Com turismo diversificado, Curitiba deixa de ser ‘uma só’

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Aos poucos, Capital vê nichos do mercado com mais espaços e virando referência nacional
Com turismo diversificado, Curitiba deixa de ser 'uma só'
Museu Oscar Niemeyer é um dos atrativos do turismo cultural da cidade (Foto: Franklin de Freitas)

Curitiba, cidade modelo e capital ecológica. Mas a referência, se for para falar de turismo, poderiam ser outros: capital cultural, capital gastronômica, capital do Natal, cidade dos eventos, entre outros.
Conhecida por abrigar boas soluções de planejamento urbano, a capital paranaense tem se destacado cada vez mais no setor turístico. E isso acontece nas mais diferentes áreas, ajudando a incrementar a média de visitação à cidade, que atualmente recebe cerca de 3,72 milhões de visitantes por ano.
A parte ecológica, por exemplo, sempre foi o ponto forte do turismo na cidade. O principal destaque vem das áreas verdes, com 1.032 praças e jardinetes, 27 parques e 16 bosques. Juntas, essas áreas ocupam um espaço de 12.980.834 metros quadrados no município (ou 12,98 quilômetros quadrados de um total de 434.967 km² do município).
Outra área em que o turismo curitibano já se firmou como tradição e referência é o Natal. No ano passado, por exemplo, a festividade contou com atrações como a tradicional Feira Especial de Natal, apresentações musicais em diversos pontos da cidade e o Palácio Encantado, no Palácio Avenida, que irá para sua 28ª edição.
Mas para incrementar ainda mais o Natal curitibano deste ano, Curitiba irá ganhar um novo espetáculo grandioso: a Parada de Natal do Batel, que será realizada na Avenida do Batel, num percurso de aproximadamente 750 metros (trajeto que equivale a extensão do sambódromo carioca). As apresentações serão gratuitas e ocorrerão a partir do final de novembro até a véspera de Natal.

Opções de gastronomia e cultura começam a despontar no cenário
Se os três segmentos citados já são há algum tempo destaques do turismo curitibano, nos últimos anos a cidade tem se destacado em outras áreas, como o turismo cultural e o gastronômico. Galerias, museus, feiras, novos restaurantes e bares têm reforçado a vocação da cidade para as artes e a boa comilança.
Em 18 de outubro, por exemplo, terá início a Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, a segunda maior do país. O evento, que está completando 25 anos em 2018, terá como sede o Museu Oscar Niemeyer.
De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Curitiba é hoje a quinta capital brasileira com maior número de museus. São 76 espaços na Capital, que possui um museu para cada 25,1 mil habitantes. Apenas São Paulo (168), Rio de Janeiro (154), Porto Alegre (78) e Salvador (80) ficam na frente, considerando o número absoluto.
Do lado de fora dos museus, a veia artística da cidade se revela nos murais e grafites espalhados pelo Centro. Na Rua São Francisco e no largo do Paço, por exemplo, é possível apreciar obras de artistas locais, como Rimon Guimarães, Maciel e Felas, e a suíça Mona Caron.
Depois do passeio cultural, uma visita a um bar ou a um restaurante. O setor da cerveja artesanal está numa crescente e Curitiba vem se tornando referencial: são pelo menos 33 cervejarias artesanais e no ano passado foi criado o Beer Tour Curitiba, com passeios mensais pela cidade que incluem degustação da bebida, guia cervejeiro, almoço e visitação às fábricas.
Na Região Metropolitana há ainda várias vinícolas, que contam com um ambiente favorável, locais agradáveis para se passar o dia. Um exemplo é o Caminho do Vinho, localizado em São José dos Pinhais e classificado pelo Ministério do Turismo como um achado rural do Paraná. No local, o turista irá s deparar com um cenário bucólico, repleto de vinícolas, cafés coloniais e restaurantes
Além disso tudo, a cidade também se destaca no turismo de negócios, que todos os anos atrai mais de 200 eventos e 350 mil turistas para a cidade. Em 2017, inclusive, a capital do Paraná foi o o terceiro destino mais procurado por estrangeiros que vieram ao Brasil fazer negócios ou participar de eventos e convenções no ano passado. Perdeu somente para São Paulo e Rio de Janeiro.
Pesquisa do Ministério do Turismo confirma a forte vocação de Curitiba para o turismo de negócios. Esse segmento foi a motivação de 32,5% dos visitantes internacionais que aqui estiveram. Mais que o dobro dos 15% que buscaram a cidade tendo como interesse principal as atividades de lazer. Argentina (12,2%), Estados Unidos (11,6%), Paraguai (10,9%) e Alemanha (7,2%) foram os principais países emissores.

fonte: https://www.bemparana.com.br/noticia/com-turismo-diversificado-curitiba-deixa-de-ser-uma-so

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s