Mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá

A imigração é atualmente a grande responsável pelo crescimento da população canadense. Com a chegada de imigrantes de várias partes do mundo, é natural também que diversos idiomas comecem a fazer parte do cenário nacional. O idioma mais falado no Canadá, depois do inglês e do francês, é o mandarim. Cerca de 641 mil pessoas. Seguido pelo cantonês e pelo punjabi.

Entretanto, o idioma que tem a maior taxa de crescimento não é o chinês mas o tagalog, falado nas Filipinas. O número de pessoas que tem o idioma como língua nativa cresceu 35% desde o último Censo. Esse número não mostrou nenhuma surpresa pois as Filipinas são o país que mais enviou imigrantes para o Canadá. Mais de 50.000 filipinos tornaram-se residentes permanentes em 2015.

Segundo Jean-Pierre Corbeil, diretor assistente do centro de linguagem étnico-cultural e estatísticas de imigração do Statistics Canada, o tagalog teve um crescimento enorme entre 2006 e 2011. “Em 2011 menos de 400.000 pessoas diziam falar tagalog em casa. Hoje são 525.000.”

Padrões de imigração

É possível identificar o padrão da imigração ao observar os idiomas falados nas regiões.

Depois do inglês e francês, o árabe é o idioma mais falado em New Brunswick e Nova Scotia. O mandarin é o mais falado em Prince Edward Island.

O árabe também teve um aumento significativo em Québec. A província francófona teve também um outro dado interessante. Houve um diminuição do francês como idioma nativo, caindo de 79.9% para 78.4%.

Mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá
Idiomas mais falados em casa nas províncias e territórios (excluindo o francês e o inglês)

Apesar de falarem o mesmo idioma, a origem das pessoas que falam árabe nessas províncias é diferente. Em Québec a maior parte vem do norte da África. Já nas províncias do atlântico e em Ontário, a maioria vem do oriente médio.

Mais da metade das pessoas que falam um idioma não oficial mora em Ontário. O mandarim é basicamente o idioma não oficial na província, com mais da metade das pessoas que falam esse idioma residindo lá.

O tagalog é o mais falado nas prairies e nos territórios, enquanto que o punjabi é o mais falado em British Columbia, seguido muito de perto pelo mandarim e o cantonês.

Mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá“Desde o último Censo é claro que o Canadá tem recebido mais e mais imigrantes vindos da Ásia e do oriente médio”, disse Corbeil. Ele continua dizendo que “apesar da diversidade, alguns idiomas são realmente predominantes”.

O Censo registrou que mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá. Das 213 registradas, sete são as faladas pela maioria das pessoas: mandarim, cantonês, punjabi, espanhol, tagalog, árabe e italiano.

Idiomas falados na Europa tem perdido a hegemonia lentamente. Por exemplo, o alemão é o idioma estrangeiro mais reportado em Manitoba, mas o tagalog é o que mas aparece como falado em casa. Segundo Corbeil, o alemão deve passar para o segundo lugar muito em breve na província.

Línguas aborígenes

O Inuktitut e o Dogrib (Tlicho) são os mais falados nos territórios. O número de pessoas que reportaram falar um dos idiomas em casa aumentou desde o último Censo.

O idioma não oficial mais falado em Newfoundland e Labrador também é uma língua aborígene: o montagnais.

“Três línguas aborígenes tem crescido rapidamente”, disse Corbeil. “O Cree, Inuktitut e Ojibway são os que mais aparecem (entre as línguas aborígenes).” Juntas essas três representam 63% das pessoas que falam uma língua aborígene em casa. Acredita-se que a razão é devido ao crescimento populacional acima da média nacional entre essa população.

Cidades multilíngües

Três quartos das pessoas que relatam falar um idioma não oficial mora em uma das grandes metrópoles: Toronto, Montreal, Ottawa/Gatineau, Calgary, Edmonton ou Vancouver.

O árabe é o idioma estrangeiro mais falado em Ottawa e Montreal. O cantonês o mais falado em Vancouver e Toronto e o tagalog o mais falado em Calgary e Edmonton.

É importante notar que apesar do crescimento do número de pessoas que falar outros idiomas não significa que o inglês e o francês estejam perdendo espaço. 70% das pessoas que falam um idioma estrangeiro como língua nativa também falam inglês ou francês em casa.

Mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá

fonte: https://www.canadaagora.com/noticias/mais-de-200-linguas-sao-faladas-nas-casas-do-canada.html

Anúncios

Câmara dos Deputados prevê concurso no ano que vem

Está prevista para o ano que vem a realização de concurso da Câmara dos Deputados, em Brasília, para os cargos de técnico legislativo, de nível médio, com remuneração inicial de R$14.322,12, e analista legislativo, de nível superior, com iniciais de R$21.502,29. Apesar de as vagas serem apenas para Brasília, como muito provavelmente também deverá ser o caso das provas, trata-se de uma grande oportunidade inclusive para quem mora no Rio de Janeiro, tendo em vista as atrativas remunerações e a previsão de estabilidade, já que as contratações são pelo regime estatutário.
A previsão do concurso consta no orçamento da União para 2017, enviado ao Congresso Nacional pelo Poder Executivo. A abertura da seleção é atribuída à Coordenação de Recrutamento e Seleção do Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor) da Câmara. A oferta de vagas não foi informada. Entretanto, se for considerada a quantidade de vacâncias em ambos os cargos, deverão ser oferecidas até 418 vagas, sendo até 288 de técnico e até 130 de analista. Os dados são referentes a agosto deste ano, com o número de vagas desocupadas podendo aumentar até a abertura do concurso.
As remunerações informadas têm como base a tabela de remunerações divulgada pela Câmara dos Deputados e são compostas de vencimento básico, gratificação de representação, gratificação de atividade legislativa e vantagem pecuniária individual. As remunerações ainda têm previsão de reajuste, garantido em lei, de 5% em janeiro do ano que vem, 4,8% em 2018 e 4,5% em 2019.

Autorização chegou a ser concedida em 2014

A Câmara dos Deputados chegou a ter um novo concurso autorizado no fim de 2014, mas a seleção não se concretizou até então. Segundo a autorização, as vagas de técnico seriam na especialidade de assistente legislativo e as de analistas nas seguintes especialidades: técnico em documentação e informação legislativa, técnico em material e patrimônio, assistente social e analista de informática legislativa.
O último concurso da Câmara ocorreu em 2014, com oferta de 113 vagas, das quais 60 para técnico, na especialidade de agente de polícia legislativa, e 53 para analista, nas especialidades de consultor legislativo e consultor de orçamento e fiscalização financeira. Ao todo, 51.789 pessoas se inscreveram no concurso, sendo 39.307 para técnico e 12.482 para analista. A seleção foi organizada pelo Cespe/UnB e compreendeu provas objetivas, discursivas, avaliação de títulos (apenas para nível superior) e prova de aptidão física (somente para candidatos ao cargo de agente de polícia), aplicadas apenas em Brasília.
As provas de conhecimentos básicos foram sobre Língua Portuguesa, Legislação, Noções de Informática e Raciocínio Lógico para técnico e Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Espanhola e Processo Legislativo para analista. O concurso teve a validade prorrogada recentemente, até julho de 2018, o que não impede a realização de uma nova seleção no ano que vem, desde que seja para especialidades diferentes.

 

Fonte: Anderson Borges – anderson.borges@folhadirigida.com.br

Espanglish Traduções oferece serviços de tradução na Cidade de Brasília e em todo o estado. Tradução Simultânea (equipamento e intérpretes), Tradução Consecutiva, legendas de vídeos e filmes, tradução técnica, tradução de artigos científicos, tradução de manuais, tradução juramentada em mais de 20 idiomas: inglês, espanhol, alemão, italiano, francês, mandarim, japonês, etc.

Traduções em Brasília é com a Espanglish Traduções. Faça um orçamento sem compromisso!  Telefone (41)3308-9498 / (41)99667-9498  email: atendimento@espanholinglescuritiba.com.br      www.espanglish.com.br