O que é uma aula “In Company”?

Conhecida como as aulas em que o professor vai até o aluno, as aulas “In Company” atendem hoje uma necessidade invisível: O tempo.
O ditado já dizia “Tempo é dinheiro”, e graças a isso corremos o tempo todo atrás de tempo!
Por isso, cada vez mais “In Company” vêm caindo no gosto do aluno. Com esse modelo, ele marca a aula em qualquer horário que o professor o atende. É claro que, sempre respeitando uma coerência de local e horário.
Essa liberdade que é dada ao aluno para marcar suas aulas a qualquer horário do dia como, antes de entrar no escritório, na hora do almoço, logo depois que terminou o expediente, sem que o aluno pegue mais um trânsito só para estudar, é um incentivo a mais para estudar.

 

Estudos específicos indicam que o ensino à distância é uma tendência, por tudo explicado acima e muito mais. E as aulas “In Company” é o aperfeiçoamento do ensino à distância, já que mesmo longe da escola, o aluno estará com o professor, podendo esclarecer qualquer dúvida na hora.
Outras vantagens de ter um professor “In Company” é que na maioria dos casos as aulas são particulares, além de ser personalizada. “As aulas são focadas na necessidade do aluno”, enfatiza Eduardo Castilho, coordenador da Louder Idiomas, escola especializada em aulas “In Company”.
Mas isso não quer dizer que esse tipo de aula é um modelo engessado. Ao contrário, sua origem parte da premissa de ser personalizada independente da quantidade de alunos. “Existem empresas que sedem espaços para grupos de funcionários terem aulas na própria empresa. Com isso, as empresas melhoram as suas imagens diante de seus funcionários incentivando-os a se capacitar e os funcionários ficam mais motivados em trabalhar naquele ambiente de trabalho”, explica Castilho.
Uma característica marcante desse modelo é o local das aulas. Como foi dito antes, o aluno pode ter aulas em qualquer lugar, e daí, surge possibilidades únicas de imersão ao curso. Em um ambiente dinâmico, suas aulas podem variar de lugar a lugar. Com o aval da escola e do professor, o aluno pode escolher ter suas aulas em um café, parque ou até mesmo em casa. As possibilidades são enormes e além de sair da tradicional sala de aula, o professor poderá usar elementos que estão ao seu redor para a prática da conversação durante as aulas. “Existem casos em que o aluno, preferiu ter em uma semana a aula no café e na outra no parque, para poder sair da rotina”, finaliza Castilho.
“Aulas In Company” pode ser aderido por todos, já que algumas escolas e professores particulares seguem este modelo. A diferença entre os que prestam este serviço baseiam-se na qualidade, no suporte pedagógico e administrativo que o aluno terá com cada um. A escola, por exemplo, que possui mais de um funcionário para atender essa demanda, tem mais facilidade em suprir o mercado.                                                                                                          fonte:http://louderidiomas.blogspot.com.br/2013/03/o-que-e-uma-aula-in-company.html                                                                                                                                                      Espanglish Traduções: a sua empresa de tradução simultânea, tradução técnica,    interpretes de inglês e outros idiomas, aulas in Company.

Espanglish oferece aulas particulares de inglês, espanhol e outros idiomas para você!!!!!

(41)3308-9498 / 9667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br 

Influência da língua inglesa no Brasil!

Dominar a língua inglesa é importante?

A língua inglesa já foi considerada um diferencial para a carreira profissional, mas atualmente é umaobrigação, já que diversas empresas utilizam o idioma para desenvolver seu trabalho. Muitas vezes osgestores e lideres das empresas multinacionais são estrangeiros, fazendo com que as reuniões e, até mesmo a comunicação interna da empresa seja realizada em inglês.

A pessoa que não domina o básico da línguaingle sa pode acabar perdendo muitas informações importantes do Brasil e do mundo, pois na internet existem vários blogs, sites e artigos em inglês. Odomínio da língua inglesa é fundamental, pois permite que a pessoa fique atualizada com mais facilidade acerca do que acontece no mundo.

A língua inglesa na cultura brasileira

A língua inglesa faz parte do cotidiano do brasileiro, principalmente, nas embalagens de vários produtos consumidos diariamente. Existem vários termos em inglês que com o passar dos anos foram adquiridos nacultura do brasileiro, tais como Playstation, CD, DVD, pen drive, e muitos outros termos que acabamos utilizando no dia-a-dia, muitas vezes sem perceber.

A língua inglesa se tornou a base da cultura brasileira, pois está presente em quase todos os locais frequentados pelo povo brasileiro, seja no shopping, na faculdade ou em uma empresa. Nos dias atuais é impossível fugir do inglês, muitas vezes compramos um chessburguer com uma coca light, ou um milk-shake e um sorvete diet. Alguns dos termos da língua inglesa, mais utilizados na cultura brasileira são:

  • Web Site
  • Shopping Center
  • Look
  • Drive thru
  • Email
  • Download
  • Hambúrguer
  • Hot dog

A influência do inglês no Brasil é tão forte e intensa que podemos encontrar várias palavras do inglês na língua portuguesa. Este fenômeno é chamado de estrangeirismo, acontece quando uma palavra é introduzida em algum outro idioma, sendo que a grafia e a pronuncia dessas palavras pode ou não adaptar-se ao idioma em que estão sendo introduzidas.

O inglês no mundo

A língua inglesa é considerada a língua da internet, da informática, do cinema mundial, dos esportes internacionais, dos encontros científicos, do comercio internacional e do turismo. O inglês é o idioma mais estudado fora dos países de origem

Em um mundo globalizado, a língua inglesa é fundamental, tanto na hora de conquistar um novo emprego quanto na hora de conhecer as culturas de outros povos ao redor do mundo. Hoje em dia, écomum trabalhar fisicamente no Brasil, mas estar o tempo inteiro em contato com pessoas de outros países. O inglês é pré-requisito na hora de fazer um intercambio, pois as maiores universidades do mundo exigem do estudante fluência na língua inglesa.                                                                                                                                                      fonte:http://www.culturainglesacuritiba.com.br/influencia-inglesa-brasil/

Espanglish oferece aulas particulares de inglês, espanhol e outros idiomas para você!!!!!

(41)3308-9498 / 9667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br 

O OSCAR E A INTERPRETAÇÃO SIMULTÂNEA!

A 88ª edição do Oscar (The Academy Awards), a mais antiga cerimônia de premiação na mídia e um dos maiores eventos televisivos do mundo, aconteceu no dia 28 de fevereiro de 2016. E como sempre, foi transmitido para cerca de 200 países. Porém, para que o evento seja compreendido em vários destes países, os canais de televisão utilizam da interpretação para atender ao seu público, e no Brasil, utilizam da interpretação simultânea para transmiti-lo.
Quem nunca assistiu à transmissão do Oscar e teve uma crítica sobre a tradução simultânea “desleixada”? Muitas vezes, até profissionais com a maior experiência em interpretação recebem críticas negativas sobre seu trabalho.
Resolvi pesquisar porque a interpretação simultânea deste evento é tão difícil. No texto “Oscar Tradução Simultânea e o Porta dos Fundos”, Ulisses Wheby de Carvalho – Intérprete de Conferência e Responsável pelo Tecla SAP desde 1997 – de acordo com sua experiência em Interpretação, aponta alguns itens que tornam esse trabalho complexo.
• REFERÊNCIAS LOCAIS
“No Oscar, como em outros eventos afins, são mencionados programas de TV, episódios da vida cotidiana, nomes de políticos, esportistas e subcelebridades que não são, em geral, do conhecimento dos brasileiros. Além disso, não são raras as referências à cultura judaica, muito presente no dia a dia de certas regiões americanas e no mundo do cinema, algo bem menos comum no Brasil. Prova disso são as palavras em iídiche que fazem parte do inglês falado nos Estados Unidos.”
• UNIVERSO CINEMATOGRÁFICO
“São inevitáveis as menções aos ícones do cinema, desde nomes de filmes e atores consagrados e reconhecidos pelo público em geral até diretores e profissionais menos conhecidos por quem não vive o dia a dia de Hollywood. Não é todo mundo que tem na ponta da língua o nome do roteirista que ganhou o Oscar em 2004, nem do diretor de fotografia daquele filme maravilhoso.”
• FOFOCAS
“A única vez em que assisti à cerimônia de entrega do Oscar e entendi a quase totalidade das piadas foi justamente no ano em que morei no Canadá. Ao longo dos três meses que antecederam a noite de gala, pude acompanhar nos programas de televisão, nos jornais e, é claro, nos cinemas tudo o que se falava sobre os filmes, sobre os vestidos, jóias e penteados das estrelas, sobre quem namorava quem, quem havia traído quem etc.”
• PIADAS E TROCADILHOS
“Os trocadilhos, puns ou play on words em inglês, e as piadas, jokes, não são exclusividade das transmissões ao vivo de cerimônias de premiação, como a do Oscar, mas são particularmente frequentes nesses programas por conta da própria natureza do evento. Nem preciso dizer que os trocadilhos e as piadas são uma dor de cabeça enorme até para quem faz tradução escrita – e que tem tempo para refletir, experimentar e, se necessário, buscar outra solução -, imagine para o intérprete de conferência que tem, em média, de dois a três segundos para tomar uma decisão.”

• IMITAÇÕES
“Já tive que traduzir um orador que, em certo momento, resolveu contar um episódio sobre Richard Nixon. O simpático conferencista começou a imitar o jeito peculiar de falar do ex-presidente americano. O que eu fiz? Traduzi só o relato, é claro.”
• ÁUDIO SUJO
“Algumas vezes, o áudio que vem do exterior chega aos ouvidos do intérprete com interferências. Por exemplo, na volta dos comerciais, o som da vinheta não para assim que os apresentadores começam a falar. O mesmo se aplica quando é chamado o intervalo, ou seja, a música começa antes mesmo de os mestres de cerimônia pararem de falar. As palmas e o som ambiente do auditório em que é realizada a cerimônia de entrega do Oscar também podem prejudicar o trabalho. Sem contar a comunicação dos técnicos da emissora de TV, que, eventualmente, geram ruído no áudio original.”

Com certeza, o desafio do profissional de interpretação é muito grande ao realizar um evento como este!

FONTE: http://www.teclasap.com.br/traducao-simultanea-oscar-e-porta-dos-fundos                                                                                                                                                                                        A ESPANGLISH Tradução Simultânea fala sua língua. Temos uma equipe afiadíssima de intérpretes que trabalham nos idiomas habitualmente utilizados em eventos no Brasil: Inglês, Português, Espanhol. Também organizamos equipes de tradutores simultâneos ou consecutivos de francês, alemão, italiano, japonês, coreano, russo, chinês, hebraico e outros idiomas no seu evento. Preferimos trabalhar com intérpretes AIIC e APIC, com mais de 10 anos de experiência em simultânea.

Espanglish fornece serviços em mais de 30 idiomas . Faça um orçamento sem compromisso!

http://www.espanglish.com.br

(41)3308-9498 / 9667-9498    atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Falar um ou mais idiomas é bom para a sua carreira e para a sua saúde também!

Ter competências que se destacam no seu perfil profissional é um ótimo jeito de conseguir uma promoção no emprego, ou até mesmo uma mudança de empresa. E se você é um profissional que se sobressai e sabe, ainda, falar um outro idioma, a possibilidade de escolherem você é grande!Idiomas como inglês e espanhol são de grande valor para o mercado de trabalho, não apenas pelo número de multinacionais que estão instaladas no País, como também as nossas companhias que lidam com empresas e clientes estrangeiros a todo instante.

A instituição especializada em curso de inglês, a Kaplan, realizou uma pesquisa no México da qual mostrou que aprender um novo idioma traz benefícios para vários aspectos como o amor, as viagens, a inteligência e o dinheiro.

  • 97% das pessoas pensam que conhecer outro idioma facilita na hora de viajar para outros países
  • 98% das pessoas acreditam que aprender um segundo idioma ajudaria na sua profissão
  • 1 a cada 3 empresas contratam pessoas por suas habilidades de comunicação
  • aprender um idioma ajuda na memória, na atenção e na saúde em geral

Liderança e o idioma

Aprender uma nova língua não traz benefício somente para a carreira. Algumas pesquisas mostram que aprender um novo idioma é positivo para o sistema cognitivo e ajuda a pessoa a se tornar um líder de sucesso.

Isso acontece porque o cérebro de uma pessoa bilíngue, por exemplo, funciona de uma maneira diferente, possibilitando benefícios mentais e emocionais que podem ajudar na carreira profissional.

Acredita-se que a fluência em um segundo idioma melhore a memória, a percepção, as habilidades em fazer várias tarefas ao mesmo tempo e a tomada de decisões importantes.

Melhore sua capacidade de interpretar

Todo idioma tem suas regras e significados. Aprender uma nova língua, que tenha construções diferentes da sua, faz com que você escute, preste atenção, entenda o contexto, reflita e questione. Isso nos faz ter maior consciência do contexto geral e podemos ver melhor como as coisas e as pessoas funcionam/trabalham.

Os hábitos construídos enquanto aprendemos uma nova língua podem ser utilizados no trabalho – tanto individual como em equipe. Um curso de idioma online, por exemplo, pode proporcionar um contexto específico e feedback imediato e construtivo. Essa prática pode ser incorporada ao dia a dia da empresa para ter melhoria no trabalho dos colaboradores.                                                                                                                                                      fonte:http://www.cathoeducacao.com.br/blog/saiba-quais-s%C3%A3o-as-vantagens-de-aprender-um-novo-idioma

Espanglish trabalha com quase 30 idiomas,e entre eles, claro o inglês ocupa um lugar especial pois é a língua mais utilizada no mundo dos negócios, das ciências, da cultura.

Na Espanglish você pode fazer aulas de inglês in company, cursos de inglês intensivo, assim como fazer tradução técnica, juramentada, legendas e tradução simultânea e consecutiva em inglês.

http://www.espanglish.com.br

(41)3308-9498 / 9667-9498    atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Salário é até 61% maior entre quem fala inglês fluente, diz pesquisa!

Ser fluente em inglês pode ser determinante para que seu salário seja maior, revela nesta quarta-feira (20) um levantamento com base na 52ª edição da Pesquisa Salarial, feita pela Catho. Um profissional em cargo de coordenação, por exemplo, ganha 61% mais que uma pessoa na mesma função, mas que tem apenas o conhecimento básico da língua.

 

Em cargos de diretoria, a diferença de salário entre alguém que fala inglês fluentemente e um profissional que não tem essa habilidade é de 42%, segundo a pesquisa. Para os cargos de gerência, supervisão, a diferença é de 57%, 43%, respectivamente.

Quanto mais alto o nível hierárquico, maior o percentual de pessoas que dominam o idioma, mostra o estudo. Quem ocupa cargos de níveis júnior/pleno/sênior ou exerce funções de assistente, auxiliar e operacionais, tem salários 45% e 18% maiores, respectivamente.

Espanhol também eleva salário
Dominar o espanhol também impacta na remuneração dos profissionais brasileiros, mostra a pesquisaq. Segundo a Catho, no nível de coordenação, um trabalhador fluente no idioma pode ganhar até 54% a mais do que um que tem apenas o conhecimento básico.

Já nos cargos de diretoria, gerência e supervisão, a diferença salarial com base na fluência em espanhol é de 50%, 51% e 38%, nesta ordem. No caso de profissionais júnior, sênior e pleno e de assistentes/auxiliares e operacionais, falar espanhol pode significar uma remuneração até 21% e 13% maior, respectivamente.                                                                            fomte:http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2016/04/salario-e-ate-61-maior-entre-quem-fala-ingles-fluente-diz-pesquisa.html

Espanglish fornece serviços em mais de 30 idiomas . Faça um orçamento sem compromisso!

http://www.espanglish.com.br

(41)3308-9498 / 9667-9498    atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Árabe é a língua mais difícil de ser lida?

Estudo indica que o aprendizado da leitura em árabe é mais lento e mais difícil do que em outras línguas

Crianças aprendendo a ler o árabe não utilizam o hemisfério direito do cérebro

Cientistas descobriram que o lado direito do cérebro não está envolvido no processo inicial da leitura do árabe, por causa da complexidade da escrita. Isso quer dizer que aprender a ler em árabe é muito mais difícil do que em português ou inglês. Os resultados foram publicados em vários artigos no periódicoNeuropsychology. Nos últimos 10 anos, os dados indicaram que o aprendizado da leitura em árabe é mais lento e mais difícil do que em outras línguas. Os estudos, conduzidos pelos pesquisadores Zohar Eviatar e Raphiq Ibrahim, examinaram a afirmação de que a dificuldade de se aprender árabe vinha da complexidade da escrita da língua. Os cientistas explicaram que o árabe possui muitos símbolos parecidos que representam diferentes letras e sons, diferenciados apenas por pequeninos traços ou pontos, bem como sons iguais que são representados por vários símbolos diferentes. Para estabelecer se essa complexidade prejudica o processo de aprendizado, os pesquisadores conduziram uma série de estudos comparando a velocidade e precisão da leitura de crianças e adultos que possuíam como língua-mãe o árabe, o hebraico (língua parecida com o árabe, segundo os pesquisadores) e o inglês, tido como idioma bem diferente do árabe. Eles também examinaram a velocidade e precisão de leitura das mesmas línguas apenas por falantes nativos do árabe. Hemisférios cerebrais – Os resultados revelaram que o lado direito do cérebro está envolvido na leitura do inglês e do hebraico, mas não do árabe. Os autores explicaram que no árabe, a tarefa de identificar o número e a localização das principais características que diferem as letras é muito difícil para o lado direito do cérebro, pois ele utiliza informações gerais para identificar as letras. Os estudos suportam a hipótese de que a complexidade sobrecarrega a percepção, contribuindo para a dificuldade e lentidão ao processar a leitura do árabe. Isso quer dizer que crianças aprendendo outras línguas que não o árabe, utilizam os dois lados do cérebro nos estágios iniciais do aprendizado da leitura, enquanto crianças aprendendo a ler o árabe não utilizam o hemisfério direito. Os cientistas acreditam que a leitura demora mais a ser automatizada em árabe. A criança que o possui como língua-mãe precisaria praticar mais e receber um cuidado pedagógico diferenciado. “Isso demonstra a necessidade para o envolvimento profissional sistemático no ensino da leitura do árabe, especialmente para aqueles que possuem dificuldades de aprendizado”, concluíram os pesquisadores.                    fonte:http://veja.abril.com.br/ciencia/arabe-e-a-lingua-mais-dificil-de-ser-lida/

Espanglish Traduções fornece serviços em mais de 30 idiomas dentre eles o Árabe. Faça um orçamento sem compromisso!

http://www.espanglish.com.br

(41)3308-9498 / 9667-9498    atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Dialeto derivado do italiano vira patrimônio cultural no Brasil!!

O Talian é falado por cerca de meio milhão de pessoas, principalmente no sul do país, e já tem até dicionário com mais de 40 mil verbetes.

Desde o fim do ano passado o Brasil tem um novo dialeto registrado como Patrimônio Cultural.

No jogo de cartas, quem será que está ganhando? Impossível saber, a menos que você entenda talian.

“A gente pegou hábito e fala o italiano e continua com o italiano”,  diz um dos frequentadores da roda.

Eles e cerca de meio milhão de pessoas no país. Programas em talian vão ao ar em mais de 200 rádios brasileiras. Afinal, o dialeto nasceu aqui mesmo, depois da vinda dos imigrantes da Itália para o país.

“Essa mistura de dialetos do Norte e Nordeste da Itália com o português deu origem aquilo que hoje chamamos de talian”, explica o professor Darcy Luzzatto.

O professor Darcy é autor do dicionário de talian, que tem mais de 40 mil verbetes, e prepara a primeira gramática da língua, que é comum principalmente no Sul do país. Em Serafina Corrêa, na Serra Gaúcha, o dialeto é a segunda língua oficial da cidade.

“Tem os nonos, que se sentem mais acolhidos quando a gente fala o dialeto com eles”, explica a vendedora Odete Lazzarotto.

Mas nem sempre foi assim. Nos anos 1940, durante a Segunda Guerra Mundial, os cidadãos brasileiros foram proibidos de falar qualquer idioma vindo de países inimigos. E a Itália era um desses países. Por isso, imigrantes e descendentes passaram a ser vigiados pela polícia, para que não descumprissem a lei.

O nono Etelvino, patriarca da família Bazzo, conta que a lei durou pouco tempo, mas deixou uma herança de preconceito.

“Chamavam colono grosso porque ele não sabia falar ‘brasileiro’”, conta.

Por isso, o reconhecimento do dialeto como língua e referência cultural brasileira pelo Ministério da Cultura (MinC) no fim do ano passado pode ajudar a manter o talian vivo também entre os jovens.

“Sendo uma língua oficial, há um status diferente. Traz orgulho e traz uma consciência de que é uma outra língua, que não é o português. Se se fala o talian, se preserva toda essa cultura da imigração italiana no Brasil”, destaca Paulo Massolini, presidente da Federação das Associações Ítalo-Brasileiras do RS.                                                                                                     fonte:http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/01/dialeto-derivado-do-italiano-vira-patrimonio-cultural-no-brasil.html

Espanglish Traduções fornece serviços em mais de 30 idiomas dentre eles o Italiano. Faça um orçamento sem compromisso!

http://www.espanglish.com.br

(41)3308-9498 / 9667-9498    atendimento@espanholinglescuritiba.com.br