Curitiba, no Paraná, é um destino cada vez mais cultural

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução/Legendagem de Filmes em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Curitiba tem chamado a atenção dos turistas por sua cena cultural. São galerias, museus, feiras e novos espaços para exposições e restaurantes que reforçam a vocação da cidade para as artes e a gastronomia.

Um exemplo disso será a abertura, em 18 de outubro, da Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, a segunda maior do tipo no País. O evento, que comemora 25 anos, terá como sede principal o Museu Oscar Niemeyer, conhecido como museu do olho, por seu formato. Mas a mostra deve se espalhar por galerias e chegar até a terminais de ônibus da capital.

Curitiba, cada vez mais cultural
O Museu Oscar Niemeyer sediará a Bienal Internacional de Arte Contemporânea, a partir de 18 de outubro. Crédito da foto: Divulgação / Instituto Municipal de Turismo

A cidade mais populosa do Paraná também é conhecida pelo cuidado com o planejamento urbano e áreas verdes. Por isso também Curitiba acabou virando um dos lugares mais procurados para o turismo no Brasil. Há quem tenha que se acostumar com o clima, que em um mesmo dia consegue atingir todas as estações do ano! São muitas as atrações que Curitiba oferece aos visitantes. Aqui estão algumas dicas para aproveitar a viagem com a família ou amigos. Confira:

Jardim Botânico – Reserve o primeiro dia na cidade para conhecer um dos principais pontos, que homenageia uma das pioneiras no trabalho de planejamento urbano da capital. O Jardim Botânico Francisca Maria Garfunkel Richibieter (nome da urbanista) foi inaugurado em 1991 e hoje é um dos lugares mais visitados de Curitiba.

Curitiba, cada vez mais cultural
O Jardim Botânico é passeio obrigatório para quem visita a capital paranaense. Crédito da foto: Divulgação / Instituto Municipal de Turismo

O parque conta com área verde, além de abrigar diversas espécies de plantas do Brasil e do mundo expostas em áreas temáticas. Onde fica: rua Engo. Ostoja Roguski – Jardim Botânico (Entrada gratuita).

Museu Botânico – Localizado dentro do Jardim Botânico, o museu foi inaugurado em 1992 e oferece serviços de educação ambiental, conta com exposições e uma biblioteca destinada somente para consultas locais. Ele é o maior herbário do Estado do Paraná e um dos maiores do Brasil. Onde fica: rua Engo. Ostoja Roguski – Jardim Botânico (Entrada gratuita).

Parque MikeWood – Localizado no Bairro Cajuru, o parque que conta com oito mil metros quadrados de natureza e é uma opção para se divertir com a família. Lá pais e filhos podem brincar juntos, ter experiência com a natureza, as árvores e os animais, além de aprender sobre o meio ambiente e sua preservação. O local possui equipamentos de segurança e monitores. Onde fica: rua São Bartolomeu, 382, Cajuru.

Memorial Árabe – Com mais de 140 metros quadrados de área, o Memorial tem o formato de um cubo e está colocado sobre um espelho d’água. No seu interior sob um pedestal de mármore, está a escultura representativa do escritor Gibran Kalil Gibran. O espaço homenageia a cultura do Oriente Médio, e funciona como biblioteca especializada. Onde fica: praça Gilbran Khalil. (Entrada gratuita). (Da Redação, com informações da Folhapress)

fonte: https://www.jornalcruzeiro.com.br/suplementos/turismo/curitiba-no-parana-e-um-destino-cada-vez-mais-cultural/

Anúncios

Com turismo diversificado, Curitiba deixa de ser ‘uma só’

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Aos poucos, Capital vê nichos do mercado com mais espaços e virando referência nacional
Com turismo diversificado, Curitiba deixa de ser 'uma só'
Museu Oscar Niemeyer é um dos atrativos do turismo cultural da cidade (Foto: Franklin de Freitas)

Curitiba, cidade modelo e capital ecológica. Mas a referência, se for para falar de turismo, poderiam ser outros: capital cultural, capital gastronômica, capital do Natal, cidade dos eventos, entre outros.
Conhecida por abrigar boas soluções de planejamento urbano, a capital paranaense tem se destacado cada vez mais no setor turístico. E isso acontece nas mais diferentes áreas, ajudando a incrementar a média de visitação à cidade, que atualmente recebe cerca de 3,72 milhões de visitantes por ano.
A parte ecológica, por exemplo, sempre foi o ponto forte do turismo na cidade. O principal destaque vem das áreas verdes, com 1.032 praças e jardinetes, 27 parques e 16 bosques. Juntas, essas áreas ocupam um espaço de 12.980.834 metros quadrados no município (ou 12,98 quilômetros quadrados de um total de 434.967 km² do município).
Outra área em que o turismo curitibano já se firmou como tradição e referência é o Natal. No ano passado, por exemplo, a festividade contou com atrações como a tradicional Feira Especial de Natal, apresentações musicais em diversos pontos da cidade e o Palácio Encantado, no Palácio Avenida, que irá para sua 28ª edição.
Mas para incrementar ainda mais o Natal curitibano deste ano, Curitiba irá ganhar um novo espetáculo grandioso: a Parada de Natal do Batel, que será realizada na Avenida do Batel, num percurso de aproximadamente 750 metros (trajeto que equivale a extensão do sambódromo carioca). As apresentações serão gratuitas e ocorrerão a partir do final de novembro até a véspera de Natal.

Opções de gastronomia e cultura começam a despontar no cenário
Se os três segmentos citados já são há algum tempo destaques do turismo curitibano, nos últimos anos a cidade tem se destacado em outras áreas, como o turismo cultural e o gastronômico. Galerias, museus, feiras, novos restaurantes e bares têm reforçado a vocação da cidade para as artes e a boa comilança.
Em 18 de outubro, por exemplo, terá início a Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, a segunda maior do país. O evento, que está completando 25 anos em 2018, terá como sede o Museu Oscar Niemeyer.
De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Curitiba é hoje a quinta capital brasileira com maior número de museus. São 76 espaços na Capital, que possui um museu para cada 25,1 mil habitantes. Apenas São Paulo (168), Rio de Janeiro (154), Porto Alegre (78) e Salvador (80) ficam na frente, considerando o número absoluto.
Do lado de fora dos museus, a veia artística da cidade se revela nos murais e grafites espalhados pelo Centro. Na Rua São Francisco e no largo do Paço, por exemplo, é possível apreciar obras de artistas locais, como Rimon Guimarães, Maciel e Felas, e a suíça Mona Caron.
Depois do passeio cultural, uma visita a um bar ou a um restaurante. O setor da cerveja artesanal está numa crescente e Curitiba vem se tornando referencial: são pelo menos 33 cervejarias artesanais e no ano passado foi criado o Beer Tour Curitiba, com passeios mensais pela cidade que incluem degustação da bebida, guia cervejeiro, almoço e visitação às fábricas.
Na Região Metropolitana há ainda várias vinícolas, que contam com um ambiente favorável, locais agradáveis para se passar o dia. Um exemplo é o Caminho do Vinho, localizado em São José dos Pinhais e classificado pelo Ministério do Turismo como um achado rural do Paraná. No local, o turista irá s deparar com um cenário bucólico, repleto de vinícolas, cafés coloniais e restaurantes
Além disso tudo, a cidade também se destaca no turismo de negócios, que todos os anos atrai mais de 200 eventos e 350 mil turistas para a cidade. Em 2017, inclusive, a capital do Paraná foi o o terceiro destino mais procurado por estrangeiros que vieram ao Brasil fazer negócios ou participar de eventos e convenções no ano passado. Perdeu somente para São Paulo e Rio de Janeiro.
Pesquisa do Ministério do Turismo confirma a forte vocação de Curitiba para o turismo de negócios. Esse segmento foi a motivação de 32,5% dos visitantes internacionais que aqui estiveram. Mais que o dobro dos 15% que buscaram a cidade tendo como interesse principal as atividades de lazer. Argentina (12,2%), Estados Unidos (11,6%), Paraguai (10,9%) e Alemanha (7,2%) foram os principais países emissores.

fonte: https://www.bemparana.com.br/noticia/com-turismo-diversificado-curitiba-deixa-de-ser-uma-so

Nova pesquisa busca saber o perfil do turista de Curitiba

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Carteira de Trabalho em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

A Prefeitura iniciou, uma nova Pesquisa de Demanda Turística de Curitiba. Os resultados do levantamento, que não era feito desde 2012, vão servir para definir as estratégias do município para o setor. “Será uma ferramenta importante no desenvolvimento das políticas de fomento ao turismo, pois os dados vão ajudar a entender o perfil do público visitante da cidade, suas características e comportamento”, afirma Tatiana Turra, presidente de Instituto Municipal de Turismo (IMT), órgão responsável pela pesquisa.

O levantamento será feito em três etapas – entre julho e novembro – no aeroporto, rodoviária e três pontos de rodovias de acesso à cidade. Os resultados serão divulgados em 2019 e estarão disponíveis no site do IMT. “As informações poderão ser usadas tanto pelo poder público quanto pela iniciativa privada para planejar suas ações de forma inteligente e sustentável”, acrescentou Tatiana.

Munidos de tablets, os pesquisadores estão realizando o levantamento devidamente identificados com crachás (que trazem informações pessoais e o slogan “Curta Curit!ba”) e também com  coletes verdes. O formulário traz perguntas como o tempo de estada na capital, o tipo de hospedagem, o gasto durante a visita e o tipo de transporte. O visitante também está sendo convidado a avaliar a estrutura da cidade e dos pontos turísticos.

Linha Turismo

A retomada das pesquisas é uma das estratégias que Instituto tem adotado para fomentar o turismo em Curitiba. Em 2017, uma pesquisa com passageiros da Linha Turismo mostrou que a maioria vem a Curitiba a lazer e também apontou os pontos preferidos pelos passageiros.

fonte: https://massanews.com/noticias/turismo-e-viagem/nova-pesquisa-busca-saber-o-perfil-do-turista-de-curitiba-W07EJ.html

Torre Panorâmica de Curitiba passa por reformas para agradar turistas

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certidão de Nascimento em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Manutenção é para atender reclamações dos turistas, principalmente em relação à fila de espera para entrar no cartão-postal

Única torre de telefonia do Brasil com mirante aberto à visitação, a Torre Panorâmica de Curitiba – conhecida por muitos por “Torre da Oi”, como “Torre da Telepar” , ou ainda “Torre das Mercês” –, ganhou nova roupagem. Além de pintura nova, o espaço recebeu mais bancos, teve o número de estagiários que trabalham no atendimento ampliados e passa por uma reforma que vai garantir a acessibilidade dos banheiros. De acordo com o Instituto Municipal de Turismo (IMT), as mudanças fazem parte de um projeto de melhoria dos espaços turísticos da cidade, mas também têm a ver com reclamações de turistas acumuladas ao longo dos últimos anos.

“Nós temos ali o problema de retenção das filas. Em Curitiba, às vezes o sol está bem forte e os turistas que ficavam na fila não tinham como se proteger. Até mesmo em dias de garoa. Por isso, decidimos colocar os ombrelones, que, além de ficarem bonitos, protegem esses turistas”, explica a coordenadora dos Postos de Informações Turísticas do IMT, Elaine Esmanhotto Bareta, referindo-se à cobertura feita com estruturas tipo guarda-sóis na entrada do mirante.

fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/curitiba/torre-panoramica-de-curitiba-passa-por-reformas-para-agradar-turistas-9d3l82n583yypuweagzxmifzy

 

Curitiba é a oitava cidade mais procurada para turismo no Brasil

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Juramentada de Contratos Sociais e Estatutos de Empresas em Curitiba nas línguas inglesa, espanhola, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Oitava maior cidade do país, Curitiba também está entre as dez cidades brasileiras mais procuradas como destino de viagem. O ranking foi divulgado nesta semana pela Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização. A maior cidade do país, São Paulo, continua como primeira colocada na lista, seguida pelo Rio de Janeiro e Brasília.

Curitiba aparece em 8º lugar no ranking, à frente de Recife e Florianópolis. Segundo a associação, o número de cadastros nos principais programas de fidelidade de viagens do País atingiu 115 milhões de clientes no primeiro trimestre deste ano, crescimento de 18,9% em comparação com 2017.

A preferência dos participantes no momento do resgate continua sendo os bilhetes aéreos, representando 74,4% dos pontos/milhas utilizados no período. Os outros 25,6% foram usados na aquisição de produtos. Já em relação ao acúmulo de pontos/milhas, o cenário é diferente. Apenas 10,7% são originados na compra de passagens e os 89,3% restantes vêm dos setores de varejo, serviços e bancos.

fonte: https://paranaportal.uol.com.br/cidades/cidades-destaque-2/curitiba-e-a-oitava-cidade-mais-procurada-para-turismo-no-brasil/

Circuito cultural traz a Curitiba experiências do universo árabe

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Técnica de Telecomunicações em Curitiba nas línguas inglesa, espanhola, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Durante os dois primeiros fins de semana de agosto, o Memorial de Curitiba recebe o Circuito Cultural Árabe, um evento com palestras, oficinas e uma imersão na arte, gastronomia e música árabe. A programação é gratuita e acontece nos dias 4, 5, 11 e 12 de agosto.

Atualmente, 25 países e cerca de 280 milhões de pessoas têm o árabe como idioma materno – é a quinta língua mais falada do mundo. No Brasil a comunidade árabe chega a 16 milhões de imigrantes.

Com o objetivo de celebrar tradições e combater preconceitos e estereótipos, o Circuito Cultural Árabe traz em sua programação seis palestras sobre a cultura deste povo, três espetáculos de danças folclóricas, sete apresentações de músicas e instrumentos típicos do Oriente Médio e oficina de caligrafia árabe. Haverá também mostra de obras literárias voltadas à cultura árabe, exibição de indumentária e acessórios que compõem a vestimenta típica e exposição de curiosidades sobre suas tradições e costumes.

Na oficina “Caligrafia e Cultura Árabe”, o convidado especial e responsável pela ação será o artista Moafak Mohamed Dib Helaihel, que nasceu no Líbano e desenvolve um significativo trabalho artístico com a caligrafia árabe no Brasil. Para essa atividade é necessário fazer inscrição prévia por e-mail.

Entre os palestrantes, estão o professor Gamal Oumairi, ex-diretor religioso da Sociedade Muçulmana do Paraná; Marcos Stier Calixto, professor e ex-gerente nacional de Missões com Etnias no Brasil; a professora Alessandra Vieira Amid, coordenadora do Festival Sul-Americano da Cultura Árabe em Curitiba e em outras cidades do Paraná; e Jamil Zugueib, professor e pesquisador do Departamento de Psicologia da UFPR.

A programação conta ainda com apresentações de danças árabes, com a participação de alunos e professores das três principais escolas de dança do ventre e folclore árabe de Curitiba: Cia Flor de Lótus, Cia Kadosh e Estúdio Hathor.

Circuito Cultural Ademilar

O Circuito Cultural Árabe é um dos projetos que integram o Circuito Cultural Ademilar, uma iniciativa que fomenta a cena artística da cidade e incentiva cerca de 20 projetos de música, arte, teatro e dança. O evento foi viabilizado via Lei do Mecenato Municipal pela Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário, uma das maiores incentivadoras culturais locais.

fonte: https://www.bemparana.com.br/noticia/circuito-cultural-traz-a-curitiba-experiencias-do-universo-arabe

Startup de Curitiba recorre à realidade virtual e AI para ensinar inglês

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Técnica Jurídica em Curitiba nas línguas inglesa, espanhola, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Beetools inaugura cinco unidades no Paraná neste mês de julho e até o final do ano espera abrir 15 novas escolas com sistema de franquia

Uma nova escola brasileira de idiomas quer fazer do uso de tecnologias emergentes como realidade virtual e inteligência artificial um caminho, digamos, mais assertivo para seus alunos aprenderem a língua inglesa.

Batizada de Beetools, a escola é uma iniciativa da startup de Curitiba Beenoculus, que se lançou no mercado em 2015 como uma das primeiras companhias brasileiras a oferecer um headset de VR proprietário. Fabio Ivatiuk, CEO da Beetools, explica que o propósito da nova escola é tornar mais prático o estudo do idioma ao mesmo tempo que cria um método atualizado para prender a atenção de alunos de novas gerações.

“Um dia, eu estava caminhando para uma aula e vi uma turma inteira olhando para seus celulares. Fui seguindo eles, eles se sentaram e a professora gritou para que eles guardassem o celular e aquilo me deu um estalo”, lembra Ivatiuk que trabalha na área de educação há cerca de dez anos. “As pessoas querem que os alunos aprendam da forma que aprendemos antigamente, mas será que a gente não consegue usar os dispositivos de hoje para ensinar de uma forma mais efetiva?”, questiona o empresário.

Sala de aula invertida

Segundo Ivatiuki, a startup dedicou 13 meses para construir a metodologia da Beetools, que inaugura suas primeiras unidades em Curitiba já em julho. Diferente do método tradicional de matrícula e mensalidade, o aluno da Beetools faz a sua inscrição diretamente pelo aplicativo da escola e não paga taxa de matrícula. Ele compra pacotes de 20, 30, 60 ou até mesmo 1 aula sem precisar assinar contratos, pois pagará somente pelos créditos de aulas adquiridos. A Beetools diz que o valor de cada aula varia de acordo com a cidade. As aulas, que são presenciais, são preparadas para alunos a partir de 10 anos.

O CEO explica que a empresa foca na metodologia de sala de aula invertida para evoluir o aprendizado. Isso quer dizer que o aluno, primeiro, faz as tarefas pelo aplicativo e depois vai tirar suas dúvidas em sala de aula. Outro diferencial se debruça na computação cognitiva para personalizar o ensino. Com uso do IBM Watson, os professores conseguem avaliar, em um nível, mais minucioso, no caso, na análise de dados, as lacunas no aprendizado. Ao mesmo tempo, todas as tarefas, são entregues de forma automatizada. Se o sistema de AI, por exemplo, identificar que um aluno está tendo dificuldades em aprender concordância verbal, a tecnologia concentrará mais exercícios neste tema.

Já a realidade virtual serve para contextualizar o aluno em um ambiente de uso prático do idioma. Ao colocar o óculos, o estudante será imerso em situações onde ele precisará aplicar o idioma como se estivesse vivendo a cena na vida real. Completam a metodologia, o uso da  gameficação para engajar o aluno.

Onde fica o professor nesta nova sala de aula?

Mas com o uso de inteligência artificial, plataformas digitais e gadgets, você pode se perguntar que papel o professor terá na Beetools. Segundo o CEO da startup, os professores aqui servem como um guia no aprendizado.

“Levamos o professor para ficar ao lado do aluno. Munido de dados, ele vai atuar como um guia, vai ensinar o aluno nessa jornada do conhecimento. Todo o input será dado através do sistema, toda parte do ensino, a entrega dos exercícios é automatizada”, explica. “O professor, se ele entender que é possível colaborar de uma forma diferente, ele não vai ter seu papel reduzido, e sim ampliado. Mas o professor que acredita que será substituído pela tecnologia, ele provavelmente será. O educador que entende que a tecnologia vai ajudar no ensino do aluno, este vai conseguir entregar o máximo”.

Para escalar, a Beetools já se lançou no mercado como um sistema de franquias onde o investimento inicial para interessados é de R$ 290 mil reais. Segundo a companhia, 15 novas unidades serão abertas até o final do ano no Paraná, São Paulo e Minas Gerais. Um dos diferenciais da franquia está na possibilidade de o empreendedor adotar o modelo de escola Contêiner, onde a Beetools tem uma parceria com a Delta Conteiners, que entrega em até 60 dias uma estrutura pronta para iniciar as aulas.

fonte: http://idgnow.com.br/ti-pessoal/2018/07/02/startup-de-curitiba-recorre-a-realidade-virtual-e-ai-para-ensinar-ingles/