morrendo de saudade para visitar lá. Olhar as terras. Tem muita saudade. Mas se Deus quiser vou trazer os meus pais pra cá. (…) Aqui é um país maravilhoso”, declarou o sírio.

fonte: https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2018/07/29/refugiados-sirios-apostam-na-gastronomia-para-recomecar-a-vida-em-belo-horizonte.ghtml