Mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá

A imigração é atualmente a grande responsável pelo crescimento da população canadense. Com a chegada de imigrantes de várias partes do mundo, é natural também que diversos idiomas comecem a fazer parte do cenário nacional. O idioma mais falado no Canadá, depois do inglês e do francês, é o mandarim. Cerca de 641 mil pessoas. Seguido pelo cantonês e pelo punjabi.

Entretanto, o idioma que tem a maior taxa de crescimento não é o chinês mas o tagalog, falado nas Filipinas. O número de pessoas que tem o idioma como língua nativa cresceu 35% desde o último Censo. Esse número não mostrou nenhuma surpresa pois as Filipinas são o país que mais enviou imigrantes para o Canadá. Mais de 50.000 filipinos tornaram-se residentes permanentes em 2015.

Segundo Jean-Pierre Corbeil, diretor assistente do centro de linguagem étnico-cultural e estatísticas de imigração do Statistics Canada, o tagalog teve um crescimento enorme entre 2006 e 2011. “Em 2011 menos de 400.000 pessoas diziam falar tagalog em casa. Hoje são 525.000.”

Padrões de imigração

É possível identificar o padrão da imigração ao observar os idiomas falados nas regiões.

Depois do inglês e francês, o árabe é o idioma mais falado em New Brunswick e Nova Scotia. O mandarin é o mais falado em Prince Edward Island.

O árabe também teve um aumento significativo em Québec. A província francófona teve também um outro dado interessante. Houve um diminuição do francês como idioma nativo, caindo de 79.9% para 78.4%.

Mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá
Idiomas mais falados em casa nas províncias e territórios (excluindo o francês e o inglês)

Apesar de falarem o mesmo idioma, a origem das pessoas que falam árabe nessas províncias é diferente. Em Québec a maior parte vem do norte da África. Já nas províncias do atlântico e em Ontário, a maioria vem do oriente médio.

Mais da metade das pessoas que falam um idioma não oficial mora em Ontário. O mandarim é basicamente o idioma não oficial na província, com mais da metade das pessoas que falam esse idioma residindo lá.

O tagalog é o mais falado nas prairies e nos territórios, enquanto que o punjabi é o mais falado em British Columbia, seguido muito de perto pelo mandarim e o cantonês.

Mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá“Desde o último Censo é claro que o Canadá tem recebido mais e mais imigrantes vindos da Ásia e do oriente médio”, disse Corbeil. Ele continua dizendo que “apesar da diversidade, alguns idiomas são realmente predominantes”.

O Censo registrou que mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá. Das 213 registradas, sete são as faladas pela maioria das pessoas: mandarim, cantonês, punjabi, espanhol, tagalog, árabe e italiano.

Idiomas falados na Europa tem perdido a hegemonia lentamente. Por exemplo, o alemão é o idioma estrangeiro mais reportado em Manitoba, mas o tagalog é o que mas aparece como falado em casa. Segundo Corbeil, o alemão deve passar para o segundo lugar muito em breve na província.

Línguas aborígenes

O Inuktitut e o Dogrib (Tlicho) são os mais falados nos territórios. O número de pessoas que reportaram falar um dos idiomas em casa aumentou desde o último Censo.

O idioma não oficial mais falado em Newfoundland e Labrador também é uma língua aborígene: o montagnais.

“Três línguas aborígenes tem crescido rapidamente”, disse Corbeil. “O Cree, Inuktitut e Ojibway são os que mais aparecem (entre as línguas aborígenes).” Juntas essas três representam 63% das pessoas que falam uma língua aborígene em casa. Acredita-se que a razão é devido ao crescimento populacional acima da média nacional entre essa população.

Cidades multilíngües

Três quartos das pessoas que relatam falar um idioma não oficial mora em uma das grandes metrópoles: Toronto, Montreal, Ottawa/Gatineau, Calgary, Edmonton ou Vancouver.

O árabe é o idioma estrangeiro mais falado em Ottawa e Montreal. O cantonês o mais falado em Vancouver e Toronto e o tagalog o mais falado em Calgary e Edmonton.

É importante notar que apesar do crescimento do número de pessoas que falar outros idiomas não significa que o inglês e o francês estejam perdendo espaço. 70% das pessoas que falam um idioma estrangeiro como língua nativa também falam inglês ou francês em casa.

Mais de 200 línguas são faladas nas casas do Canadá

fonte: https://www.canadaagora.com/noticias/mais-de-200-linguas-sao-faladas-nas-casas-do-canada.html

Anúncios

Casa Fiat de Cultura terá palestra sobre Gabriele D’Annunzio

Evento em Belo Horizonte faz parte da série “Quartas Italianas”

O expoente mais emblemático do decadentismo italiano, Gabriele D’Annunzio (1863-1938), será tema da palestraque abrirá a nova edição das “Quartas Italianas na Casa Fiat de Cultura”, em Belo Horizonte (MG), no dia 15 de março, às 19h30.

Riccardo Cassoli, especialista em literatura italiana e professor da Fundação Torino Escola Internacional, apresenta, na palestra “Gabriele D’Annunzio: um expoente da literatura que norteou a sociedade italiana dos séculos 19 e 20″, como os estereótipos criados pelo dramaturgo se tornaram um modelo imitado em todos os campos da vida nacional.

A conferência, que será em italiano com tradução simultânea, terá entrada gratuita, mas sujeita à lotação do espaço (250 lugares). Essa é a quinta edição do programa “Quartas Italianas na Casa Fiat de Cultura”, que, desde 2015, apresenta palestras gratuitas de especialistas em arte, história, música e literatura italiana.

Até hoje, quase 2 mil pessoas participaram da iniciativa. “Por meio da parceria entre cultura e educação, buscamos tornar mais acessível o conhecimento sobre relevantes temáticas e importantes artistas que fazem parte da cultura italiana, mas que influenciaram o pensamento e o contexto artístico mundiais”, diz o presidente da Casa Fiat de Cultura, José Eduardo de Lima Pereira.

Além de saber mais sobre o impacto da obra de D’Annunzio na sociedade europeia dos séculos 19 e 20, o público também conhecerá outros temas essenciais da história italiana, como o Fascismo, com o professor de filosofia Giuseppe Ferraro, e o Futurismo, com o especialista em história da arte Luciano Sepulveda.

As “Quartas Italianas” são uma parceria da Casa Fiat com a Fundação Torino e o Consulado Italiano em Belo Horizonte e contam com apoio do Ministério da Cultura. A palestra começará às 19h30, no endereço Praça da Liberdade, número 10, quarto andar. Mais informações estão disponíveis no site http://www.casafiatdecultura.com.br.

Fonte:http://www.jb.com.br/cultura/noticias/2017/03/13/casa-fiat-de-cultura-tera-palestra-sobre-gabriele-dannunzio/?from_rss=analise-economica

Espanglish Traduções oferece serviços de tradução na Cidade de Belo Horizonte e em todo o estado. Tradução Simultânea (equipamento e intérpretes), Tradução Consecutiva, legendas de vídeos e filmes, tradução técnica, tradução de artigos científicos, tradução de manuais, tradução juramentada em mais de 20 idiomas: inglês, espanhol, alemão, italiano, francês, mandarim, japonês, etc.

Traduções em Belo Horizonte é com a Espanglish Traduções. Faça um orçamento sem compromisso!  Telefone (41)3308-9498 / (41)99667-9498  email: atendimento@espanholinglescuritiba.com.br      www.espanglish.com.br