Associação internacional eleva Campinas no ranking de cidades para receber grandes eventos

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução/ Legendagem de Publicidade em Campinas nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Campinas (SP) subiu no ranking de cidades preparadas para receber grandes eventos, de acordo com um estudo da Associação Internacional de Congressos e Conferências (AICC). A logística e infraestrutura da cidade foram decisivos na colocação, que passou do 10º lugar em 2016 para 5º em 2017, entre os municípios brasileiros.

No ranking, a cidade fica atrás de São Paulo (SP), em 1º; Rio de Janeiro (RJ), em 2º; Florianópolis (SC) e Foz do Iguaçu (PR), empatadas em 3º; e Brasília (DF), em 4º lugar.

Ranking internacional de cidades para receber grandes eventos coloca Campinas (SP) na 5ª posição. — Foto: Reprodução/EPTVRanking internacional de cidades para receber grandes eventos coloca Campinas (SP) na 5ª posição. — Foto: Reprodução/EPTV

Ranking internacional de cidades para receber grandes eventos coloca Campinas (SP) na 5ª posição. — Foto: Reprodução/EPTV

Polo de eventos

Campinas recebe cerca de seis mil eventos por ano. Entre eles estão congressos, conferências e festas que envolvem 52 setores. Isso torna a cidade conhecida na área de turismo de negócios.

Sua nova posição no ranking aponta que o município caminha para ser um polo de eventos corporativos.

“É muito importante a gente estar sendo percebido pelo olhar de todos os países que realizam eventos e empresas que vão buscar um destino”, diz Alexandra Caprioli, diretoria de turismo da cidade.

Cidade de Campinas (SP) também se destaca na programação de eventos gastronômicos. — Foto: Reprodução/EPTVCidade de Campinas (SP) também se destaca na programação de eventos gastronômicos. — Foto: Reprodução/EPTV

Cidade de Campinas (SP) também se destaca na programação de eventos gastronômicos. — Foto: Reprodução/EPTV

Critérios

Para entrar no ranking, a cidade deve receber eventos internacionais organizados por associações com uma periodicidade fixa e, no mínimo, 50 participantes. Além disso, o evento precisa ser realizado em pelo menos três países.

No caso de Campinas, o que chama a atenção dos organizadores de evento é a malha rodoviária, o Aeroporto Internacional de Viracopos e o setor hoteleiro. Outro destaque é o fato de que 50 entre as 500 maiores empresas multinacionais do país estão na Região Metropolitana de Campinas (RMC).

“Cada evento que a gente traz para a cidade gera um desenvolvimento econômico e uma alavancagem em setores da hotelaria e gastronomia”, explica Alexandra.

fonte: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2018/08/18/associacao-internacional-eleva-campinas-no-ranking-de-cidades-para-receber-grandes-eventos.ghtml

Anúncios

América Latina inspira espetáculo de Felipe Hirsch no 25º Porto Alegre Em Cena

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução/ Legendagem de Vídeos Institucionais em Porto Alegre nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Um dos espetáculos nacionais mais aguardados do 25º Porto Alegre Em Cena, A tragédia e comédia latino-americana terá duas sessões, nos dias 13 e 14 de setembro, no Theatro São Pedro. A peça da companhia Ultralíricos, dirigida e idealizada por Felipe Hirsch, discute a identidade plural da América Latina, buscando referências em vários autores do continente.

O texto do espetáculo é construído a partir de fragmentos de obras de escritores de diferentes épocas e países – Glauco Mattoso, Lima Barreto, Augusto de Campos e Roberto Bolaño são alguns deles. A ideia é despertar reflexões sobre temas como educação, violência, consumo desenfreado, protestos, binarismo político e ideológico, não valorização da cultura e falta de consciência histórica. Consagrado por trabalhos arrojados, que aliam teatro, música, literatura e artes visuais, Hirsch propõe uma encenação que desmistifique fronteiras, tanto físicas como imaginárias, inclusive misturando idiomas.

O elenco inclui nomes conhecidos, como Caco Ciocler e Julia Lemmertz. A cenografia de Daniela Thomas e Felipe Tassara aparece como uma grande metáfora visual, composta por blocos de isopor que, ao longo das cenas, são arrastados pelos atores, deixando rastros, como imensos tijolos que se desgastam. O compositor gaúcho Arthur de Faria assina a direção musical.

A tragédia e a comédia latino-americana – díptico que compila duas montagens – faz parte de uma trilogia iniciada em 2013, com Puzzle, e completada no ano passado, com a estreia do espetáculo Selvageria. O público do Em Cena poderá assistir também a uma conversa com Felipe Hirsch, dia 14, às 11h, no Teatro Renascença, com entrada franca.

O 25º Porto Alegre em Cena é uma realização do Governo Federal, através do Ministério da Cultura, e da Prefeitura de Porto Alegre. O patrocínio master é da Braskem e o patrocínio é de Panvel Farmácias, BarraShoppingSul, Multiplan e Itaú. Os agentes culturais são a Primeira Fila Produções e a Leão Produções. Apoio institucional do Grupo RBS, TVE e FM Cultura. Apoio cultural do Programa Pontes (uma parceria da Oi Futuro com o British Council), Vitlog, Sesc – Sistema Fecomércio, Theatro São Pedro e Associação de Amigos do Theatro São Pedro. O festival conta com financiamento Pró-cultura RS, mecanismo de incentivo à cultura da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul.

A tragédia e comédia latino-americana (SP)

Dias 13 e 14 de setembro, às 21h, no Theatro São Pedro

Recomendação etária: 16 anos

Duração: 180min

Ingressos: R$ 80 / R$ 40 (plateia e camarote central), R$ 60 / R$ 30 (camarote lateral) e R$ 20 / R$ 10 (galeria). Venda a partir de 1º/9 no site uhuu.com/poa-em-cena, na bilheteria oficial (BarraShoppingSul, em frente à antiga FNAC) e no Centro Municipal de Cultura (em dias de espetáculo)

Conversa com Felipe Hirsch (entrada franca)

Dia 14, às 11h, no Teatro Renascença

Ficha técnica:

Idealização e direção geral: Felipe Hirsch

Elenco: Caco Ciocler, Camila Márdila, Danilo Grangheia, Georgette Fadel, Javier Drolas, Julia Lemmertz, Magali Biff, Manuela Martelli, Nataly Rocha e Pedro Wagner

Direção musical e arranjos: Arthur de Faria

Interpretação musical: Ultralíricos Arkestra – Arthur de Faria (piano e sintetizadores), Adolfo Almeida Jr. (fagote e efeitos), Mariá Portugal (bateria, glockenspiel e tímpanos), Gustavo Breier (processamentos eletrônicos), Georgette Fadel (trompete), Pedro Sodré (guitarras e overdrives)

Autores: Pablo Katchadjian​, J.R.Wilcock, Salvador Benesdra, Marcelo Quintanilha, ​Glauco Mattoso, Reinaldo Moraes​, Dôra Limeira​, Lima Barreto, Samuel Rawett, Augusto de Campos, Roberto Bolaño, Cabrera Infante, ​Gerardo Arana, Juan Villoro e Hector Galmés

Direção de arte: Daniela Thomas e Felipe Tassara

Iluminação: Beto Bruel

Figurino: Veronica Julian

Preparação vocal: Simone Rasslan

Coreografia e preparação corporal: Renata Melo

Diretor de palco: Nietzsche

Engenheiro de som: Gustavo Breier

Assistente de iluminação e operadora de luz: Sarah salgado

Produção executiva: Bruno Girello

Direção de produção: Luís Henrique (Luque) Daltrozo

fonte: http://felipevieira.com.br/site/america-latina-inspira-espetaculo-de-felipe-hirsch-no-25o-porto-alegre-em-cena/

Florianópolis avança no ranking brasileiro de Smart Cities

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução/ Legendagem de Corporativos em Florianópolis nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Um estudo realizado pela empresa de consultoria Urban Systems aponta que Florianópolis está à frente de outras grandes cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre no ranking de Smart Cities. O termo é um conceito atual de gestão que envolve boas práticas da utilização de dados, tecnologia, planejamento urbano, comunicação e outros fatores para melhorar a vida dos cidadãos.

Em relação à lista anterior, publicada em 2017, a Capital passou da quinta para a sexta posição e avançou em importantes áreas como: tecnologia e inovação, educação e saúde. Na área de tecnologia e inovação, passou da terceira posição para o segundo lugar, ficando atrás apenas da cidade do Rio de Janeiro. O resultado é reflexo dos investimentos da Prefeitura de Florianópolis em iniciativas de fomento nessas áreas.

Em abril deste ano, o município, em parceria com o governo do Estado, anunciou a criação de mais quatro Centros de Tecnologia: na SC-401 (no Passeio Primavera), Sapiens Parque, Centro da Cidade e um na região Continental. O projeto é pioneiro no país e é uma forma de contribuir com o crescimento da área de tecnologia, que é responsável por cerca de 50% da arrecadação do município.

Em educação, passou da oitava,para a segunda posição. Dados da Secretaria Municipal da Educação mostram que houve redução de 65% no número de crianças na fila de espera em creches no período de dezembro de 2016 a julho de 2018.

 — Foto: Pexels/Flickr

— Foto: Pexels/Flickr

Outra área em que a Capital se destacou foi a saúde, saltando da nona posição para o quarto lugar. Em economia, o município foi do nono para o quarto lugar e em empreendedorismo manteve-se na quarta posição no ranking.

“Fizemos uma dura economia no primeiro ano para colocar a casa em ordem e para, agora com as contas equilibradas, investir no que é importante para as pessoas, como saúde, educação e inovação. Esses índices comprovam que estamos no caminho certo”, acrescenta o Prefeito Gean Loureiro.

Como foi feito o estudo

Mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança são as áreas avaliadas pelo estudo. Foram avaliados, em média, 10 indicadores para cada um desses segmentos.

fonte: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/especial-publicitario/prefeitura-municipal-de-florianopolis/florianopolis-uma-cidade-para-todos/noticia/2018/09/11/florianopolis-avanca-no-ranking-brasileiro-de-smart-cities.ghtml

Curitiba, no Paraná, é um destino cada vez mais cultural

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução/Legendagem de Filmes em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Curitiba tem chamado a atenção dos turistas por sua cena cultural. São galerias, museus, feiras e novos espaços para exposições e restaurantes que reforçam a vocação da cidade para as artes e a gastronomia.

Um exemplo disso será a abertura, em 18 de outubro, da Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, a segunda maior do tipo no País. O evento, que comemora 25 anos, terá como sede principal o Museu Oscar Niemeyer, conhecido como museu do olho, por seu formato. Mas a mostra deve se espalhar por galerias e chegar até a terminais de ônibus da capital.

Curitiba, cada vez mais cultural
O Museu Oscar Niemeyer sediará a Bienal Internacional de Arte Contemporânea, a partir de 18 de outubro. Crédito da foto: Divulgação / Instituto Municipal de Turismo

A cidade mais populosa do Paraná também é conhecida pelo cuidado com o planejamento urbano e áreas verdes. Por isso também Curitiba acabou virando um dos lugares mais procurados para o turismo no Brasil. Há quem tenha que se acostumar com o clima, que em um mesmo dia consegue atingir todas as estações do ano! São muitas as atrações que Curitiba oferece aos visitantes. Aqui estão algumas dicas para aproveitar a viagem com a família ou amigos. Confira:

Jardim Botânico – Reserve o primeiro dia na cidade para conhecer um dos principais pontos, que homenageia uma das pioneiras no trabalho de planejamento urbano da capital. O Jardim Botânico Francisca Maria Garfunkel Richibieter (nome da urbanista) foi inaugurado em 1991 e hoje é um dos lugares mais visitados de Curitiba.

Curitiba, cada vez mais cultural
O Jardim Botânico é passeio obrigatório para quem visita a capital paranaense. Crédito da foto: Divulgação / Instituto Municipal de Turismo

O parque conta com área verde, além de abrigar diversas espécies de plantas do Brasil e do mundo expostas em áreas temáticas. Onde fica: rua Engo. Ostoja Roguski – Jardim Botânico (Entrada gratuita).

Museu Botânico – Localizado dentro do Jardim Botânico, o museu foi inaugurado em 1992 e oferece serviços de educação ambiental, conta com exposições e uma biblioteca destinada somente para consultas locais. Ele é o maior herbário do Estado do Paraná e um dos maiores do Brasil. Onde fica: rua Engo. Ostoja Roguski – Jardim Botânico (Entrada gratuita).

Parque MikeWood – Localizado no Bairro Cajuru, o parque que conta com oito mil metros quadrados de natureza e é uma opção para se divertir com a família. Lá pais e filhos podem brincar juntos, ter experiência com a natureza, as árvores e os animais, além de aprender sobre o meio ambiente e sua preservação. O local possui equipamentos de segurança e monitores. Onde fica: rua São Bartolomeu, 382, Cajuru.

Memorial Árabe – Com mais de 140 metros quadrados de área, o Memorial tem o formato de um cubo e está colocado sobre um espelho d’água. No seu interior sob um pedestal de mármore, está a escultura representativa do escritor Gibran Kalil Gibran. O espaço homenageia a cultura do Oriente Médio, e funciona como biblioteca especializada. Onde fica: praça Gilbran Khalil. (Entrada gratuita). (Da Redação, com informações da Folhapress)

fonte: https://www.jornalcruzeiro.com.br/suplementos/turismo/curitiba-no-parana-e-um-destino-cada-vez-mais-cultural/

Recife dá continuidade ao Plano do Turismo Criativo

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução/ Legendagem de Documentários em Recife nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Para fortalecer a criação de ideias inovadoras para o setor turístico da cidade, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer está construindo o Plano do Turismo Criativo do Recife. A promoção de Oficinas Ideativas é o próximo passo desse processo.

Representantes dos segmentos de design, moda, artes visuais, música, gastronomia, literatura, poesia, teatro, serviços turísticos, entre outros podem se inscrever para colaborar na concepção de ideias para tornar o turismo recifense ainda mais atraente. A programação acontece desta quarta (12) a sexta (14) e do dia 17 ao 19 deste mês, no Cesar School.

Nesta semana, os participantes irão discutir sobre como os segmentos em que atuam podem contribuir para deixar a cidade mais encantadora, em relação a atrativos, equipamentos, eventos culturais, ícones e símbolos. Também serão tratadas questões de marketing, promoção e infraestrutura. Já na próxima semana a discussão será sobre o fortalecimento da comunicação junto ao público do Turismo Criativo, sobre a governança turística e integração de processos e produtos.

Em um grupo de 20 a 30 pessoas, cada oficina vai tratar de um eixo específico. Depois de concluída essa etapa, as ideias serão sistematizadas, analisadas e, posteriormente, consultores especializados farão a redação do plano. O documento será validado junto aos participantes do Rec’n’Play e lançado oficialmente em um evento internacional, nos dias 7 e 8 de dezembro.

Etapas anteriores
De junho a agosto, um grupo de trabalho composto por técnicos de turismo do poder municipal, do meio acadêmico, do Sebrae e empreendedores da área se reuniu para planejar e discutir ações, estratégias, conceitos e processos metodológicos. Ao final do processo, geraram etapas de trabalho de construção conjunta com a sociedade.

Em agosto foi dado o pontapé inicial dos debates. No dia 7, vários representantes dos diversos segmentos criativos do Recife foram convidados a participar de um evento de abertura oficial do processo. A solenidade, que aconteceu no auditório do Cais do Sertão, foi gratuito e apresentou a ideia para a sociedade, com o objetivo de mobilizar e engajar os presentes no processo de construção do plano.

fonte: https://www.destakjornal.com.br/cidades/recife/detalhe/recife-da-continuidade-ao-plano-do-turismo-criativo

Romário diz que pretende alavancar o turismo no RJ investindo no setor e melhorando a segurança

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução/ Legendagem de Programas de Televisão no Rio de Janeiro nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

O senador Romário, candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo Podemos, esteve, nesta quinta-feira (6), no bairro da Lapa, no Centro da capital, onde distribuiu santinhos, tirou fotos com pedestres e saudou quem passava de carro pelo local.

O ex-jogador falou sobre os seus planos para revitalizar o turismo no estado do Rio de Janeiro. Segundo Romário, será preciso aumentar os investimentos no setor e a garantir maior segurança para moradores e visitantes.

“Com parcerias com municípios a gente vai atrair de novo esses turistas. A gente tem que diminuir a violência e a gente vai fazer isso através de um policiamento ostensivo. A nossa Policia Federal, a nossa Policia Militar e Civil, com inteligência e investigação. Assim vamos fazer um brilhante trabalho a partir de janeiro aqui no Rio. Vamos devolver à população e ao turista a segurança de estar num estado maravilhoso”, disse Romário.

fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/eleicoes/2018/noticia/2018/09/06/romario-diz-que-pretende-alavancar-o-turismo-no-rj-investindo-no-setor-e-melhorando-a-seguranca.ghtml

Academia Visite São Paulo realiza debate sobre segurança em hotéis

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução de Monografias em São Paulo nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

A Academia Visite São Paulo, núcleo de cursos e palestras do São Paulo Convention & Visitors Bureau, realizou na manhã desta segunda-feira (10) a palestra “Segurança nos Hotéis”, com a Delegada Fernanda Herbella. O encontro contou com a presença de gerente gerais de hotéis associados, chefes de recepção, gerentes e sub-gerentes de segurança e membros da Polícia Militar.

“É uma pauta de primeira importância que proporciona um debate rico. É essencial trabalhar de forma preventiva para que se desenvolva cada vez mais a melhor imagem do destino”, comentou Toni Sando, Presidente Executivo do Visite São Paulo.

Durante o módulo, a Delegada Herbella abordou legislação, dicas de ferramentas digitais que auxiliem na garantia da segurança, como o Sinesp Cidadão, comportamento comum em fraudes, orientações que devem ser dadas aos hóspedes e mais. “Passar por um furto é uma experiência que pode estragar a viagem do visitante”, detalhou.

A Delegada Fernanda Herbella é Titular do Aeroporto de Congonhas da Deatur, Delegacia de Atendimento ao Turista, e representante da Secretaria de Segurança Pública do Conselho Municipal de Turismo. Criou também a Câmara de Segurança para o Turismo. Contribuiu para o debate o Coronel da Polícia Militar Temístocles Telmo Ferreira Araújo sobre a importância da atitude preventiva.

fonte: https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/hotelaria/academia-visite-sao-paulo-realiza-debate-sobre-seguranca-em-hoteis/

Joinville é destino de qualidade para viagem de final de ano

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução de Documentos Técnicos em Joinville nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Quem vai viajar durante as férias de fim de ano já tem que começar a se planejar. Em Joinville, por exemplo, existem passeios bacanas que podem ser realizados em apenas um dia: isso é ótimo para quem está só de passagem, quer conhecer a cidade e não tem muito tempo de sobra. São atrações culturais, gastronômicas, ecológicas e até de aventura com valores acessíveis e, algumas, gratuitas.

O primeiro lugar é o Parque Expoville Atividades, passeio ideal para ser realizado com família e amigos. São mais de 150 mil m² de área com árvores e lagoas. O local possui mais de dez atividades com valores acessíveis, a partir de R$ 7, além de atrações gratuitas. No local estão disponíveis brinquedos infláveis, futebol de sabão, tobogã e camas elásticas, além de aluguel de bicicletas, carrinhos de rolimã elétricos e minibugues.

Dentro do parque, existe o tradicional cartão-postal da cidade, o Moinho XV de Novembro. Desde 2014, após ser revitalizado, funciona no local o restaurante da Opa Bier, que oferece hambúrgueres com receitas autorais, porções e pratos da culinária alemã, além de chopes e cervejas artesanais produzidas em Joinville.

O Mirante de Joinville também é uma opção. Trata-se de uma estrutura de 14,5 metros localizado no Morro da Boa Vista. Do local é possível ter vista de 360° da cidade. São 600 metros de extensão. Na região do Piraí, dá para encontrar montanhas, cachoeiras, rios e vastos arrozais. A última dica é o Parque Zoobotânico, no Morro do Boa Vista, que tem trilha ecológica e exposição de 160 animais.

fonte: https://metronews.com.br/turismo/joinville-e-destino-de-qualidade-para-viagem-de-final-de-ano

Turismo no Rio de Janeiro ganha destaque na revista do The New York Times

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea no Rio de Janeiro nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Revista do grupo especializada em estilo de vida dá dicas de visita e apresenta a arquitetura, a gastronomia e a cultura vigente da capital fluminenseRevista especializada em estilo de vida dá dicas de visita e apresenta a arquitetura, a gastronomia e a cultura vigente da capital fluminense

De parques historicamente preservados a obras de arquitetura modernista, a revista eletrônica do jornal The New York Times apresenta o Rio de Janeiro e mostra dicas do que conhecer e onde ficar na “amada cidade brasileira”, como apontou a publicação. A The New York Times Style Magazine destacou, ainda, as obras arquitetônicas de Oscar Niemeyer, afirmando que a capital é “o berço do grande arquiteto modernista, que projetou vários prédios monumentais, bem como um punhado de residências particulares por toda a cidade”.

Além da arquitetura, a publicação descreveu importantes estabelecimentos da cidade e lugares para apreciação de arte e cultura. O Museu de Arte Contemporânea de Niterói, Museu de Arte Moderna (MAM), Mosteiro de São Bento, Parque Lage, Sítio Roberto Burle Marx, Instituto Moreira Salles e a Casa das Canoas fazem parte da lista dos atrativos que a revista indicou para os leitores, no nicho cultural.

De acordo com o Anuário Turístico do Ministério do Turismo, dos 475 mil norte-americanos que visitaram o Brasil em 2017, 135 mil turistas desembarcaram no estado do Rio de Janeiro. Para a presidente da Embratur, Teté Bezerra, publicações como a do jornal estadunidense são fundamentais para mostrar o destino e reforçar a importância de atrair mais visitantes para o Brasil. “A comunicação digital tem um alcance muito maior, fazendo com que mais pessoas conheçam e se interessem pelos destinos e atrativos turísticos brasileiros. O Rio de Janeiro, para o turista estrangeiro, é considerado o principal cartão postal no Brasil, por isso, destacamos esse importante registro da imprensa norte-americana”, afirmou.

fonte: https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/destinos/turismo-no-rio-de-janeiro-ganha-destaque-na-revista-do-the-new-york-times/

15 lugares incríveis que fazem os joinvilenses se orgulharem da cidade

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Joinville nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Que Joinville é uma cidade maravilhosa todo mundo já sabe, mas você já visitou todos os locais de tirarem o fôlego que existem no município?

Sendo a cidade mais populosa de Santa Catarina, Joinville é um dos principais destinos para quem quer conhecer um pouco mais sobre a cultura, arquitetura e culinária alemã.

Leia mais: 10 lugares incríveis para tomar café em Joinville

Separamos aqui alguns dos principais pontos turísticos que você não pode deixar de conhecer, e se já conhece, aproveitar pra dar mais uma passada por lá. Aposto que vai se surpreender novamente.

1. Baía Babitonga

A Babitonga é a maior baía navegável do Estado de Santa Catarina, com 24 ilhas.

Lá é possível passear de balsa para contemplar a paisagem que esse lugar maravilhoso oferece.

Foto Divulgação/Internet

Os turistas também podem apreciar um passeio de barco que passa por 14 ilhas e aproveitar a parada de 1h30 no Centro Histórico de São Francisco do Sul.

2. Escola do Teatro Bolshoi (Festival de Dança)

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil foi inaugurada em março de 2000 e é a única filial do famoso Teatro da Rússia.

Quem tiver interesse em conhecer basta agendar por telefone. O tour é guiado e mostra a estrutura do lugar, além de contar um pouco da história dos alunos e professores.

Foto Nilson Bastian/Divulgação

Para quem visita a cidade em julho ainda pode conferir o festival de dança que acontece na cidade todos os anos, atraindo muitos turistas e profissionais da área.

Funcionamento: 

  • Endereço: Av. José Vieira, 315 (Centreventos Cau Hansen)
  • Horários: Diariamente às 10h e 14h30
  • Agendamento: (47) 3422-4070
  • Preço: R$ 10
  • Mais informações: Site oficial

3. Estação da Memória

O edifício que abriga um dos pontos mais visitados da cidade foi construído em 1906 e funcionou como estação ferroviária de Joinville. O prédio foi tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) em 2008, tornando-se patrimônio arquitetônico brasileiro.

O prédio da estação esteve totalmente abandonado, servindo como moradia de mendigos, traficantes, pombos e cupins por muito anos, mas foi restaurada em 2007 mantendo todos os detalhes da época que foi construída.

Foto Divulgação/Arquivo histórico de Joinville

Além da arquitetura que chama a atenção dos turistas, contando a história do local através dos trilhos e dos objetos de época, o local conta ainda com um auditório para a exibição de filmes, bares, cafeterias, lojas e área de exposição, o Museu do Ferro de Passar e ao seu lado, o armazém de cargas, construído em 1947, abriga o Museu da Bicicleta.

Funcionamento:

  • Localização: Rua Leite Ribeiro, s/nº (antiga Estação Ferroviária) – Anita Garibaldi – Joinville – SC
  • Horário de visitação: terça a domingo, 10h às 16h
  • Para mais informações: (47) 3422-5222 | estacao@joinville.sc.gov.br
  • Entrada gratuita

4. Estrada bonita

A estrada bonita foi fundada em 1885 por imigrantes que trabalhavam na construção da estrada de ferro de Paranaguá e vieram para a região instalar linhas de telégrafo. As famílias vivem até hoje no local, preservando a cultura da época.

Foto Divulgação/Internet

O ponto turístico está localizado no Distrito Pirabeiraba, às margens da BR-101 e atrai turistas que buscam apreciar belezas naturais ou conhecer um pouco mais a região que lembra um vale de colonizadores alemães, principalmente por sua arquitetura característica e seus produtos coloniais.

Também é possível passear por algumas propriedades, tomar banho nas águas que descem as montanhas e visitar o museu rural.

Funcionamento:

  • Endereço: Estrada Bonita, Rio Bonito – Pirabeiraba
  • Horário de funcionamento: Sempre aberto
  • Para mais informações: (47) 3646-1271 | estradabonita.com.br

5. Mirante

A estrutura encontra-se no ponto mais alto do Morro da Boa Vista, na região central de Joinville. Com quase 250 metros de altura, é possível visualizar quase todos os bairros da cidade e ainda apreciar a linda paisagem da Baía da Babitonga.

Foto Divulgação/Esse mundo é nosso

Quem visita o local ainda pode percorrer uma trilha em meio a Mata Atlântica.

Funcionamento:

Endereço: R. Pastor Guilherme Rau – Saguaçu
Horários: Diariamente, das 7h às 19h
Entrada: Gratuita

6. Morro do Finder

Um dos locais mais visitados pelos amantes das paisagens naturais, o local conta com aproximadamente 50 mil metros quadrados de área de preservação de espécies ameaçadas de extinção, algumas nascentes e uma bela paisagem com vista panorâmica para Baía Babitonga.

Foto Divulgação/Wikiparques

O visitante pode chegar ao local a pé ou de bicicleta, onde encontrará trilhas, grutas, nascentes e lagos.

Funcionamento:

  • Morro do Iririú, Bairro Iririú.

7. Museu Arqueológico do Sambaqui 

É considerado referência em preservação do patrimônio arqueológico brasileiro e na produção de conhecimentos sobre povos construtores de sambaquis, que viveram na região a mais de 5 mil anos.

O museu foi criado em 1969, mas o prédio que hoje é sede do museu foi inaugurado em 1972 com cerca de 45 mil artefatos que evidenciam a cultura e o estilo de vida do povo sambaquiano.

Foto Divulgação/Internet

Entre as peças estão ossos dos indivíduos, pontas de flechas esculpidas em quartzo, animais esculpidos em pedras, utensílios e ferramentas de fibras vegetais trançadas a mais de 3 mil anos.

Funcionamento:

  • Localização: Rua Dona Francisca, 600 – Centro – Joinville – SC
  • Horário aberto ao público: terça a domingo, 10h às 16h
  • Para mais informações: (47) 3433-0114 | sambaqui.adm@gmail.com
  • Entrada gratuita

8. Museu da Imigração e colonização

O museu guarda objetos e documentos relacionados ao processo histórico de imigração e colonização do sul do país. O prédio foi projetado em 1870 para servir como administração da Colônia Dona Francisca e foi tombado pelo Iphan em 1939.

Foto Divulgação/Solotudo

O local é dividido em quatro espaços de exposição:

  •  O Casarão principal, antiga residência e sede da Colônia Dona Francisca foi construído em 1870. Com mais de 850 m², o prédio conta com exposições nos três pisos, onde o visitante pode conferir um pouco da arquitetura e decoração utilizados na época.
  • O Galpão de Tecnologia Patrimonial foi construído em 1963 e possui aproximadamente 280 m². Apresenta maquinários de trabalho dos imigrantes germânicos e também dos luso-brasileiros e açorianos que viviam na região de Joinville.
  • O Galpão de Transportes foi construído em 2006, possui mais de 250 m² contém vários meios de transporte usados na região. Conta com carroças usadas na segunda metade do século XIX e outras que circularam até a década de 1970.
  • O último espaço pertence a administração, antigo escritório do representante dos Príncipes e, mais tarde, dos Procuradores de seus herdeiros. Contém área de 66 m² e foi inaugurado em 1907.

Funcionamento: 

  • Localização: Rua Rio Branco, 229 – Centro – 89201-080, Joinville – SC
  • Para mais informações: (47) 3422-2154 | arquivohistorico@joinville.sc.gov.br
  • Entrada gratuita

9. Museu de arte de Joinville 

O museu de Arte de Joinville foi inaugurado em 1976 para abrigar exposições e manifestações de artistas da cidade, conta com aproximadamente mil obras de colaboradores locais, estaduais, nacionais e internacionais.

A construção tem mais de 150 anos e foi tombada como patrimônio histórico, sendo uma das mais antigas de alvenaria em Joinville.

Foto Divulgação/Secretaria de Turismo de SC

Antigamente a casa pertencia ao imigrante alemão Ottokar Doerffel, primeiro prefeito de Joinville e criador do primeiro jornal da cidade, na segunda metade do século XIX.

Funcionamento:

  • Localização: Rua XV de Novembro, 1400 – América, Joinville – SC
  • Horário de visitação: terça a domingo, 10h as 16h
  • Para mais informações: (47) 3433-4677 | maj@joinville.sc.gov.br
  • Entrada gratuita

10. Parque da Caieira

O parque tem como objetivo principal a preservação e conservação do patrimônio cultural e natural, mas isso não quer dizer que você não possa apreciar o local.

Foto Divulgação/Curta Joinville

Localizado no bairro Adhemar Garcia, às margens da Lagoa do Saguaçu e com aproximadamente 1,27 km², o parque oferece trilhas ecológicas realizadas nas terças-feiras, mediante agendamento.

Funcionamento:

  • Aberto todos os dias, 7h às 19h.
  • Telefone: (47) 3454-9018

11. Parque Porta do Mar

Inaugurado em junho de 2014, o parque está localizado à margem da Lagoa do Saguaçu. O destaque do local é o Trapiche com 126 metros de extensão, a estrutura conta com uma parte fixa e outra flutuante para possibilitar a atracação de embarcações.

Foto Divulgação/Teu mundo, nosso mundo

Além disso, o equipamento conta com duas praças, uma delas com deck para o visitante apreciar a vista e outra com equipamentos de ginástica.

12. Parque zoobotânico

Anexo ao mirante, o parque foi inaugurado em 1995 após uma reivindicação dos moradores e conta com uma área de 17 mil m².

Foto Divulgação/Mapio net

O parque traz a fauna e a flora da Mata atlântica e atualmente estão no local mais de 200 animais de espécies diferentes, além de conter uma área para recreação infantil, trilhas, quiosques e auditório para eventos.

Funcionamento:

  • De terça a domingo, das 9 às 18 horas
  • Rua Pastor Guilherme Rau, 462 – Saguaçu
  • Fone: (47) 3431-5016

13. Pórtico 

O Pórtico do Joinville é outro importante cartão-postal da cidade e recebe muitos turistas. O local é a principal entrada do município e foi construído em estilo enxaimel, influenciado pelas culturas alemã e holandesa.

Foto Divulgação/Viagens e caminhos

O local foi inaugurado em 1979, durante uma das edições da Festa das Flores. Ao lado do pórtico os visitantes podem conhecer o moinho, onde funciona um restaurante e a choperia Opa Bier. O local também é a sede da Secretaria Municipal de Turismo.

14. Praia da Vigorelli

É parte da Baía Babitonga e acessível apenas por estrada de chão, a Praia da Vigorelli não é como as outras, a água é classificada como imprópria para banho, por isso quem quiser visitar precisa se contentar em apenas apreciar a vista e aproveitar os restaurantes em seu entorno.

Foto Divulgação/Internet

Além de curtir a brisa do mar, também é possível fazer passeios de barco ou balsa por lá. A balsa, faz a travessia da cidade de Joinville até a Vila da Glória em São Francisco do Sul.

Funcionamento: 

  • Endereço: Estrada João de Souza Mello e Alvim, s/n° – Vila Cubatão

15. Rua das Palmeiras

Um dos principais cartões postais de Joinville, a Rua das Palmeiras está localizada no centro da cidade e se tornou uma parada obrigatória para os turistas.

Foto Divulgação/Solotudo

A rua conta com 89 palmeiras imperiais, sendo que as 56 primeiras foram plantadas em 1873, e conecta a rua principal do centro até a rua do Príncipe com o Museu da Imigração.

fonte: https://ocp.news/especiais/15-lugares-incriveis-que-fazem-os-joinvilenses-se-orgulharem-da-cidade

Com turismo diversificado, Curitiba deixa de ser ‘uma só’

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Aos poucos, Capital vê nichos do mercado com mais espaços e virando referência nacional
Com turismo diversificado, Curitiba deixa de ser 'uma só'
Museu Oscar Niemeyer é um dos atrativos do turismo cultural da cidade (Foto: Franklin de Freitas)

Curitiba, cidade modelo e capital ecológica. Mas a referência, se for para falar de turismo, poderiam ser outros: capital cultural, capital gastronômica, capital do Natal, cidade dos eventos, entre outros.
Conhecida por abrigar boas soluções de planejamento urbano, a capital paranaense tem se destacado cada vez mais no setor turístico. E isso acontece nas mais diferentes áreas, ajudando a incrementar a média de visitação à cidade, que atualmente recebe cerca de 3,72 milhões de visitantes por ano.
A parte ecológica, por exemplo, sempre foi o ponto forte do turismo na cidade. O principal destaque vem das áreas verdes, com 1.032 praças e jardinetes, 27 parques e 16 bosques. Juntas, essas áreas ocupam um espaço de 12.980.834 metros quadrados no município (ou 12,98 quilômetros quadrados de um total de 434.967 km² do município).
Outra área em que o turismo curitibano já se firmou como tradição e referência é o Natal. No ano passado, por exemplo, a festividade contou com atrações como a tradicional Feira Especial de Natal, apresentações musicais em diversos pontos da cidade e o Palácio Encantado, no Palácio Avenida, que irá para sua 28ª edição.
Mas para incrementar ainda mais o Natal curitibano deste ano, Curitiba irá ganhar um novo espetáculo grandioso: a Parada de Natal do Batel, que será realizada na Avenida do Batel, num percurso de aproximadamente 750 metros (trajeto que equivale a extensão do sambódromo carioca). As apresentações serão gratuitas e ocorrerão a partir do final de novembro até a véspera de Natal.

Opções de gastronomia e cultura começam a despontar no cenário
Se os três segmentos citados já são há algum tempo destaques do turismo curitibano, nos últimos anos a cidade tem se destacado em outras áreas, como o turismo cultural e o gastronômico. Galerias, museus, feiras, novos restaurantes e bares têm reforçado a vocação da cidade para as artes e a boa comilança.
Em 18 de outubro, por exemplo, terá início a Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, a segunda maior do país. O evento, que está completando 25 anos em 2018, terá como sede o Museu Oscar Niemeyer.
De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Curitiba é hoje a quinta capital brasileira com maior número de museus. São 76 espaços na Capital, que possui um museu para cada 25,1 mil habitantes. Apenas São Paulo (168), Rio de Janeiro (154), Porto Alegre (78) e Salvador (80) ficam na frente, considerando o número absoluto.
Do lado de fora dos museus, a veia artística da cidade se revela nos murais e grafites espalhados pelo Centro. Na Rua São Francisco e no largo do Paço, por exemplo, é possível apreciar obras de artistas locais, como Rimon Guimarães, Maciel e Felas, e a suíça Mona Caron.
Depois do passeio cultural, uma visita a um bar ou a um restaurante. O setor da cerveja artesanal está numa crescente e Curitiba vem se tornando referencial: são pelo menos 33 cervejarias artesanais e no ano passado foi criado o Beer Tour Curitiba, com passeios mensais pela cidade que incluem degustação da bebida, guia cervejeiro, almoço e visitação às fábricas.
Na Região Metropolitana há ainda várias vinícolas, que contam com um ambiente favorável, locais agradáveis para se passar o dia. Um exemplo é o Caminho do Vinho, localizado em São José dos Pinhais e classificado pelo Ministério do Turismo como um achado rural do Paraná. No local, o turista irá s deparar com um cenário bucólico, repleto de vinícolas, cafés coloniais e restaurantes
Além disso tudo, a cidade também se destaca no turismo de negócios, que todos os anos atrai mais de 200 eventos e 350 mil turistas para a cidade. Em 2017, inclusive, a capital do Paraná foi o o terceiro destino mais procurado por estrangeiros que vieram ao Brasil fazer negócios ou participar de eventos e convenções no ano passado. Perdeu somente para São Paulo e Rio de Janeiro.
Pesquisa do Ministério do Turismo confirma a forte vocação de Curitiba para o turismo de negócios. Esse segmento foi a motivação de 32,5% dos visitantes internacionais que aqui estiveram. Mais que o dobro dos 15% que buscaram a cidade tendo como interesse principal as atividades de lazer. Argentina (12,2%), Estados Unidos (11,6%), Paraguai (10,9%) e Alemanha (7,2%) foram os principais países emissores.

fonte: https://www.bemparana.com.br/noticia/com-turismo-diversificado-curitiba-deixa-de-ser-uma-so

Fundação de Esportes de Londrina apresenta projetos

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Londrina nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, participa nesta segunda-feira (27) da assinatura dos Termos de Colaboração com os projetos que serão patrocinados pelo Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE). O presidente da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), Fernando Madureira, estará presente na solenidade, assim como os proponentes dos projetos aprovados. A assinatura dos Termos de Colaboração será às 10 horas, na Sala de Reuniões da FEL, localizada na Rua Gomes Carneiro, 315, no Ginásio Moringão.

Gustavo Carneiro/Grupo Folha

Para este segundo edital do FEIPE de 2018, o Município disponibilizou investimentos na ordem de R$1.327.500,00. Foram aprovados e classificados 17 projetos, nos programas de formação esportiva da juventude, incentivo ao desenvolvimento do esporte adulto, modalidades esportivas alternativas, e apoio às ligas londrinenses. Os esportes que receberão recursos do FEIPE através do 2º edital são o rugby, voleibol, taekwondo, badminton, handebol, judô, natação, tênis, futsal, triathlon, futebol americano e futebol.

JOJUPS – Em seguida, haverá a apresentação da delegação londrinense que participará dos Jogos da Juventude do Paraná. São cerca de 400 pessoas, entre atletas e integrantes de equipes técnicas, e todos são patrocinados pelo FEIPE.

O presidente da FEL destacou que a apresentação foi um pedido do prefeito Marcelo, para desejar boa sorte aos atletas da cidade. “Como já passei pelas duas experiências, de ser atleta e técnico, sei que para eles será muito importante ter esse contato com o prefeito, que se importa muito com o bom andamento do trabalho deles nos jogos”, explicou. Os Jogos da Juventude serão realizados de 7 a 15 de setembro, em Toledo. O evento é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo (SEET), em parceria com a Prefeitura de Toledo.

Lançamento – Na ocasião, também será realizado o lançamento oficial do projeto Esporte Para Toda Vida, que disponibilizará aulas gratuitas de futsal e handebol às crianças e adolescentes. A iniciativa, desenvolvida pela SEET, irá ocorrer em Londrina no Centro Esportivo Maria Cecília e no Moringão.

Madureira agradeceu ao governo do Estado por incluir Londrina entre as primeiras cidades a receber o projeto. “Esse programa, que é inédito no município, já irá iniciar as atividades assim que forem fechadas as turmas. É uma proposta muito bacana para ampliarmos o atendimento nos bairros, e esperamos poder aumentar esse projeto para que seja realizado em mais regiões da cidade”, frisou.

fonte: https://www.bonde.com.br/esportes/outras-modalidades/fundacao-de-esportes-de-londrina-apresenta-projetos-482261.html

Estudo sobre cidades de fronteira mostra desafios para Foz

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Foz do Iguaçu nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Com melhor desempenho nos índices sociais e econômicos a cada ano, o desafio para o desenvolvimento de Foz do Iguaçu é seguir fomentando atividades como turismo, educação, comércio exterior e medicina. Essa é a análise do economista Luciano Barros, presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF).

O instituto acaba de publicar o Diagnóstico do Desenvolvimento das Cidades Gêmeas do Brasil, estudo que teve uma primeira edição em 2014. O levantamento está sendo entregue aos candidatos a presidente da República e a governador do Paraná e de outros estados, para que eles tenham em mãos dados e conheçam a realidade das fronteiras brasileiras.

O diagnóstico apresenta uma radiografia a partir de dados e informações oficiais dos eixos de desenvolvimento das 32 cidades gêmeas no Brasil, quatro delas do Paraná: Foz do Iguaçu, Barracão, Santo Antônio do Sudoeste e Guaíra. O estudo aborda as áreas de educação, saúde, economia, segurança pública e desenvolvimento humano.

Cidades gêmeas, informa o Idesf, são definidas pelo Ministério da Integração como sendo os municípios com mais de 2 mil habitantes, localizados em áreas de fronteira seca ou fluvial. Essas localidades apresentam grande potencial de integração econômica e cultural.

Em sua interpretação sobre o momento de Foz do Iguaçu, Barros faz uma relação entre a melhora dos indicadores e a mudança do perfil socioeconômico. A expansão do turismo elevou a formalidade do trabalho. O PIB (Produto Interno Bruto) per capita subiu de R$ 33 mil ao ano para R$ 45 mil. Entretanto, cita o economista, 68% das pessoas entre 15 e 65 anos trabalham na informalidade em Foz do Iguaçu.

Luciano Barros – “O caminho para o desenvolvimento é manter o foco nas atividades de vocação da região” 

Refletindo sobre os dados coletados pelo IDESF, Barros diz que o melhor desempenho social e econômico da cidade é resultado principalmente da expansão do segmento turístico. “Atribuo a melhora ao turismo, com o aumento dos leitos de hotel e dos empregos formais, que há dez anos apresentava mais de 70% de informalidade. Melhorou um pouco [formalização do trabalho], e o PIB já subiu significativamente”, avalia.

Desafios e representatividade 

Para o presidente do IDESF, Foz do Iguaçu precisa de representatividade política para atrair novos investimento e se tornar referência regional. “Ainda temos dependência financeira de 56% dos governos federal e estadual. Para mudar essa realidade, precisa-se de investimento privado – gerar mais riquezas”, aponta Luciano Barros.

“O caminho para o desenvolvimento é manter o foco nas atividades de vocação da região, como o turismo, ensino, comércio exterior, medicina”, acredita. “Somente com a formalização da economia é que as fronteiras terão condições de se desenvolver como um todo”, completa.

Na análise de Barros, o novo modelo de negócio em torno das chamadas free shops poderá ser um indutor à economia iguaçuense. “O momento é sensacional, pois temos as lojas francas que virão para incrementar a economia. Para isso temos que estar preparados para fazermos o melhor”, finaliza.

Clique para ler o estudo do IDESF na íntegra

Cidade gêmea Foz do Iguaçu: alguns dados:

PIB per capita e trabalho formal

No Diagnóstico do Desenvolvimento das Cidades Gêmeas do Brasil, Foz do Iguaçu se destaca pelo aumento do PIB per capita. Esse indicador passou de R$ 33.079,46 em 2015 para R$ 45.493,61. Em relação à informalidade do trabalho, o estudo mostra estagnação.

O índice de trabalhadores com carteira assinada evoluiu de 32,70% para 32,78%, de 2015 para 2016, ante uma população economicamente ativa de 185.162 e 186.630 pessoas respectivamente.

Receitas

As receitas municipais melhoraram, conforme o IDESF. Em 2015, a arrecadação total foi de R$ 736.968.324,62, passando para R$ 798.283.737,86 em 2016. A receita arrecadada per capita foi de R$ 2.793,85 para R$ 3.024,78. Os números demonstram que a participação percentual (receita x PIB) em Foz do Iguaçu foi de 6,14% em 2016.

Vida financeira

Conforme o IDESF, Foz do Iguaçu possui dependência financeira dos governos estadual e federal. Em 2016, a taxa de transferências estaduais e federais foi de 56,28%. Significa que a cidade possui o índice de independência de 43,72%.

Mortes

Os homicídios cometidos em Foz do Iguaçu reduziram, passando de 41,32 para 37,51, no comparativo entre 2015 e 2016, para cada grupo de cem mil habitantes. Igualmente, as mortes por armas de fogo caíram de 36,39 para 31,07 a cada cem mil habitantes.

Desenvolvimento humano 

O IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano) iguaçuense foi de 0,751 em 2016. Essa referência foi de 0,748 na renda, 0,858 na longevidade e 0,661 na educação.

Capa do estudo do Idesf sobre cidades gêmeas

 

fonte: https://www.h2foz.com.br/noticia/estudo-sobre-cidades-de-fronteira-mostra-desafios-para-foz

Arte com tiras de papel, quilling ganha adeptos em São Paulo

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em São Paulo nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 É de muita leitura a rotina do advogado Gabriel Salles, de 32 anos. Há quatro meses, para “aliviar o estresse”, ele procurava uma atividade para as horas vagas. Encontrou, por sugestão da mãe, Maria Luísa, de 60 anos, que é artesã, uma técnica que até então desconhecia: o quilling.

“Ela achou que eu pudesse me interessar, porque o quilling trabalha um pouco com dobradura de papel, lembra um pouco origami”, diz.

O quilling é uma arte manual que faz espirais em fitas de papel para criar desenhos em relevo. Aos poucos, ganha espaço no Brasil, embora seja mais conhecida na China e nos Estados Unidos.

Entre julho e agosto deste ano, a técnica foi tema de ao menos quatro oficinas em São Paulo, com custo que varia entre R$ 150 e R$ 360 para apenas um dia de aula. “Exige um pouco de paciência, mas é super gostoso. Você vai fazendo, o tempo vai passando, e você nem percebe”, descreve Salles.

O novo hobby deu “tão certo” que o advogado enviou a primeira peça, um cartão, para a mãe, como forma de agradecimento.

Artesã e professora de quilling, Fabíola Silva, de 34 anos, viu o crescimento da técnica no País de perto. “Aprendi de forma autodidata (há 12 anos). Na época, não tinha curso”, conta.

Há dois anos, ela deixou a carreira na publicidade para se dedicar às artes manuais e criar a marca Laço do Infinito Handcraft. Fabíola leva de quatro a cinco dias, em média, para fazer apenas uma peça. “Quilling é ‘arteterapia’. É um trabalho de concentração, de paciência, é colado tirinha por tirinha. Brinco que é a técnica de enrolar e beliscar, de enrolar as espirais e beliscar com as mãos para deixar o modelo do jeito que quiser.”

Segundo a artesã Denise Dick, de 30 anos, letras e mandalas são os tipos de desenhos mais procurados. Ela afirma que a técnica cresceu junto com a popularização do lettering (prática de desenhar letras). Outra vantagem do quilling é o baixo custo dos materiais, porque são utilizados basicamente papel e cola. “Está uma onda bem forte. Viajo o Brasil todo para dar curso”, diz a fundadora da marca Petrichor.

Redes sociais potencializam popularização do quilling

Denise Dick reúne mais de 340 ex-alunos e praticantes de quilling em um grupo de Facebook, onde há troca de dicas e compartilhar trabalhos. Para ela, a internet e as redes sociais facilitaram a adesão. “Antes tinha pouquíssimo material em Português.”

Grande parte dos novos adeptos, contudo, vem do Instagram. A comerciante Claudia Sandes, de 51 anos, por exemplo, costumava se considerar “muito ativa” para trabalhos manuais, até ver uma postagem sobre quilling. Ao saber que haveria uma aula para iniciantes em São Paulo, saiu de casa na mesma hora para não perder a oportunidade. “Me ajudou demais emocionalmente. É uma coisa que me enche os olhos e acalma a minha alma”, conta ela, que está em tratamento contra um câncer.

Formada em Turismo, Kamila Amarante, de 40 anos, viu no quilling um novo hobby. Ela já foi adepta do bordado, da pintura e de livros de colorir. Ela diz que a técnica ajuda a lidar com a depressão, diagnosticada há dois anos. “No meio do tratamento, era necessário me focar em coisas que gostava, e descobrir esse hobby novo me ajudou muito”, conta.

fonte: https://www.terra.com.br/noticias/brasil/cidades/arte-com-tiras-de-papel-quilling-ganha-adeptos-em-sao-paulo,61714f149d70de86ca20f7a678521d6cnuslsb3r.html

Aeroporto Internacional de Cuiabá fornece wi-fi gratuito

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Cuiabá nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Desde  agosto, o Aeroporto Internacional de Cuiabá/Marechal Rondon-Várzea Grande (MT) conta com nova rede de Wi-Fi gratuita. Serviço é disponível por até uma hora, para todos os usuários que passam pelo terminal.

A facilidade faz parte do contrato firmado entre a Infraero e a empresa norte-americana Boingo Wireless (NASDAQ: WIFI). As duas entidades foram selecionadas para a ação após a apresentação da oferta conjunta à licitação conduzida pela Infraero.

A solução pretende atender à demanda por conectividade do passageiro com maior velocidade e qualidade durante a espera do voo. Os anúncios com a novidade já estão em todo o terminal. Local tem capacidade para receber 5,7 milhões de passageiros ao ano. Somente em 2017, a movimentação no complexo foi de 2,8 milhões de viajantes, entre operações de embarques e desembarques. Até julho de 2018, já passaram pelo aeroporto quase 1,8 milhões de passageiros.

Os viajantes contam com um Wi-Fi gratuito e rápido patrocinado por anunciantes. Mas para quem necessitar de velocidades ainda maiores há a opção de assinaturas da Boingo, nas modalidades de um dia ou mensal. Até 2020, o serviço será implantado em todos os 54 aeroportos administrados pela Rede Infraero.

Além de Cuiabá, a rede Wi-Fi já está no ar nos terminais de Congonhas (SP), Santos Dumont (RJ), Recife (PE) e Curitiba (PR).

fonte: https://diariodoturismo.com.br/aeroporto-internacional-de-cuiaba-fornece-wi-fi-gratuito/

Novas rotas devem incrementar turismo em Florianópolis

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Florianópolis nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

De acordo com a Secretaria de Turismo do Estado, conversas com a Copa Airlines e a Tap estão bastante avançadas

Após ter sido privatizado pelo Governo Federal há pouco mais de um ano, o Aeroporto Internacional de Florianópolis pode passar a ligar o Panamá,  na América Central, além de ter voos diretos para a Europa, via Portugal. As novas rotas passariam a funcionar a partir do segundo semestre do ano que vem.

De acordo com a Secretaria de Turismo do Estado, conversas com a Copa Airlines e a Tap estão bastante avançadas. Em meio ao movimento, a Floripa Airport, concessionária do Aeroporto, entregará um novo terminal mais amplo e moderno em julho de 2019.

A expectativa é que o crescimento da área impacte diretamente na demanda por turistas estrangeiros, afetando na outra ponta a rede de hotéis em Florianópolis. A chegada de viajantes internacionais permanece muito forte na capital do estado de Santa Catarina, principalmente de argentinos.

Em pesquisa realizada no início do ano, 31% dos turistas preferem ficar em um hotel quando estão na cidade. A maioria, por viajar em grupo, ainda aluga casas de veraneio para estadia.

fonte: https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/novas-rotas-devem-incrementar-turismo-em-florianopolis/

Um pedaço da Holanda no Brasil, Holambra é opção de turismo o ano inteiro

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Simultânea em Campinas nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 Ruas tranquilas, arquitetura, cultura e gastronomia europeias, paisagens exuberantes e, claro, flores, muitas flores. De diversas cores, formatos e tamanhos. Assim é Holambra, um pedacinho da Holanda em terras tropicais. Única estância turística da Região Metropolitana de Campinas, a cidade de cerca de 14 mil habitantes, que ostenta o título de Capital Nacional das Flores, fica a apenas 30 km de Campinas e é uma ótima opção de passeio para quem deseja transformar um fim de semana ou feriado prolongado em uma viagem inesquecível.

Longe do calor das praias brasileiras ou do frio das montanhas, a Cidade das Flores oferece aos visitantes a oportunidade de mergulhar na rica cultura holandesa – e, ao mesmo tempo, de aproveitar a tranquilidade de um município com um dos melhores índices de qualidade de vida e de segurança do país. A influência do país europeu está em toda a parte: nas charmosas e aconchegantes ruas com casas de fachadas coloridas, no comércio, nas praças, nos atrativos turísticos.

Moinho Povos Unidos, construído há 10 anos, é o mais alto da América Latina (Foto: Alexandre Pottes Macedo)Moinho Povos Unidos, construído há 10 anos, é o mais alto da América Latina (Foto: Alexandre Pottes Macedo)

Moinho Povos Unidos, construído há 10 anos, é o mais alto da América Latina (Foto: Alexandre Pottes Macedo)

Sua arquitetura típica europeia é herança direta da imigração holandesa que aportou pela primeira vez na antiga Fazenda Ribeirão em 1948. Hoje, 70 anos mais tarde, o turista pode conhecer um pouco desta história por meio de grandes monumentos construídos em homenagem aos pioneiros holandeses, como o Moinho Povos Unidos e o Portal Turístico, localizados em acessos da cidade – além, é claro, do Museu Histórico, com amplo acervo sobre a colonização. Cartão postal da cidade, o Povos Unidos é o mais alto moinho típico da América Latina – com tamanho similar ao do Cristo Redentor no Rio de Janeiro.

A gastronomia, um dos principais atrativos de Holambra, também tem forte influência da cultura holandesa. Um festival de sabores, cores e aromas que agrada até mesmo os mais exigentes paladares está disponível a preços acessíveis nos bares, restaurantes e confeitarias que atendem visitantes das mais variadas idades e preferências.

Holambra é reconhecida nacional e internacionalmente por sua vocação para a produção de belíssimas e surpreendentes variedades de plantas. Apesar de pequena, a cidade é responsável por 40% do mercado florista do país. Belas, coloridas e encantadoras, elas podem ser encontradas na cidade em espaços públicos, em modernas estufas, nos campos de produção e também em grandes centros de compras espalhados pela cidade.

Com arquitetura típica, Portal Turístico dá boas-vindas a quem visita Holambra (Foto: Alexandre Pottes Macedo)Com arquitetura típica, Portal Turístico dá boas-vindas a quem visita Holambra (Foto: Alexandre Pottes Macedo)

Com arquitetura típica, Portal Turístico dá boas-vindas a quem visita Holambra (Foto: Alexandre Pottes Macedo)

Mas não é só na Primavera que a cidade merece uma visita. Durante o ano inteiro a cidade mais holandesa do Brasil sedia eventos esportivos, culturais, artísticos e de lazer – como a Expoflora, o Dia do Rei e a Corrida na Lama – que abrem as portas do município a pessoas de diversas partes do Brasil e do mundo com festas tradicionais, grandiosas e divertidas que mobilizam e fascinam centenas de milhares de pessoas todos os anos.

Não por acaso, no último ano a cidade foi listada como um dos 5 destinos “tendência” para 2017 pelo Booking.com, um dos mais relevantes portais de viagens do mundo.

Deck do Amor, com espaço dedicado a cadeados, é opção de passeio para casais apaixonados (Foto: Alexandre Pottes Macedo)Deck do Amor, com espaço dedicado a cadeados, é opção de passeio para casais apaixonados (Foto: Alexandre Pottes Macedo)

Deck do Amor, com espaço dedicado a cadeados, é opção de passeio para casais apaixonados (Foto: Alexandre Pottes Macedo)

O que visitar em Holambra?

  • Moinho Povos Unidos
  • Portal Turístico
  • Deck do Amor
  • Boulevard Holandês
  • Nossa Prainha
  • Lago do Holandês
  • Campos de Flores
  • Museu Histórico da Imigração
  • Fachadas Típicas da Expoflora
  • Praça Vitória Régia

Fachadas coloridas, arquitetura e gastronomia típicas são alguns dos principais atrativos da Capital Nacional das Flores (Foto: Alexandre Pottes Macedo)Fachadas coloridas, arquitetura e gastronomia típicas são alguns dos principais atrativos da Capital Nacional das Flores (Foto: Alexandre Pottes Macedo)

Fachadas coloridas, arquitetura e gastronomia típicas são alguns dos principais atrativos da Capital Nacional das Flores (Foto: Alexandre Pottes Macedo)

fonte: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/especial-publicitario/prefeitura-de-holambra/noticia/2018/08/21/um-pedaco-da-holanda-no-brasil-holambra-e-opcao-de-turismo-o-ano-inteiro.ghtml

Hostel no Rio de Janeiro é considerado o melhor do país

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Escritura Registros de Imóveis no Rio de Janeiro nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Uma pesquisa foi feita pela Hostelworld para avaliar hostels pelo mundo todo 2018. Um milhão de viajantes e hóspedes de hostels foram ouvidos e as perguntas foram baseadas em estrutura, serviços, custo-benefício, segurança, atendimento entre outros requisitos.

Público de hostels costuma ser mais jovens que procuram estadia por diárias  menores que costumam encontrar em hotéis. Há bastante tempo estes albergues deixaram de ser apenas um local simples para dormir, para se tornar um lugar confortável com serviços comparados a de um hotel, só que mais simples.

O preço para este perfil de viajante conta muito. Os hotéis em promoção passam a ser um atrativo, por isso muitas vezes a escolha de fechar um hostel para a viagem acaba prevalecendo.

No Brasil, o Discovery Hostel no Rio de Janeiro foi considerado o melhor hostel do país. Veja alguns citados por categoria:

Melhor hostel da África: The B.I.G – Cidade do Cabo, África do sul.

Melhor da América do Norte: Poco a Poco Hostel – León, Nicarágua.

Melhor hostel da Oceania: Queenstown – Nova Zelândia.

Melhore rede de Hostel: Wombats – Viena, Áustria.

Melhor hostel da Ásia: Star Hostel – Taipei, Taiwan.

fonte: http://jornaldiadia.com.br/2016/?p=470429

Estúdio Mauricio de Sousa em São Paulo abre as portas para visitantes

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Escrituras Públicas em São Paulo nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Conhecer de perto onde são criadas as histórias da Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão agora pode fazer parte do roteiro turístico de quem visita São Paulo. O estúdio Mauricio de Sousa Produções (MSP) — onde ficam os bastidores de um dos quadrinhos mais queridos do Brasil — abriu as portas para visitantes. Os apaixonados pela turminha poderão entrar no mundo das histórias e sentir a emoção de estar no local onde a criatividade é a maior ferramenta de trabalho.

A proposta faz parte das comemorações de 60 anos do estúdio que oferece aos fãs, famílias e grupos escolares uma visita guiada pela linha do tempo nas historinhas da Turma da Mônica, além de passagem pelos setores de criação e design, projetos temáticos e editorial. O visitante ainda tem a oportunidade de conhecer os processos de criação de uma história em quadrinhos e aprender um pouco mais sobre o tema.

Mais de 300 personagens

Quer conhecer a Turma da Mônica?
O cartunista MaurIcio de Sousa criou mais de 300 personagens que habitam o universo
infantil.

Fundada em 1959, a MSP é a empresa responsável por criar a menina Mônica — ícone das revistinhas e que foi inspirada na filha do cartunista criador — e mais de 300 outros personagens famosos nos quadrinhos, TV, internet, livros, cinema, brinquedos e outros produtos infantis. Juntos, os personagens de Mauricio de Sousa fazem parte do universo da literatura infantil brasileira que deixou um legado nas gerações posteriores à sua criação.

“Os mais de 300 personagens da Turma da Mônica habitam o universo de todas as crianças. Com esse enorme sucesso, é natural que fãs tenham interesse em conhecer tudo o que acontece nos bastidores. Por isso, estamos honrados em abrir as portas da nossa casa para o público. Um sonho que era de todo mundo, agora é possível para o mundo inteiro”, comemora o criador, Mauricio de Sousa.

As visitas serão realizadas sempre às terças, quartas e quintas-feiras, das 10h às 11h30 e das 14h30 às 16h, podendo ser agendadas pelo site. Cada visitação dura 90 minutos e tem capacidade de receber grupos com 40 pessoas. Os ingressos custam a partir de R$ 75 (meia-entrada), R$ 150 (inteira), com desconto para famílias ou grupos. Desconto também de 30% para pagamento com cartão específico. (Nayara Oliveira – Ministério do Turismo)

fonte: https://www.jornalcruzeiro.com.br/suplementos/turismo/estudio-mauricio-de-sousa-abre-as-portas-para-visitantes/

Parques urbanos são opção para quem quer viajar sem sair da cidade

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Sentenças de Divórcio no Rio de Janeiro nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 Os parques urbanos brasileiros são verdadeiros oásis. São cenários perfeitos pra caminhar, pedalar, praticar esportes, respirar ar puro e fazer piquenique.

É possível ouvir o canto relaxante dos pássaros, ver o colorido das ávores, das flores, da fauna e da flora. E se der sorte, terminar o dia com um fascinante pôr-do-sol. Os parques são pequenos paraísos que complementam a beleza das cidades sem esquecer o melhor do outro mundo: a natureza logo ali.

Esses são alguns dos principais parques urbanos do Rio de Janeiro:

  • Parque Laje, Rio de Janeiro: O parque, aos pés do morro do Corcovado, na rua Jardim Botânico, tem 52 hectares e foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1957 como patrimônio histórico e cultural da cidade do Rio de Janeiro. O palacete que fica no parque abriga, desde 1966, o Instituto de Belas Artes e a Escola de Artes Visuais. Desde 2004 o Parque Lage é parte do Parque Nacional da Tijuca, sob a administração do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.
  • Jardim Botânico, Rio de Janeiro: Fundado em 13 de junho de 1808 por uma decisão do então príncipe regente português D. João, o parque hoje é um órgão federal vinculado ao Ministério do Meio Ambiente e constitui-se como um dos mais importantes centros de pesquisa mundiais nas áreas de botânica e conservação da biodiversidade.

 

  • fonte: https://g1.globo.com/turismo-e-viagem/descubra-o-brasil/noticia/2018/08/20/parques-urbanos-sao-opcao-para-quem-quer-viajar-sem-sair-da-cidade.ghtml

Ricardo Balcone, diretor de turismo de Guarulhos: “o turismo é prioridade no município.”

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Atestados Médicos em Guarulhos nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

REDAÇÃO DO DT

O jovem diretor de turismo de Guarulhos, Ricardo Balcone, conversou com o DIÁRIO DO TURISMO e apresentou alguns aspectos pouco conhecidos do município e projetos de sua pasta, assumida em 2017. Bacharel em Turismo, pós-graduado em gestão de eventos e mestrando em consultoria de marketing turístico, Ricardo iniciou sua carreira profissional na Flytour, em 2004. Morou na Inglaterra durante um ano e concluiu que seu futuro era na área de eventos. Voltando ao Brasil, abriu um bar, dois restaurantes e uma casa noturna em cinco anos. Paralelamente, continuou no segmento MICE como coordenador de voluntários em São Paulo durante a Copa do Mundo (2014) e gerente de A&B nos Jogos Olímpicos (2016).

“Primeiro entendemos que deveríamos repensar o formato da diretoria e quais seriam nossa prioridades para os próximos anos. Criamos um planejamento de curto, médio e longo prazo com várias ações que já conseguimos concluir”, citou Balcone ao DT sobre seu ingresso na gestão do turismo guarulhense. A seguir,  a entrevista completa.

DIÁRIO: Apresente e nos diga como está o turismo em Guarulhos?

O turismo em Guarulhos tem como vocação negócios. Atualmente, temos 19 hotéis na cidade somando 3056 UHS, tendo 70% de ocupação. A nossa nota no Booking.com é de 8,5 e do Tripadvisor são 3,5 estrelas. Possuímos uma previsão de 41 milhões de passageiros no Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU Airport). Outro fator muito importante é que o trade turístico gera, atualmente, 31.678 empregos, tendo como salário médio 1.747,00. São os maiores empregadores no município o aeroporto, os restaurantes, a hotelaria, as agências de viagens e locadoras de veículos.



DIÁRIO: Desde quando está à frente da Diretoria de Turismo no município? Que ações têm realizado para promover Guarulhos? Já colhe resultados?

Assumi a Diretoria de Turismo de Guarulhos em janeiro de 2017. Primeiro entendemos que deveríamos repensar o formato da diretoria e quais seriam nossa prioridades para os próximos anos. Criamos um planejamento de curto, médio e longo prazo com várias ações que já conseguimos concluir. Criamos o CIT (Centro de Inteligência do Turismo) – que engloba estudo de demanda, inventário turístico e o boletim trimestral com todas as informações do trade; começamos algumas ações contínuas como o “Turismo Corporativo” – que visa levar o turista e os munícipes para conhecerem as fábricas da cidade; o “Percebendo Guarulhos” que leva as crianças até os atrativos municipais para que elas tenham uma noção maior do turismo em Guarulhos.


Além desses projetos, executamos diversos eventos por aqui tais como: Conferência de Turismo, Natal, Festa de Bonsucesso (em parceria com pasta da cultura) e diversos outros eventos. Lançamos também a Rota dos Bandeirantes – em parceria com o Governo do Estado de São Paulo – e entregamos o processo para sermos uma cidade MIT (Município de Interesse Turístico). Por fim, lançamos o site do turismo com informações do segmento no  município para que todos tenham acesso. O link oficial é: www.turismo.guarulhos.sp.gov.br  

DIÁRIO: Quais as próximas atividades para o segundo semestre?

No segundo semestre está previsto o lançamento de alguns roteiros como: religioso, histórico e gastronômico. Ainda teremos a realização do Natal no final do ano, a Conferência de Turismo, a entrega do inventário e do estudo de demanda de 2018. 

DIÁRIO: O turismo é prioridade na política municipal ou apenas uma pasta dentro da secretaria de desenvolvimento econômico?

Sim, o Turismo é prioridade no município. O prefeito Gustavo Henric Costa, o Guti, entende o Turismo como um polo gerador de emprego e renda. Por esse motivo, ele mantém o Departamento de Turismo junto à Secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação (SDCETI).



DIÁRIO: Existem parcerias do município com a GRU Airport, sociedade civil e empresas para promoção conjunta do turismo local?

Firmamos um acordo recentemente com a GRU airport para a colocação de dois PITS (Ponto de Informação Turística) no aeroporto, sendo um no Terminal 2 e outro no Terminal 3. Além disso, temos ótima relação com o GRU Convention Bureau, onde fazemos diversas ações como apoiadores e ajustamos as expectativas para que todos consigam chegar aos objetivos. Ainda com o COMTUR, temos uma relação sadia onde conseguimos debater os principais temas do trade e levar demandas para seguir o trabalho da cidade.

fonte: https://diariodoturismo.com.br/ricardo-balcone-diretor-de-turismo-de-guarulhos/

Experimento Intercâmbio inaugura agência em Porto Alegre

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Diplomas em Porto Alegre nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Porto Alegre acaba de inaugurar uma loja do braço de intercâmbio da CVC Corp, a Experimento, a primeira unidade na capital gaúcha de mais que devem chegar a partir do ano que vem, como prevê a companhia. Trata-se da 54ª loja Experimento no País, e a segunda no Rio Grande do Sul – Caxias do Sul estreou a marca no Estado.

A responsável pela loja é a ex-diretora e fundadora da World Study no Estado, Carla Mussoi, que tem mais de 20 anos de experiência no setor. “Inauguramos a loja em um momento bastante favorável, considerando que hoje em dia as famílias brasileiras identificam o intercâmbio como um importante investimento na formação de seus filhos e no seu desenvolvimento profissional. Estou muito feliz em trazer toda a expertise da Experimento para a cidade de Porto Alegre, oferecendo um atendimento personalizado e de excelência aos gaúchos”, comemora a empresária.

Atualmente, a Experimento tem dez lojas em abertura pelo Brasil. A nova unidade abre as portas na cidade nesta quarta-feira, dia 1º de agosto, na Avenida Nilo Peçanha, 1700, e já estreia oferecendo programas de 2018 e 2019, em High School, Cursos de Idiomas, Au Pair, Programas de Férias, Programas de Estudo e Trabalho remunerado, Formação Profissional e Programas Universitários.

Na última segunda-feira, a Experimento anunciou que a partir de 2019 trocará seu comando. No mesmo dia, a empresa de intercâmbio e a Rextur Advance passaram a usar o CNPJ da CVC.

fonte: https://www.panrotas.com.br/mercado/agencias-de-viagens/2018/08/experimento-intercambio-estreia-agencia-em-porto-alegre_157742.html

O Vale do Café: turismo e cultura

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Carteira de Identidade/Passaportes no Rio de Janeiro nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Uma das regiões mais emblemáticas do Estado do Rio de Janeiro é o Vale do Café. Além de percorrer cidades pitorescas e cheias de opções culturais e gastronômicas, apresenta um acervo de fazendas históricas que retratam a história do café e do negro escravizado. A visitação das mesmas, que com a decadência da venda do café e do leite se viram obrigadas a encontrar no turismo uma forma de sobrevivência, tem se profissionalizado muito nos últimos anos e investimentos foram realizados num modelo de gestão hoteleira.

Sem nenhum investimento efetivo do governo do Estado do Rio de Janeiro, os proprietários foram buscando de forma individual  e com seus próprios recursos soluções para problemas pontuais e iniciativas pioneiras, como o recém inaugurado Museu do Café, em Vassouras e um museu da escravidão, em Rio das Flores. Fora a excelência de uma agricultura sem agrotóxicos e criação de búfalos, em Barra do Pirai. Outra preciosidade são jardins musicais presentes. Enfim, algo que nos leva a uma tomada de consciência de nossa grandiosidade turística.

Preservale

Cabe aqui uma menção também ao Preservale. Trata-se de um instituto sem fins lucrativos que congrega as fazendas da região pelo trabalho e que colocou em prática nos últimos cinco anos a sinalização de parte das rodovias federais, o lançamento de uma revista para promover a região, cursos e seminários e a constante utilização das redes sociais, para promoção institucional do grande produto turístico. Tais atividades ajudaram a uma recolocação mercadológica do Vale, que já tem no seu festival de música um importante momento de venda. Essas atividades mercadológicas devem ser sempre priorizadas no sentido de tornar o Vale do Café um destino mais procurado.

As fazendas hoje realizam atividades educacionais voltadas não só para crianças dos municípios vizinhos mas para o público em geral , como forma de manter viva a história brasileira e fluminense, assim como descentralizar a oferta turística existente, com novas opções de comercialização de um turismo cultural, responsável e sustentável. Valorizar o patrimônio preservado é uma forma efetiva de contribuir para a manutenção da memória e de entender melhor os rumos que o Brasil tomou.

Retomada

Com a proximidade das eleições, esperamos que os próximos programas de governo sejam de fato voltados para o desenvolvimento turístico, não com as ideias mirabolantes e constantes lançamentos de programas que não acontecem,  mas sobretudo com uma proposta de retomada do crescimento da região, através de um plano estadual de aperfeiçoamento do turismo, que inclua postos de informações, sinalização e estratégias de desenvolvimento e promoção, com a interação com a população anfitriã que precisa ser parte do processo de busca de sobrevivência do Turismo.

Não basta acreditar, identificar e discutir o potencial turístico, o que a região necessita já está claro e consta do programa feito por técnicos para maximizar o numero de visitantes; o momento é para que os fazendeiros e outros atores se unam e exijam (como herdeiros de uma parte importante de nosso passado) que Poder Público e Iniciativa Privada tracem caminhos para o futuro próximo…

fonte: https://diariodoturismo.com.br/o-vale-do-cafe-turismo-e-cultura/

IGUASSU SECRET FALLS COMPLETA DOIS ANOS E LANÇA O PROGRAMA “PASSAPORTE DA AVENTURA”

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Históricos Escolares de 1º e 2º Graus em Foz do Iguaçu nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Trabalho corrido, trânsito, reuniões intermináveis, whatsapp que não para… A rotina estressante de trabalho nas cidades é a realidade da maioria das pessoas e muitas delas, quando têm uma folga ou férias, optam por visitar Foz do Iguaçu.

Entre os programas mais procurados ao ar livre estão, é claro, as Cataratas e uma opção relativamente nova, mas com avaliação máxima no maior site de viajantes do mundo, o Trip Advisor: a Iguassu Secret Falls.

Desbravar as cachoeiras e trilhas de Foz do Iguaçu tem sido o destino de turistas brasileiros e estrangeiros que querem se conectar com a natureza. A empresa foi criada há dois anos pelo ambientalista André Alliana, que tem uma relação muito próxima com a natureza de longa data. “Eu sempre gostei de ecoturismo, de ecoaventura e trouxe uma amiga minha, turista francesa para conhecer uma das cachoeiras há dois anos. Na ocasião ela ficou encantada e disse que jamais tinha visto algo tão lindo nem no Brasil e nem na Europa, então percebi que havia uma oportunidade surgindo”, destacou Alliana.

O potencial turístico de Foz do Iguaçu reflete a visão empreendedora do empresário. No Brasil estima-se um crescimento médio anual de 15% quando se trata de turismo. Quando falamos de ecoturismo o percentual é de 60%.

“Nosso objetivo é gerar uma experiência inesquecível ao proporcionar aos nossos clientes um banho de imersão na natureza ao aventurar-se no que temos de mais exuberante das nossas matas e rios. Quem opta pelos passeios poderá fazer hidromassagens naturais nas mais preservadas cachoeiras secretas de Foz e ao mesmo tempo acumular conhecimentos sobre a história da região, botânica, geologia e zoologia”, explica Alliana.

Experiência que foi aprovada pelo executivo de vendas Rafael Machado, 39, do Rio de Janeiro. Uma amiga da cidade apresentou a Iguassu Secret Falls e ele embarcou no passeio. “Ela me falou muito bem do trabalho deles, conheci, fiquei encantado com o projeto e indico para que as pessoas conheçam porque vale muito a pena”.

A procura tem sido tão grande que já são mais de quatro mil pessoas que fizeram os diversos passeios oferecidos pela Iguassu Secret Falls, que atualmente tem em andamento, além das aventuras diárias, o Tour das Cachoeiras Secretas.

No último sábado, 18, foi lançado o “Passaporte da Aventura”, com a Expedição Tamanduá, a primeira das mais de 20 atividades previstas no programa, que é voltado para os moradores de Foz do Iguaçu e região para aproximá-los do ecoturismo.

Segurança

Tanto para os aventureiros mais experientes quanto para aqueles de primeira viagem a preocupação com a segurança é a mesma. Quando se faz aventuras ao ar livre é sempre possível que haja quedas ou que animais sejam vistos nas trilhas. O diferencial da Iguassu Secret Falls é que nos passeios há a presença de socorristas. A única empresa de ecoturismo do Brasil que oferece este serviço é a Iguassu Secret Falls.

Outra dica importante para quem gosta de aventuras ao ar livre é a escolha de guias experientes. “Nossos guias são ambientalistas,  especialistas em cachoeiras e grandes conhecedores da fauna e flora local, então isso garante aos grupos de visitantes a proteção e a segurança necessária para curtir o passeio”, diz.

fonte: https://www.clickfozdoiguacu.com.br/iguassu-secret-falls-completa-dois-anos-e-lanca-o-programa-passaporte-da-aventura/

Pesquisa aponta que o domínio de mais de um idioma pode elevar salários

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Carteira de Motorista em São Paulo nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Dominar uma segunda língua – em especial o inglês, atualmente utilizado entre falantes de outros idiomas para se comunicarem no mundo – traz amplos benefícios ligados ao cérebro e a habilidades essenciais do século XXI: pensamento crítico, competências comunicativas, colaborativas, criativas e diversidade cognitiva.

Transitar por duas línguas, além de dispensar intérpretes, tem efeito profundo no modo como as pessoas pensam e agem. O aprimoramento cognitivo é apenas o primeiro passo. Memórias, valores e até a personalidade podem se modificar dependendo da língua que usamos, como se o cérebro bilíngue abrigasse duas mentes autônomas.

Apesar de tamanha importância, segundo pesquisa da Catho, portal com mais de 7 milhões de currículos cadastrados, apenas 5% da população brasileira fala uma segunda língua – e menos de 3% têm fluência em inglês. O mesmo levantamento aponta os efeitos positivos que o domínio de um idioma estrangeiro pode proporcionar para as carreiras: falar uma segunda língua pode elevar o salário em até 52%.

Luiz Fernando Schibelbain - Crédito: Divulgação
Luiz Fernando Schibelbain – Crédito: Divulgação

Apesar disso, durante muito tempo o ensino do inglês não recebeu a atenção merecida. Para o diretor da Positivo English Solution School (PES) e gestor de Idiomas da Editora Positivo, Luiz Fernando Schibelbain, apenas recentemente pais, estudantes e educadores começaram a encarar o ensino de um segundo idioma como algo realmente relevante e indispensável para o desenvolvimento do indivíduo. Schibelbain falou sobre o assunto durante palestra para gestores de escolas conveniadas ao Sistema Positivo de Ensino, em São Paulo. O diretor do PES defende que para se obter sucesso no aprendizado de um idioma estrangeiro o ensino da língua deve ser de excelência. “É preciso trabalhar as quatro habilidades – fala, compreensão, leitura e escrita – utilizando o contexto escolar e o currículo das diversas disciplinas ofertadas ao longo da vida estudantil”, explica Schibelbain.

De acordo com o diretor, a abordagem do idioma deve ser natural e comunicativa, para que os alunos adquiram a fala, compreensão, leitura e escrita na língua em questão ao longo de sua vida escolar e possam ampliar esse aprendizado para outras áreas do conhecimento. “Dessa forma, os estudantes têm condições de se tornar cidadãos bilíngues, aptos a utilizar o inglês em situações de lazer, acadêmicas e profissionais”, ressalta Schibelbain. Para ele, é preciso fazer do inglês a língua franca das escolas, fortalecendo essa disciplina e permitindo que os alunos se tornem bilíngues. Muitos pesquisadores expõem as vantagens de um bilíngue em comparação a um monolíngue, como o adiamento de futuras demências, maior compreensão de culturas diversas e a oportunidade de expor ideias de outras formas.

Outra vantagem – talvez a mais óbvia – são as oportunidades que se tem ao dominar um outro idioma. Em mercados de trabalho cada vez mais concorridos, é imprescindível ter um excelente domínio de uma língua adicional para se destacar da concorrência. E a avaliação dessa habilidade pode ser feita por meio de certificados de proficiência, análise de histórico escolar com mais horas de aulas em inglês ou por testes e entrevistas práticas para atestar se o domínio de fato existe. Schibelbain destaca ainda que falar um segundo idioma também expande as formas de se conectar com o mundo, permitindo a interação com outras pessoas numa era totalmente interconectada. “Em conjunto com as habilidades essenciais exigidas no século XXI é a chave para o que o futuro apresenta, ampliando as escolhas pessoais e profissionais”, finaliza.

fonte: https://diariodointeriorsp.com.br/pesquisa-aponta-que-o-dominio-de-mais-de-um-idioma-pode-elevar-salarios/

Por que os porto-alegrenses são apaixonados por parques

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Registro da Empresa em Porto Alegre nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Depois do julho mais chuvoso dos últimos três anos e de um verdadeiro jejum de orla do Guaíba, fechada para obras desde 2015, o primeiro domingo de agosto pareceu ter um único destino para milhares de porto-alegrenses: o trecho revitalizado de 1,3 quilômetro à beira do Guaíba. A multidão que tem se espalhado pelos bancos, gramado, ciclovia e deques desde então — o que se repete quase diariamente, com maior intensidade nos fins de semana — pareceu ter exposto a sede da população por espaços de convivência e lazer a céu aberto.

Se a febre da orla tem proporcionado a reconciliação dos porto-alegrenses com seu principal cartão postal, ocupar espaços públicos é hábito antigo cultivado por quem vive na Capital. Qualquer dia ensolarado é desculpa para uma incursão a praças e parques, seja para praticar esportes, passear com o cachorro, fazer um piquenique ou simplesmente tomar um mate vendo o tempo passar.

— Embora pareça um fenômeno recente, esse tipo de experiência é bastante incrustada na identidade urbana porto-alegrense. A Redenção é um exemplo típico: sempre foi um espaço de congregação de pessoas, desde a época em que os tropeiros vinham trazer comida para o antigo Campo da Várzea. A Voluntários (da Pátria) era um caminho repleto de árvores frutíferas, e as pessoas faziam passeios ali — lembra a doutora em antropologia Ana Luiza Carvalho da Rocha.

Para a professora da Feevale, a relação dos porto-alegrenses com os espaços públicos, retomada nos últimos anos, esteve adormecida por diversos fatores, como o abandono das praças e parques pelo poder público e a falta de segurança. Ela acredita que o empenho em ocupar essas áreas com atividades de lazer e cultura, além de proporcionar uma convivência saudável com a diversidade, por atrair frequentadores de diferentes perfis, é também uma forma de sinalizar a preocupação da população com a segurança pública.

Prefeitura avalia conceder parques à iniciativa privada

O interesse da população, especialmente, pelas áreas verdes, motivou a prefeitura a contratar, em junho, um estudo para avaliar a concessão de todos os parques da cidade à iniciativa privada. A pesquisa elaborada pelo Instituo Semeia deve ser concluída no fim do ano que vem. A partir daí, a ideia é que os empresários, além de garantir a manutenção da área concedida, invistam em atrações de lazer, cultura e gastronomia — em troca, lucrariam com o consumo dos frequentadores.

— Vamos analisar as partes interessadas, as vocações e o perfil de visitação de cada parque para identificar os melhores serviços a serem prestados. Uma das coisas que já percebemos em Porto Alegre é que existe um uso desses lugares para contemplação: as pessoas usam o parque como extensão da vida, pegam o chimarrão, uma cadeira e vão para lá com os amigos — conta Fernando Pieroni, diretor-presidente do Instituto Semeia.

Ao todo, Porto Alegre conta com nove parques oficiais abertos à visitação, além de áreas verdes de menores proporções amplamente utilizadas, como a Praça da Encol e a Praça do Aeromóvel, que passou a lotar aos finais de semana após sua revitalização. Mas a falta de manutenção prejudica alguns deles, gerando maior concentração nos locais onde há melhor infraestrutura.

Para avaliar as condições de uso, a reportagem percorreu todos os parques da Capital durante a semana. Constatou que a Orla desponta como modelo, com brinquedos, banheiros e estruturas (ainda) em bom estado. Áreas adotadas, como o Parcão, também têm bom estado de conservação e proporcionam diversos usos. Já nos extremos da cidade, a precariedade é sentida. O parque Chico Mendes tem aspecto de abandono, além de ser foco de descarte de lixo irregular, e o Gabriel Knijnik, na Vila Nova, tem potencial desperdiçado: o mirante com vista para o Guaíba e a Zona Sul está fechado.

Segurança e liberdade para levar o mascote

Mateus Bruxel / Agencia RBS
Isadora leva o cachorro Woody para passear no parque toda semanaMateus Bruxel / Agencia RBS

Ao mudar-se para o bairro Passo D’Areia, há cerca de três anos, a estudante Isadora Guarnier ganhou mais que uma área verde a poucas quadras de casa. Dona do border collie Woody, descobriu no Parque Germânia um espaço com natureza, segurança e privacidade onde o mascote podia gastar energia sem entrar em conflito com outros cães e usuários.

— Quando eu morava na Cidade Baixa, ia direto com ele na Redenção, mas nunca me sentia muito bem, por causa da sujeira e da depredação. Além disso, sempre tem gente em todos os lugares. Aqui tem a vantagem de ter pontos mais tranquilos. Posso deixar ele bem livre — relata.

Apesar de o Germânia ser das únicas áreas verdes da Capital a contar com cachorródromo, a estudante aproveita a calmaria para deixar Woody, de 10 anos, o mais solto possível. O cenário ideal, conta, é durante a semana, quando o número de frequentadores é menor — boa parte deles vai ao local para praticar exercícios. Como costuma chegar da faculdade no fim do dia, no entanto, privilegia as idas ao parque nos finais de semana: sábado e domingo pela manhã a dupla bate ponto no local.

A boa estrutura do espaço foi o que mais surpreendeu Isadora à época da mudança. Acostumada a frequentar a Redenção, onde a manutenção frequentemente deixa a desejar, encantou-se com a limpeza e a organização do parque da Zona Norte. Encontrou seu oásis urbano na região de altos prédios e múltiplos shoppings centers.

— A gente tem tanto shopping, tanto lugar fechado, lotado. O parque é um lugar para desopilar, ficar ao livre. É bom para quem está cansado dessas caixas — diz.

Contemplação durante a prática esportiva

Mateus Bruxel / Agencia RBS
Míria e Charles caminham no Parcão quase todas as manhãsMateus Bruxel / Agencia RBS

Só existe um jeito possível para a aposentada Míria Simas, 66 anos, praticar exercícios físicos: sob um céu azul, preferencialmente, sem nuvens, em meio às árvores do Parque Moinhos de Vento. Vizinha do Parcão há cerca de dois anos, vai ao local quase diariamente na companhia do filho, Charles Simas, para uma caminhada de uma hora.

— Só faço caminhada se for no parque, normalmente, pela manhã. Adoro estar ao ar livre. Aqui a gente já conhece as caras: dos que correm, dos que caminham, dos que vem tomar chimarrão, da tia da pipoca e do tio do coco. Tem umas pessoas muito legais — conta a aposentada, que antigamente costumava fazer caminhadas no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho.

Por volta do meio-dia de terça-feira, Míria e Charles eram os únicos a utilizarem as barras de alongamento perto do lago para encerrar as atividades daquela manhã. O clima tranquilo do Parcão também é o principal atrativo para que o filho, que frequenta uma academia de ginástica, reveze os exercícios ao ar livre e em um local fechado.

— Aqui dá para contemplar, tomar sol e curtir o ambiente — diz o comerciante.

Mãe e filho acreditam que o sucesso da área verde com os praticantes dos mais diferentes tipos de esportes não é característica apenas do parque vizinho. Moradores de um apartamento, acreditam que locais que oportunizam o contato o ambiente e a luz naturais são naturalmente atraentes.

— Já fui em muitos lugares no mundo e acho que é assim em todos. É só olhar ao redor: até as tartarugas, agora, estão todas no sol. As pessoas precisam de luz. Em dia cinzento, nem venho — sorri Míria.

Tranquilidade para estudar e trabalhar

Mateus Bruxel / Agencia RBS
Redenção virou o escritório de Maurício, que prepara suas aulas no parqueMateus Bruxel / Agencia RBS

O escritório de Maurício Sortica, 29 anos, tem um gramado extenso, diversos bancos, luz natural e fácil acesso do bairro onde mora com a mãe. Para usufruir de toda essa estrutura, o professor de português e inglês sequer paga aluguel: basta pegar um ônibus ou chamar um carro por aplicativo e está no Parque da Redenção. É lá que, semanalmente, costuma preparar as aulas que dá em um curso pré-vestibular e outro de idiomas.

— Sempre gostei desse ambiente pra ir com os amigos quando era adolescente. Depois que eu comecei a faculdade, em 2006, precisava de um ambiente mais calmo para ler, e passei a ir para estudar. Peguei gosto e acabou se tornando um hábito — conta.

Concentrar-se em casa sempre foi um desafio para Maurício. O conforto do lar parecia mais convidativo a uma soneca do que à alta demanda de leitura exigida pela faculdade de Letras, e as múltiplas possibilidades de distração o faziam perder o foco nos estudos. Na calmaria da área verde, encontrou o ambiente propício para se dedicar às leituras.

Maurício vai à Redenção pelo menos uma vez por semana, munido de livros, lápis, caneta, celular e uma garrafa térmica com chá ou café. Aloja-se em um dos bancos espalhados pelo local ou na grama, onde costuma passar a tarde.

A opção pelo estudo no parque também permitiu conjugar o trabalho com as atividades de lazer. Não raro aproveita a ida à Redenção para encontrar com amigos ou estender o passeio a cafés do entorno

A casa das pessoas se tornou um ambiente restrito a certas interações, mais ligadas à família. Os parques e praças proporcionam uma extensão dessas possibilidades: você não faz só o que tem de fazer, faz outras coisas, encontra pessoas — conta.

fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/porto-alegre/noticia/2018/08/por-que-os-porto-alegrenses-sao-apaixonados-por-parques-cjkycthf602gp01qkkp62e0dp.html

Domínio de outro idioma pode elevar salários

 

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certificados de Medicamentos ou Correlata em São Paulo nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Dominar uma segunda língua – em especial o inglês, atualmente utilizado entre falantes de outros idiomas para se comunicarem no mundo – traz amplos benefícios ligados ao cérebro e a habilidades essenciais do século XXI: pensamento crítico, competências comunicativas, colaborativas, criativas e diversidade cognitiva. Transitar por duas línguas, além de dispensar intérpretes, tem efeito profundo no modo como as pessoas pensam e agem. O aprimoramento cognitivo é apenas o primeiro passo. Memórias, valores e até a personalidade podem se modificar dependendo da língua que usamos, como se o cérebro bilíngue abrigasse duas mentes autônomas. Apesar de tamanha importância, segundo pesquisa da Catho, portal com mais de 7 milhões de currículos cadastrados, apenas 5% da população brasileira fala uma segunda língua – e menos de 3% têm fluência em inglês. O mesmo levantamento aponta os efeitos positivos que o domínio de um idioma estrangeiro pode proporcionar para as carreiras: falar uma segunda língua pode elevar o salário em até 52%.

Apesar disso, durante muito tempo o ensino do inglês não recebeu a atenção merecida. Para o diretor da Positivo English Solution School (PES) e gestor de Idiomas da Editora Positivo, Luiz Fernando Schibelbain, apenas recentemente pais, estudantes e educadores começaram a encarar o ensino de um segundo idioma como algo realmente relevante e indispensável para o desenvolvimento do indivíduo. Schibelbain falou sobre o assunto durante palestra para gestores de escolas conveniadas ao Sistema Positivo de Ensino, em São Paulo. O diretor do PES defende que para se obter sucesso no aprendizado de um idioma estrangeiro o ensino da língua deve ser de excelência. “É preciso trabalhar as quatro habilidades – fala, compreensão, leitura e escrita – utilizando o contexto escolar e o currículo das diversas disciplinas ofertadas ao longo da vida estudantil”, explica Schibelbain.

De acordo com o diretor, a abordagem do idioma deve ser natural e comunicativa, para que os alunos adquiram a fala, compreensão, leitura e escrita na língua em questão ao longo de sua vida escolar e possam ampliar esse aprendizado para outras áreas do conhecimento. “Dessa forma, os estudantes têm condições de se tornar cidadãos bilíngues, aptos a utilizar o inglês em situações de lazer, acadêmicas e profissionais”, ressalta Schibelbain. Para ele, é preciso fazer do inglês a língua franca das escolas, fortalecendo essa disciplina e permitindo que os alunos se tornem bilíngues. Muitos pesquisadores expõem as vantagens de um bilíngue em comparação a um monolíngue, como o adiamento de futuras demências, maior compreensão de culturas diversas e a oportunidade de expor ideias de outras formas.

Outra vantagem – talvez a mais óbvia – são as oportunidades que se tem ao dominar um outro idioma. Em mercados de trabalho cada vez mais concorridos, é imprescindível ter um excelente domínio de uma língua adicional para se destacar da concorrência. E a avaliação dessa habilidade pode ser feita por meio de certificados de proficiência, análise de histórico escolar com mais horas de aulas em inglês ou por testes e entrevistas práticas para atestar se o domínio de fato existe. Schibelbain destaca ainda que falar um segundo idioma também expande as formas de se conectar com o mundo, permitindo a interação com outras pessoas numa era totalmente interconectada. “Em conjunto com as habilidades essenciais exigidas no século XXI é a chave para o que o futuro apresenta, ampliando as escolhas pessoais e profissionais”, finaliza.

Sobre a Editora Positivo
Fundada em 1979, a Editora Positivo tem a missão de construir um mundo melhor por meio da educação. Tendo as boas práticas de ensino como seu DNA, a Editora especializou-se ao longo dos anos e tornou-se referência no segmento educacional, desenvolvendo livros didáticos, literatura infantil e juvenil, sistemas de ensino e dicionários. A Editora Positivo está presente em milhares de escolas públicas e particulares com os seus sistemas de ensino. Amplamente recomendados pela área pedagógica e reconhecidos pelos seus resultados, os sistemas foram criados de modo a atender a realidade de cada unidade escolar. Mais de 800 mil alunos utilizam os sistemas de ensino da Editora Positivo, em escolas públicas e particulares, no Brasil e no Japão.

Sobre o Sistema Positivo de Ensino
É o maior e mais tradicional sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversas disciplinas, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação. Presente em 1.890 escolas e atendendo mais de 500 mil alunos em 950 municípios do território nacional, o Sistema Positivo de Ensino está presente em 453 escolas de São Paulo, atendendo mais de 113 mil alunos do Estado. Na capital, são 110 escolas conveniadas e mais de 34 mil alunos atendidos.

fonte: https://www.terra.com.br/noticias/dino/dominio-de-outro-idioma-pode-elevar-salarios,e43e66c66049ff58d6cafa70a893619c863fgb1v.html

Campinas recebe hotel de categoria upper-midscale

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certidão de Casamento, Averbação de divórcio em Campinas nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Royal Palm Tower é considerado o mais completo e abrangente complexo do Brasil

Na sexta-feira (10), foi inaugurado o Royal Palm Tower – Anhanguera, hotel de categoria upper-midscale.  Evento contou com a participação de cerca de 360 convidados, entre eles empreendedores, autoridades locais e imprensa.

O empreendimento está localizado a cerca de 91km da capital de São Paulo, próximo ao Aeroporto Viracopos.

O mais completo e abrangente complexo do Brasil, possui 226 apartamentos, 220 standard e seis suítes. O ambiente tem o segundo maior salão de eventos em hotéis de Campinas. Com 670 metros quadrados, o salão Anhanguera oferece capacidade para até 600 pessoas em auditório, 400 em banquetes e pode ser dividido em três módulos.

Em contrapartida para aprovação do hotel, a prefeitura de Campinas exigiu alguns investimentos na cidade. Essas ações somaram R$ 28 milhões. Já a estrutura completa do local, foram investidos mais de R$ 120 milhões, que propiciaram a geração de 120 empregos diretos, com 90 colaboradores.

“Governar é gerar empregos e oportunidades. Antes o setor indústrial era o maior produtor de empregabilidade, mas com a automação o cenário mudou. Hoje, a área de serviços é o polo da geração de trabalhos. O turismo movimenta a economia da cidade”, comenta Jonas Donizette, prefeito de Campinas.

O hotel conta ainda com o bar e restaurante Amati, especializado em comida italiana. O ambiente proporciona ao hóspede área de lazer, fitness e atraçãoes especiais.

“Não existe um complexo tão abrangente quanto o nosso no Brasil. Em cinco dos próximos 17 dias todos os quartos do hotel estão lotados”, comenta Antonio Dias, diretor executivo do grupo

Brasileiros descobrem novos destinos internacionais para estudar

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Carteira de Vacinação em Belo Horizonte nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Que tal acordar bem cedinho e aproveitar as manhãs para estudar inglês com colegas de vários cantos do mundo? À tarde o tempo é livre, para explorar a cidade ou as praias com o mar azulíssimo, algumas na lista das mais bonitas da Europa. Bianca Palucci e Juliana Salim encararam o “desafio”. Elas são estudantes em Belo Horizonte, não se conhecem, mas fizeram as malas e embarcaram para o mesmo destino: um curso de quatro semanas, na Ilha de Malta, no Mediterrâneo. Já João Paullinelli escolheu enfrentar o frio e fazer um intercâmbio de um ano na Dinamarca, onde mergulhou em uma cultura “onde tudo funciona”, fez amigos e aprendeu dinamarquês. Destinos que fogem das rotas tradicionais e consolidadas, como Estados Unidos e Canadá, têm despertado o interesse de estudantes de todas as idades.

E para dar um upgrade na fluência e no vocabulário não é preciso necessariamente embarcar para uma rota onde o idioma que está na mira seja a língua oficial do país. Há quem escolha estudar inglês em um destino pouco provável, como na mística Santiago de Compostela, na Espanha, ou fazer um curso de gastronomia da famosa escola Le Cordon Bleu, só que nos Estados Unidos. Também é possível fazer aulas de futebol e inglês em Barcelona. Para estudantes de todas as idades, o mundo ficou pequeno. “Basta ter o desejo de viajar e aprender”, diz Ana Maria Fulgêncio, fundadora da Green Intercâmbio, há 36 anos especialista no segmento. Ela diz que rotas como a pequena Ilha de Malta, País de Gales, Escócia, Nova Zelândia e África do Sul estão cada vez mais populares. Ana viaja para conhecer de perto as instituições e garante: “As melhores escolas do mundo têm sede em vários destinos”.

Violeta Andrada/Encontro
Ana Maria Fulgêncio, fundadora da Green Intercâmbio: “O mundo ficou pequeno, é possível estudar em qualquer lugar, basta querer” (foto: Violeta Andrada/Encontro)

Bianca, de 18 anos, é estudante de psicologia e acabou de chegar da ilha localizada no mar Mediterrâneo com 7 mil anos de história. “Foi ótimo. A escola é muito boa, as praias são lindas e o custo de vida é barato”, diz. “Sem falar que a ilha é muito perto da Itália e eu aproveitei para visitar Roma, Florença, Pisa, Verona e Veneza.” Bianca já havia feito um intercâmbio curto, em Malibu, na Califórnia. Lá estudou a língua por três semanas, na universidade Pepperdine, onde realizou o sonho de estar no cenário de sua série preferida na adolescência, Zoey 101. “Agora planejo outros destinos pela Europa.” Isadora Raboni, supervisora de vendas da maior agência brasileira on-line de intercâmbios, a Descubra o Mundo, diz que destinos como Escócia e País de Gales estão em alta. Até a Coreia do Sul, onde o hip hop tem sido um atrativo cultural, principalmente para os mais jovens, entra na lista de muitos estudantes. “Cada país tem um ponto forte. A Nova Zelândia, por exemplo, costuma ser um bom destino para quem deseja estudar e trabalhar.” Outra questão apontada por Isadora é a imigração. “Muitos que querem se mudar para um país optam por fazer antes um curso de línguas e assim conhecer melhor a cultura e a economia.”

Quando João Paulinelli, de 19 anos, anunciou para a família que queria fazer um intercâmbio, teve de pesquisar muito. “Minha mãe concordou, mas disse que eu teria de olhar tudo, a agência, o país, comparar custos, a segurança e, depois de tudo pronto, convencê-la de que a minha decisão era a melhor.” João conta que o trabalho foi prazeroso e o levou para a Dinamarca. “Sempre fui muito calorento, queria sentir um pouco de frio.” Ele também tinha vontade de aprender a pescar com os dinamarqueses, gostava da cultura vicking e do que havia pesquisado sobre Estado de bem-estar social. Depois de um ano no país, morando com uma família dinamarquesa, aprendendo sobre os costumes, ajudando nas tarefas diárias, frequentando a escola de ensino médio, João aprendeu o idioma, um pouco complicado para os brasileiros. Ele se diz muito feliz com a experiência e recomenda: “É um país diferente, o dinamarquês é divertido, aberto e solidário, encontrei pessoas que me incentivaram, me ajudaram a aprender, me acolheram, e eu trouxe comigo essa experiência”, conta.

Alexandre Rezende/Encontro
Juliana Salim também foi para a Ilha de Malta e agora está na sua rota destinos como Escócia e Suíça: “A imersão no idioma foi total porque durante as manhãs tinha aulas e à tarde saía com a turma para passeios onde todas falavam em inglês” (foto: Alexandre Rezende/Encontro)

Aprender ou aprimorar o inglês ou outros idiomas é de fato uma das principais motivações para um intercâmbio, mas, segundo Rui Pimenta, diretor nacional de vendas do STB, a decisão também pode estar relacionada ao sonho de viver uma experiência internacional e conhecer mais sobre um país que admira. “Também temos visto o aumento no número de adultos que querem fazer intercâmbio voltado para a carreira, como cursos intensivos de pós-graduação, ou hobbies, como surfe, fotografia e culinária.” Segundo Rui, muitos estudantes estão buscando desenvolver um terceiro idioma, como espanhol, francês ou até mesmo mandarim. Juliana Salim, representante da indústria farmacêutica, é uma delas. No ano passado, na Ilha de Malta, desenvolveu bastante o inglês e agora está de olho na Suíça e na Bélgica, onde poderá deslanchar o seu francês. Ela elogiou a segurança da ilha, a hospedagem e os professores. “A imersão no idioma foi total porque durante as manhãs tinha aulas e à tarde saía com a turma para passeios onde todas falavam em inglês.” Para Ana Maria Fulgêncio, nunca é tarde para iniciar a aventura, que pode começar na adolescência ou depois dos 70. “Medo, todos sentem”, diz. “Mas o mundo é internacional.”

Investimento para o curso de idiomas e acomodação (4 semanas)

  • Nova Zelândia: a partir de 1.770 dólares
  • Austrália: a partir de 2.000 dólares
  • África do Sul: a partir de 1.987 dólares
  • Malta: a partir de 1.590 euros
  • França: a partir de 1.560 euros

fonte: https://www.revistaencontro.com.br/canal/revista/2018/08/brasileiros-descobrem-novos-destinos-internacionais-para-estudar.html

Fã de Jackie Chan, estudante de cinema faz filmes de ação em Salvador

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Testamentos em Salvador em chinês, inglês e em outras línguas.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

 

Marcus Barbosa, 24 anos, aprendeu chinês e inglês assistindo a filmes do ídolo

Já pensou em assistir a um filme de ação tipo os de Jackie Chan gravado em Salvador? Morador do Engenho Velho de Brotas, o estudante Marcus Barbosa, 24 anos, não só pensou como pôs em prática a ideia. Aliás, a própria vida de Marcus, que hoje estuda cinema na Ufba, renderia um bom filme.

Fã de Jackie Chan desde a infância, foi com os filmes do astro chinês que Marcus deu início à sua paixão por filmes de luta e também ao idioma do ídolo. Ele chegou a aprender a falar chinês e inglês fluentemente só de ver os filmes que não contavam com tradução para o português.

Hoje produz, dirige e edita filmes de ação em Salvador. Prestes a se formar em cinema pela Ufba, Marcus teve dois curtas exibidos na Mostra Sesc de Cinema, Confronto Casual e Dek Tamarit – o primeiro venceu a etapa regional e agora circula por todo o país.

Marcus faz planos para lançar seu primeiro longa em breve. Até então, nos mesmos moldes do que fez até hoje: sem grana, com muita vontade e com a ajuda de alguns amigos que topam transformar o sonho em realidade.

Mas, se ainda assim, você está se perguntando como tudo isso foi possível, vamos “rebobinar” a fita.

Jackie Chan em cena do filme Police Story II (1988), um dos preferidos de Marcus Barbosa

Marcus ganhou o primeiro filme de Jackie Chan em 2004, aos 14 anos. De lá para cá, montou uma verdadeira coleção com cerca de 400 DVDs de filmes de ação. A maioria deles, do cinema oriental.  É que Marcus não curte muito os filmes hollywoodianos. Para ele, acabam reproduzindo a violência da vida real. “O que é violência? Na vida real, você vai acertar uma pessoa, ela vai cair, bater a cabeça no chão e morrer. Ou então eu vou espancar ela até a morte. É  isso que a gente vê mais comumente no cinema norte-americano de ação. Não há preocupação com a beleza da coreografia de luta”, compara.

E continua: “No cinema de Hong Kong, se alguém vier lhe atacar, ele não vai conseguir, mas mesmo que ele acerte, vai ter defesa. Eu vou me abaixar, vou girar, ele vai dar um chute girando, ele vai levantar algum objeto de cena que vai girar e cair de uma forma espetacular. Nada disso você vê na vida real”, diferencia.

E é a beleza da coreografia, feita por ele mesmo, que está em jogo nos seus curtas. E isso antes mesmo de ele ter equipamentos de boa qualidade em mãos. Seus primeiros filmes foram gravados com uma câmera digital Cyber-shot, que ganhou de presente da mãe em 2009. Sem nunca ter feito aulas de artes marciais, ele se inspirava nos movimentos que via nos filmes para criar os seus.

“Quando eu estou fazendo uma coreografia, uma montagem, eu to pensando no ritmo também. Cada bloqueio, cada soco, cada movimento, tem um som, um gesto, que se comunica entre si”, comenta. Por isso, nada de culhuda. “A gente não pode esquecer a verossimilhança”, defende.

Cena do filme Consequência, que concorre ao Festival do Minuto (Foto: Reprodução)

Produções
Na tela, Marcus faz questão de misturar diferentes línguas. Para ele, o idioma não é uma barreira, e sim um passaporte. Apesar de nunca ter saído do país, ele consegue se comunicar com o mundo todo pela internet. Chegou a falar com um ator de Hong Kong, que vinha para Salvador, e a convidá-lo para participar de uma das suas produções, ainda não lançada.

Já Dek Tamarit, sua mais recente produção que agora circula pelo país dentro da Mostra Sesc, mistura os gêneros ação e documentário e também investe na variedade de idiomas.

O enredo gira em torno de um estudante do Timor Leste que vive os dramas das barreiras linguísticas e culturais de Salvador. Dek Tamarit é, na verdade, como o estudante se refere ao DCE Itamarty, órgão que ele deveria procurar para resolver sua situação no país, depois de não conseguir aprovação em um exame de proficiência em português. “Ele nunca tinha atuado e a ideia do filme veio quando ele estava correndo para resolver essas questões buracróticas. Gravamos e pouco tempo depois ele voltou pro Timor Leste”, recorda Marcus, que além de ter produzido, dirigido e montado o filme, também atuou. Aliás, ele costuma atuar em seus filmes e diz que isso não deve mudar mesmo que entre mais grana e mais gente na equipe futuramente. É porque álém de ser apaixonado por idiomas, ele ama o trabalho dos dublês.

Futuro
E nos planos de Marcus Barbosa daqui há cinco anos, há espaço para Salvador? “Salvador nunca sai dos planos porque é uma cidade muito maravilhosa, muito mágica. É minha cidade natal! Além disso, é um lugar que tem muito material bom para fazer filme, que vai das pessoas, às locações”, diz. Sua esperança é que o gênero se fortaleça aqui para ganhar o Brasil e, quem sabe, o mundo. “O mundo cabe em Salvador e eu quero mostrar isso no meu trabalho”, sentencia.

O MELHOR DE JACKIE CHAN, por Marcus Barbosa

Police Story (1985) – a quintessência do cinema de ação e Jackie Chan em sua mais simples expressão. O filme consegue tirar o fôlego do início ao fim, 33 anos depois. Um roteiro sólido e direto se misturam a uma ação extragavante, dramática e empolgante, envergonhando os filmes de ação modernos e seus efeitos especiais.

Police Story II (1988) – o estilo do primeiro continua: longe do estereótipo de ‘perito das artes marciais’, Jackie é um policial que se defende das investidas dos bandidos – mesmo que o resultado seja um espetáculo sobre-humano. A brilhante abertura introduz suavemente o herói, seus erros do passado e como ele vai encará-los ao longo da narrativa.

Police Story III: Supercop (1992) – tudo bem, o policial humano dos dois primeiros episódios ganhou o prefixo ‘super’, mas ele nada seria sem uma grande mulher. Aqui, estamos longe das performances femininas subestimadas do cinema de ação norte-americano: Michelle Yeoh esteve tão perto da morte quanto Jackie durante todo o filme.

A Hora do Acerto (2004) – o título original denuncia um ‘novo Police Story’, seguindo à risca a alcunha: a carga sentimental se sobrepõe à ação na maior parte do filme. No entanto, Jackie não deixa de lado o equílibrio entre performances físicas estonteantes e atuação dramática de altíssimo nível.

Projeto China (1983) – um dos primeiros filmes em que Jackie atua e dirige ao mesmo tempo e o primeiro com as suas quedas acrobáticas desenvolvidas para um filme de ação moderno. Com seus dois companheiros da Escola da Ópera de Pequim (Yuen Biao e Sammo Hung), Jackie quase quebra o pescoço. Três vezes.

 

Inaugurado centro de língua coreana em Brasília

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Extratos de Contas Bancárias em Brasília na língua coreana e em outras línguas.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Graças a uma parceria dos governos coreano e brasileiro, a Universidade de Brasília (UnB) instalou o Instituto Rei Sejong, um centro de promoção da língua e da cultura da Coreia do Sul. O nome do instituto é uma homenagem ao monarca responsável pela criação do alfabeto coreano, o hangul.

Neste semestre, apenas os estudantes da UnB terão acesso a turmas de nível básico da língua coreana, por 15 semanas. Mas o instituto deve oferecer, no ano que vem, cursos de língua coreana para toda a comunidade de forma gratuita.

“Temos percebido, a cada ano, um interesse maior dos brasileiros em aprender o nosso idioma e se aproximar da nossa cultura. Esse instituto deixará nossos países ainda mais próximos”, disse o embaixador sul-coreano no Brasil, Chan-Woo Kim.

Cerimônia de inauguração do Instituto Rei Sejong Brasília, na Universidade de Brasília (UnB).
Cerimônia de inauguração do Instituto Rei Sejong Brasília, na Universidade de Brasília (UnB) – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Com o ensino da língua coreana, “a UnB amplia sua internacionalização” e se aproxima de outras culturas, tornando-se uma instituição em sintonia com o que há de melhor em tecnologia e educação em todo o mundo, disse a reitora Márcia Abrahão.

A cerimônia de instalação do Instituto Rei Sejong ocorreu nesta sexta-feira (3), no Instituto Central de Ciências da UnB.

Segundo o embaixador Chan-Woo Kim, linguistas acreditam que o hangul (alfabeto coreano) é o método sonhado “por todos os idiomas”. Ele lembrou que o Rei Sejong aplicou esse método em 1446 para permitir que a língua coreana fosse conhecida por toda a população do país. “Consequentemente, os estrangeiros também podem aprender facilmente o idioma”, disse.

Parceria

A instalação do centro cultural coreano em Brasília foi resultado de uma parceria firmada em agosto de 2017 entre a Kobras, a UnB, a Fundação King Sejong e o Ministério da Cultura, Esporte e Turismo sul-coreano, com colaboração da Embaixada da República da Coreia em Brasília.

A Kobras é uma entidade sem fins lucrativos do Ministério da Diplomacia da Coreia do Sul e que visa promover cooperação entre o Brasil e o país asiático em áreas como economia, cultura e educação.

Este é o quarto Instituto Rei Sejong instalado no Brasil e o primeiro da região Centro-Oeste. O instituto está presente também na Universidade Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul; na Universidade de Campinas (Unicamp) e no Centro Cultural Coreano em São Paulo.

Expansão

O presidente da Kobras, Shin-Won Choi, afirmou que, com a chegada do instituto coreano ao Distrito Federal, a expectativa é expandir as ações. “Podemos dizer que o Instituto Rei Sejong em Brasília não será somente um centro de língua, mas um instrumento que contribuirá também para a instalação do curso superior de língua coreana na UnB no futuro, reforçando o intercâmbio e a cooperação entre os dois países. As expectativas são bastante altas”, disse.

Choi disse que a Kobras tem ainda o objetivo de levar o instituto às regiões Norte e Nordeste do Brasil. Atualmente, existem 174 institutos Rei Sejong em 57 países e, em todos eles, é possível estudar com o mesmo currículo, padronizado pela Fundação King Sejong. Somente em maio deste ano foram criados 16 novos institutos em todo o mundo, possibilitando a aproximação cultural sul-coreana aos estrangeiros.

fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2018-08/inaugurado-centro-de-lingua-coreana-em-brasilia

Museu da Imigração de Joinville não tem data para reabrir a visitação

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Balanços e Balancetes em Joinville nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Um dos mais antigos de Santa Catarina, o Museu Nacional de Imigração e Colonização passa por um período de reforma que vai além dos muros do terreno localizado na Rua Rio Branco, no Centro de Joinville. O local borbulha em ideias e pesquisas de sua equipe de historiadores, que capitaneiam estadualmente o movimento de reformulação do conceito dos museus focados na imigração. Ao mesmo tempo, está fechado para visitação desde fevereiro, sem data para reabrir, à espera de recursos para a revitalização do casarão principal, construído em 1870 e transformado em museu há 61 anos.

Quando anunciou que a visita seria interrompida, há seis meses, a intenção da administração e da Prefeitura de Joinville, responsável pelo espaço via Secretaria de Cultura e Turismo, era de que isso aconteceria apenas no período necessário para preparação do casarão para uma reforma pontual, no alpendre lateral direito, e para execução desta obra.

Localizado no segundo piso, em formato de varanda coberta, o alpendre já estava envergado e sendo mantido por estacas há mais de sete anos. Foi interditado e, depois de alguns anos, o sótão foi fechado pelo mesmo motivo. A obra, orçada em R$ 47 mil, foi concluída na penúltima semana de julho, mas o local continuará fechado para visitação.

Como o acervo, avaliado em 4 mil itens, foi retirado das salas do casarão para esta primeira reforma e acondicionado em outros espaços expositivos do terreno, como a casa enxaimel e os galpões (de meios de transporte e de tecnologia), a ideia é que, por serem objetos e móveis frágeis, não passem por novas mudanças tão cedo. Antes disso, o local deve passar pela revitalização total, que inclui a drenagem de todo o terreno de 3 mil metros quadrados, a construção de um anexo de dois pavimentos, o restauro e as obras de acessibilidade da casa principal.

Das próximas etapas, a única que tem recursos financeiros garantidos é a construção do anexo, que depende da drenagem para ter início. Ele será erguido nos fundos do terreno, no local onde está o galpão usado para a exposição de meios de transporte.

– Essa edificação é um falso histórico, foi construída nos anos 2000, e, por isso, pode ser desmanchada – explica a educadora Elaine Martins.

projeto do museu nacional de imigração e colonização mostra como será o elevador que dará acesso ao segundo e ao terceiro pavimento

Imagem mostra projeto elaborado para garantir a acessibilidade aos pavimentos superiores da casa principal

Modernização faz parte da história

O anexo tem um projeto moderno, para não ser confundido com parte do patrimônio histórico, e terá as condições de uso necessárias para as atividades que o museu demanda, com climatização: servirá como espaço expositivo, acervo técnico e sala de conservação e documentação, além de sala da administração.

A construção é avaliada em R$ 1,3 milhão, verba garantida com recursos do Ministério do Turismo. O restauro da casa principal foi orçado em R$ 1,7 milhão e está em fase de captação de recursos via Lei Rouanet. Há pelo menos uma década ela enfrenta problemas de vazamentos na cobertura, que precisa ser trocada, além de reparos pontuais. O valor também inclui a obra de acessibilidade, com a instalação de um elevador externo que vai até o segundo e terceiro pavimento.

A captação é realizada por meio da Associação de Amigos do Museu Nacional de Imigração e Colonização. A drenagem, que precisa ser feita antes das outras etapas, depende de verba da prefeitura no valor de R$ 80 mil, e não tem previsão para começar.

Ainda que os turistas que chegam a Joinville não possam ir ao museu mais famoso da cidade, que recebe cerca de 30 mil visitantes por ano, a administração salienta que as atividades do museu não estão paralisadas. Entre atendimento à escolas e a pesquisadores, a oferta de aulas de português a imigrantes e eventos sediados no auditório, a principal missão da equipe é repensar o conceito do espaço museológico focado nos fenômenos de imigração e de colonização. É uma ação que começou em Joinville e deve refletir em toda Santa Catarina.

 JOINVILLE,SC,BRASIL,08-08-2018.Restauro no Museu Nacional de Imigração e Colonização.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)

Acervo está guardado em outros espaços expositivos enquanto as obras não acontecemFoto: Salmo Duarte / A Notícia

Mais do que um espaço de contemplação

Um seminário já foi realizado na cidade em maio, com a formação de um grupo de trabalho liderado pela coordenadora do museu joinvilense, Renata Cittadin, e um fórum estadual ocorrerá em 2019 em Lages.

– Em Santa Catarina, quase 40% dos museus que responderam ao cadastro catarinense de museus têm, em sua denominação, o tratamento desse recorte. Quando descrevem as suas missões, esse número aumenta para quase 60% – afirma Renata

A exposição do Museu, por exemplo, era a mesma há 18 anos. A equipe prepara uma nova exposição para que, na reabertura, ela esteja antenada às novas discussões sobre o tema, e não apenas mostrando o recorte de um período e de um grupo de imigrantes – no caso de Joinville, o foco era basicamente o modo de vida da comunidade germânica que morava na Colônia Dona Francisca na época de sua fundação.

– A imigração não é um fenômeno do século 19, é um fenômeno humano contínuo. É papel dos museus refletir sobre como tratar desse tema. Acredito que vencer os desafios do esgotamento estrutural que o Museu possui é tão importante quanto vencer suas mazelas museológicas – analisa.

fonte: http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/geral/joinville/noticia/2018/08/museu-da-imigracao-de-joinville-nao-tem-data-para-reabrir-a-visitacao-10534782.html

Inglês é idioma essencial na carreira; saiba planos para negócios em Manaus

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Declaração de Imposto de Renda em Manaus  nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Aulas de inglês focadas em negócios permitem abrir porta para o mercado de trabalho, explicam diretores de cursos da capital

A língua inglesa está cada vez mais presente em nosso cotidiano e no mundo coorporativo não é diferente. Ter o conhecimento e fluência no idioma é sinônimo de sucesso na carreira e nos negócios. Então, se você não possui habilidades além do básico, não vai alcançar voos mais altos na empresa em que trabalha ou dificilmente conseguirá o emprego dos sonhos.

O CEO da Alliance Group, Durval Braga Neto, explica que toda e qualquer tipo de empresa possui alguma conexão com o exterior, por isso, a importância da língua inglesa no mundo empresarial. Hoje, o idioma precisa ir além do básico, é necessário saber se comunicar em uma entrevista de emprego e escrever um e-mail, por exemplo.

“Não existem mais fronteiras. Independente do tamanho, as empresas possuem relação com o mercado internacional. Tenho exemplos de donos de pequenas indústrias que procuraram a escola por que precisavam se comunicar em inglês. Para se ter uma ideia é preciso habilidades como falar ao telefone, fazer uma apresentação, negociar algo, além de preparar um e-mail, tudo em inglês. O que acontece é que hoje temos um número razoável de pessoas que falam o idioma, mas na prática, quando essas pessoas estão em uma mesa de negócios, elas não conseguem se expressar”, explica Braga Neto.

Com o objetivo de melhorar o currículo, muitos buscam a qualificação como pós-graduação, especializações e mestrados, mas esquecem do essencial, ou seja, aprender um segundo idioma.

“O que a gente tem visto são pessoas bem qualificadas com um currículo cheio de cursos, prontas para exercer uma determinada função, mas na prática, elas não conseguem desenvolver essa expertise em inglês. É como se fosse tecnicamente bem preparado, mas se ele não consegue comunicar isso em outro idioma, é como se essa expertise não existisse. As pessoas ainda estão adormecidas e não percebem a importância do inglês para o trabalho”, conta Braga Neto.

Curso voltado para negócios

O ICBEU Manaus, além de oferecer planos comuns de ensino na língua inglesa, também apresenta planos voltados aos negócios como o curso ‘Any Time’, a qualquer hora. “Dentro de um ambiente corporativo não se fala mais prazo, por exemplo, fala-se deadline e se a pessoa não entende o jargão técnico, ela não vai adiante. Ou se a pessoa consegue entender, mas não pronuncia corretamente, ela pode virar chacota dentro da empresa”, explica o presidente do instituto de ensino, Luis Fabian Barbosa.

Importância na carreira

Bruno Valentim tem 30 anos, é executivo de vendas de uma empresa de logística em Manaus e estuda há pouco mais um ano na Alliance Group. Ele destaca a importância de aprender um segundo idioma não apenas para viagens a lazer, mas para alavancar na carreira.

“Na minha área de logística é fundamental para ter novas oportunidades, inclusive, para atuação com comercio exterior por conta da importação e exportação. O inglês abre portas e recolocações no mercado em posições até melhores. Recentemente, passei por um desligamento, mas logo em seguida tive uma reposição e posso dizer que é por conta do meu inglês. Hoje sou pai, e tenho a preocupação que meu filho já frequente as aulas, isso, prevendo as oportunidades que ele terá”.

fonte: https://www.acritica.com/channels/cotidiano/news/ingles-e-indispensavel-para-avancar-na-carreira

Circuito Mundial de Squash chegará ao Brasil em 2019

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certificados de Livre Exportação no Rio de Janeiro nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Lagoa Rodrigo de Freitas, no RJ, receberá evento entre 2 e 7 de abril

O Circuito Mundial de Squash chegará ao Brasil em 2019, e o local escolhido foi a Lagoa Rodrigo de Freitas, um dos cartões-postais mais famosos do Rio de Janeiro. De 2 a 7 de abril, os melhores atletas do mundo no esporte disputarão o Rio International Squash Open, etapa Silver do Circuito Mundial, que chega pela primeira vez na história à América Latina.

Um dos fatores que promete chamar a atenção do público será a implementação da quadra de vidro com visão 360o e vista para o Cristo Redentor. A ideia segue um modelo já consolidado e que faz muito sucesso em outras etapas ao redor do mundo, como na Grand Central Station, em Nova York, nos Estados Unidos, e nas Pirâmides de Gizé, no Egito.

“Trazer uma etapa deste nível do Circuito Mundial de Squash para o Rio de Janeiro é um sonho antigo e inédito no país e na América do Sul. Vamos realizar um evento no nível dos que já são disputados na Grand Central Station (NY), Canary Wharf (Londres) e nas Pirâmides do Egito, com quadra de vidro para uma experiência em 360o incrível. O objetivo do torneio é inserir a cidade no calendário anual do PSA World Tour, sempre trazendo os melhores atletas do mundo para jogar em um ponto turístico do Rio”, afirmou Fernando Paz, sócio da Siga Norte Eventos e diretor do evento.

De acordo com Fernando, ao todo, serão 48 atletas de mais de 20 países nas categorias masculino e feminino. Um dos objetivos é usar o torneio para mostrar as belezas naturais cariocas e atrair turistas. Haverá transmissão para mais de 140 países por meio de emissoras como Eurosport, BT Sport e SquashTV.

“Eventos de grande porte como o Rio International Squash Open 2019 são de extrema importância para a divulgação e promoção dos atrativos turísticos do Rio de Janeiro. É mais um destacado evento esportivo que repercutirá imagens do nosso estado em centenas de países. A cidade, hoje, conta com ampla rede hoteleira, infraestrutura de transporte público, além de equipamentos turísticos, e está preparada para receber eventos desta natureza, que atraem um enorme fluxo de turistas nacionais e internacionais”, disse Nilo Sergio Felix, secretário de estado de turismo do Rio de Janeiro.

 

Em paralelo, o torneio servirá também para promover o squash no Brasil. Ao mesmo tempo em que ocorre a etapa do Circuito Mundial, será realizada uma etapa do circuito carioca, com 250 atletas de todas as partes do país.

“Estamos entusiasmados com a realização de um torneio PSA Silver no Brasil, proporcionando o crescimento e o desenvolvimento do squash em nosso país. Nós incentivamos e apoiamos o compromisso do Rio de Janeiro com o squash e temos certeza de que este evento será uma grande vitrine para a modalidade”, afirmou Carlos Paiva, presidente da Confederação Brasileira de Squash (CBS).

Vale ressaltar que o squash é um esporte que vem crescendo pelo mundo e já tem cerca de 20 milhões de praticantes em mais de 185 países. Além disso, as etapas do PSA World Tour sempre atraem marcas de renome internacional, como Audi, Maserati, Rolex, J.P.Morgan, entre outras.

Com tanta gente praticando e patrocínios bem consolidados, já há especulações de que o squash possa ser inserido no programa olímpico para os Jogos de Paris, em 2024.

fonte: https://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/circuito-mundial-de-squash-chegara-ao-brasil-em-2019_35231.html

Nova pesquisa busca saber o perfil do turista de Curitiba

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Carteira de Trabalho em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

A Prefeitura iniciou, uma nova Pesquisa de Demanda Turística de Curitiba. Os resultados do levantamento, que não era feito desde 2012, vão servir para definir as estratégias do município para o setor. “Será uma ferramenta importante no desenvolvimento das políticas de fomento ao turismo, pois os dados vão ajudar a entender o perfil do público visitante da cidade, suas características e comportamento”, afirma Tatiana Turra, presidente de Instituto Municipal de Turismo (IMT), órgão responsável pela pesquisa.

O levantamento será feito em três etapas – entre julho e novembro – no aeroporto, rodoviária e três pontos de rodovias de acesso à cidade. Os resultados serão divulgados em 2019 e estarão disponíveis no site do IMT. “As informações poderão ser usadas tanto pelo poder público quanto pela iniciativa privada para planejar suas ações de forma inteligente e sustentável”, acrescentou Tatiana.

Munidos de tablets, os pesquisadores estão realizando o levantamento devidamente identificados com crachás (que trazem informações pessoais e o slogan “Curta Curit!ba”) e também com  coletes verdes. O formulário traz perguntas como o tempo de estada na capital, o tipo de hospedagem, o gasto durante a visita e o tipo de transporte. O visitante também está sendo convidado a avaliar a estrutura da cidade e dos pontos turísticos.

Linha Turismo

A retomada das pesquisas é uma das estratégias que Instituto tem adotado para fomentar o turismo em Curitiba. Em 2017, uma pesquisa com passageiros da Linha Turismo mostrou que a maioria vem a Curitiba a lazer e também apontou os pontos preferidos pelos passageiros.

fonte: https://massanews.com/noticias/turismo-e-viagem/nova-pesquisa-busca-saber-o-perfil-do-turista-de-curitiba-W07EJ.html

Espaço cultural móvel, contêiner do Circuito Cultural chega a Florianópolis

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certidão de Óbito em Florianópolis nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Um contêiner marítimo, reformado e equipado com estrutura para receber desde contação de histórias até exibições de cinema, dança, teatro, música e artes visuais, além de uma biblioteca com quase 300 livros estará disponível durante este final de semana no centro de Florianópolis, das 9h30 às 20h.

O projeto, que chega pela primeira vez à Capital, se chama Circuito Cultural e visa criar um espaço cultural móvel itinerante. “Costumamos realizar muitos projetos de teatro em cidades muito pequenas, de 2 mil a 5 mil habitantes; já viajamos de Norte a Sul do país com projetos de teatro e percebíamos que em muitas destas cidades não havia nenhum equipamento cultural, não havia cinema, nem espaço físico para teatro e tampouco biblioteca”, explica Paula Borges, do instituto Maratona Cultura, idealizador do projeto.

O Circuito acontece ainda entre as ruas Vidal Ramos e Trajano com eventos ao ar livre para toda a família. Ao todo, serão mais de 25 atividades gratuitas, em que a organizadora Paula estima um público de mil pessoas por dia.

As apresentações das bandas serão em um palco montado em frente à Escadaria do Rosário. No sábado (18), às 11h15, ocorre a primeira apresentação com o Coral do Ensino Médio da Escola Waldorf Anabá, que reúne mais de 100 vozes. Na sequência, às 11h45, é a vez dos multi-instrumentistas do Leleswing, duo francês-argentino formado por Soledad e Fabien, interpretando um repertório inspirado nas raízes do Jazz dos anos 1930. Outros nomes, como Cores de Aidê, Os Outros Bárbaros e Paraverso também sobem ao palco.

No domingo (19) a programação musical do Circuito irá privilegiar o público infantil, trazendo o show “Cia Mafagafos”, a partir das 11h30. Já em frente à Catedral Metropolitana outra atração que deve reunir dezenas de pessoas é a 6ª edição da Orquestra de Baterias, que no ano passado trouxe 350 bateristas. Este ano a organização estima 500 participantes baseados nas inscrições até o momento.

Passeios guiados Paula, do instituto Maratona Cultura, afirma que “um dos propósitos do Circuito é humanizar espaços públicos, ocupando com arte e cultura acessível a todos e buscando valorizar áreas que estão menos prestigiadas pela população, e o centro de Florianópolis costuma ser bem vazio aos fins de semana”.

Pensando nisso, o evento inclui também duas caminhadas culturais guiadas, que vão partir do contêiner às 10h e às 19h, ambos no sábado. A ideia é propor um olhar mais atento, minucioso e sensível aos prédios, ruas e lendas que fazem parte da história da capital catarinense.

O primeiro horário terá como anfitrião o jornalista e guia turístico Rodrigo Stüpp, idealizador do Guia Manezinho. O trajeto terá início na rua Trajano, quase na esquina com a rua Vidal Ramos, e encerra no Museu da Escola Catarinense. Já a turma que irá acompanhar a caminhada guiada no segundo horário fará um passeio pela “Floripa Misteriosa”, do grupo Floripa Dazantiga.

Desenvolvido pelas historiadoras Pauline Kisner e Elisiana Trilha Castro, o passeio noturno é resultado de uma extensa pesquisa em fontes históricas, que permitiram descobrir uma cidade cheia de causos fantasmagóricos e seus personagens. Para ambos os horários é recomendável que os interessados cheguem ao ponto de partida com pelo menos 10 minutos de antecedência.

fonte: https://ndonline.com.br/florianopolis/plural/espaco-cultural-movel-conteiner-do-circuito-cultural-chega-a-florianopolis

Eletrônicos puxam vendas para Dia dos Pais em Campinas

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Declaração de Renda/Imposto de Renda em Campinas nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

O Dia dos Pais deverá aquecer o comércio da região, especialmente o setor de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos, cujas vendas devem aumentar 178% em agosto deste ano em comparação com 2017. A pesquisa é do SindiVarejista de Campinas e Região em parceria com a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo).

O comércio em geral deve crescer 8% neste mês em comparação ao mesmo período de 2017. Dessa forma, o faturamento real do varejo pode atingir R$ 4,97 bilhões. Ao contrário do setor de eletrônicos, a perspectiva é que as lojas de vestuário, tecidos e calçados apresentem queda nas vendas de 4% em relação ao ano passado.

Para a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito, o aumento na venda do segmento de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos é explicado pela base de comparação ruim. Ou seja, neste ano, com queda dos juros e inflação, oferta de crédito e maior otimismo do consumidor, uma pequena melhora causa um impacto significativo.

No entanto, de modo geral, o Dia dos Pais tende a ser uma data com volume de vendas inferior a outras, como Dia das Mães e Natal. “Agosto é um dos meses mais fracos para o varejo no segundo semestre. Outro fator a ser considerado é a sazonalidade, já que, tradicionalmente, as vendas do setor de vestuário caem em relação ao mês de julho”, afirmou.

Além disso, Sanae explica que agosto é o mês subsequente às férias quando as famílias gastaram com viagens ou outras recreações e atividade, o que implica redução da capacidade de consumo.

Diante desse cenário, a presidente do SindiVarejista recomenda que o empresário do comércio varejista aproveite a data para ajustar os possíveis excessos de mercadorias em seus estoques por meio de promoções, facilitando as formas de pagamento. “Ações nas redes sociais, iniciativas de fidelização, entre outras políticas, também podem ser utilizadas para atrair o consumidor”, concluiu.

Os dados correspondem às seguintes cidades: Águas de São Pedro, Americana, Araras, Artur Nogueira, Campinas, Capivari, Charqueada, Cordeirópolis, Cosmópolis, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Hortolândia, Indaiatuba, Iracemápolis, Leme, Limeira, Mombuca, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Piracicaba, Rafard, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Bárbara dOeste, Santa Cruz da Conceição, Santa Maria da Serra, São Pedro, Sumaré e Valinhos.

fonte: https://www.acidadeon.com/campinas/cotidiano/regiao/NOT,0,0,1355556,eletronicos+puxam+vendas+para+dia+dos+pais+em+campinas.aspx

Nova modalidade de turismo: Foz do Iguaçu vira destino de casamentos

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Boletins Escolares em Foz do Iguaçu nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Rede hoteleira, variedade de salões de festa, facilidade de reservar igrejas, localização geográfica e a possibilidade de casar diante das Cataratas têm atraído cada vez mais noivos e convidados para a cidade

As Cataratas do Iguaçu já serviram de cenário para muitas ocasiões: novelas, filmes, campanhas publicitárias, visitas de autoridades, de famosos e de anônimos. Recentemente, a maior sequência de quedas d´água do mundo também passou a ilustrar álbuns de casamento. Além da possibilidade de dizer o “sim” diante do cenário que é Patrimônio Natural da Humanidade, muitos casais optam por Foz do Iguaçu pela quantidade de hotéis, de salões de festa, de igrejas e pela diversidade de atrativos turísticos que podem oferecer aos convidados.

A cerimonialista Paula Soba que organiza, pelo menos, 30 casamentos por ano, na cidade, revela: “Mais da metade dos casais que atendo não são daqui. E isso inclui o envolvimento de outras 30 empresas do ramo como bufês, decoradores e fotógrafos”. A notícia de que Foz entrou para o circuito de destinos de casamentos do Brasil será apresentada na Feira Casar tá na Moda – 2018, no estande da empresa Paz Casamentos, criada há 13 anos pela cerimonialista e pelo marido Sérgio Kenji Soba. O evento será na próxima quarta-feira (15), das 10h às 23h, na Quinta das Marias. A entrada é gratuita.

Foz do Iguaçu: Destino de Casamentos

O chamado Destination Wedding já tem certa tradição em países da Europa, como a Itália, onde há, inclusive, formação específica para profissionais que atuam na área. Mas, eleger cidades como cenário de casamentos é algo relativamente novo no Brasil. “O que se percebe é que nos últimos cinco anos essa tendência tem se tornado mais forte em cidades brasileiras,” constata Paula Soba que tem contato frequente com cerimonialistas em outros estados. Foz do Iguaçu passou a integrar o circuito de destinos de casamentos no Brasil junto com cidades como Angra dos Reis/RJ, Fernando de Noronha/PE e Trancoso/BA – até então “queridinhas” dos noivos.

“Em Foz, realizamos casamento nas Cataratas, pela primeira vez, cinco anos atrás e o casal era da Inglaterra,” conta a cerimonialista. Em 2016, quando os brasileiros Murilo Pereira e a (agora) esposa, Erica Valiati decidiram casar de frente para as quedas, o desejo ainda tinha aspecto de peripécia. “Levamos quase um ano em busca de autorizações por se tratar de parque nacional,” contou Murilo. Depois disso, o setor de turismo entendeu o apelo do cenário e facilitou as coisas para os pretendentes. “Atualmente está muito mais fácil realizar este sonho,” atesta Paula Soba que complementa, “mas há muitos outros interesses que atraem casamentos para Foz. Em São Paulo, por exemplo, é preciso reservar igreja com anos de antecedência. Aqui, resolvemos isso em questão de meses”.

Novo nicho de turismo

Ser Destination Wedding é uma possibilidade bastante cobiçada pelo volume de negócios que envolve. A conta é de multiplicação: a estimativa é que noivos e convidados deixem na cidade valor até cinco vezes maior que o gasto com festa e cerimônia. O secretário de turismo de Foz do Iguaçu, Gilmar Piolla considera que esses eventos são um produto diferenciado e de qualidade que o destino oferece. “Movimentam os atrativos turísticos, os meios de hospedagem, a gastronomia, as empresas organizadoras de eventos, enfim, um conjunto de mais de 50 atividades econômicas”, pontuou o secretário.

Localização estratégica

O acesso a Foz do Iguaçu pode ser feito por três aeroportos internacionais, já que a cidade está na fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. Além disso, por estar no interior do estado do Paraná, o município oferece ainda outro benefício: o de ser economicamente mais viável. Um casamento para 200 convidados, com serviço exclusivo, decoração e banda custa, em média, R$ 70 mil reais. Em capitais, esse valor pode chegar ao dobro, segundo comentam os noivos que procuram a Paz Casamentos. Foi o caso da consultora de imagens Sara Regina Külzer e do marido dela, o administrador Fabio Seiki Ishitani, que se casaram em maio, na fronteira.

Ela morava em São Paulo (capital) e ele em Uberlândia/MG, portanto havia uma questão geográfica a ser resolvida: “Nossa escolha foi bastante motivada pela logística,” disse Sara. Além disso, eles tinham convidados espalhados por várias cidades: Curitiba, São Paulo e Uberlândia, além de os familiares residirem no Paraná. “Sempre gostamos muito de viajar pra Foz pela rede hoteleira, pela parte gastronômica na Argentina, pela beleza natural, pelas compras no Paraguai, enfim, pensamos que seria também uma oportunidade de os nossos convidados conhecerem melhor a cidade,” explicou ela. Sara e Fabio não optaram por casar em frente às Cataratas, mas decidiram passar os primeiros dias da lua de mel dentro do Parque Nacional do Iguaçu.

O jornalista Murilo Pereira e a consultora de estilo, Erica Valiati, casal que realizou o sonho de receber a benção diante das quedas dois anos atrás, teve até as alianças abençoadas com água do rio Iguaçu. “Isso não é exclusividade para os iguaçuenses ou para alguém da região. Quem deseja ter um casamento diferente deve buscar isso!”, recomenda Murilo. “A gente revê as fotos e sempre se emociona ao lembrar daquele momento no altar, olhando as quedas atrás da juíza de paz, algo tão espetacular como as Cataratas servindo de pano de fundo para um momento tão especial!”, relembra.

fonte: https://www.radioculturafoz.com.br/2018/08/10/nova-modalidade-de-turismo-foz-do-iguacu-vira-destino-de-casamentos/

Grupo Ibis lança novo hotel em Natal

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Cartas Rogatórias em Natal nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Das agências com edição do DT

Em agosto, o primeiro hotel da marca ibis chega a Natal e traz grande destaque para a gastronomia. Esta unidade terá disponível a “cozinha show”, espaço envidraçado para que os clientes possam ver o preparo dos pratos. O chef Fabio Lima será o responsável pela elaboração do cardápio e pelo treinamento da equipe.

Gastronomia do Ibis Natal

Desta cozinha sairão, no jantar, pratos como a paella potiguar (arroz com frutos do mar) e carne seca acompanhada de queijo coalho, vinagrete, feijão verde e farofa. O crème brûlée de goiabada também vai figurar entre os carros-chefes do cardápio de ibis Natal Arena das Dunas.

No café da manhã as receitas típicas do Rio Grande do Norte farão as honras da casa. Nesse período serão servidos também buffet de frutas, pães e bolos: tapioca, cuscuz e receitas à base de macaxeira.  O serviço está disponível das 6h30 às 10h, de segunda-feira a sexta-feira, e das 6h30 às 12h aos sábados e domingos. O valor da refeição será de de R$ 23,00.

Nos dias de semana, o hotel oferecerá um café da manhã com opções de pratos reduzidos entre 4h e 6h30 e entre 10h e 12h.

Novidades do novo hotel

O ibis Natal Arena das Dunas trará o melhor da hotelaria econômica internacional. O empreendimento oferece uma experiência aconchegante, por meio de um design cool e contemporâneo. Entre os hotéis da sua categoria, só ibis oferece a Missão 15’. Um compromisso da marca com seus clientes, por meio do qual a equipe do hotel faz tudo o que for possível para resolver o problema do hóspede.

Conexão wi-fi de alta velocidade, quartos climatizados com isolamento acústico, estacionamento, cofres e aparelhos de frigobar nos quartos. O hotel possui localização privilegiada, próxima ao estádio Arena das Dunas. A praia da Ponta Negra, uma das mais famosas do município, está a 18 minutos de carro. O ibis Natal permite a hospedagem de cães de estimação de até 15 quilos.

A unidade tem apelo para quem viaja a Natal a lazer e a negócios. O hotel possui salas de eventos equipadas para receber fóruns, seminários, reuniões e convenções.

fonte: https://diariodoturismo.com.br/grupo-ibis-lanca-novo-empreendimento-na-capital-do-rio-grande-do-norte/

Torre Panorâmica de Curitiba passa por reformas para agradar turistas

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certidão de Nascimento em Curitiba nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Manutenção é para atender reclamações dos turistas, principalmente em relação à fila de espera para entrar no cartão-postal

Única torre de telefonia do Brasil com mirante aberto à visitação, a Torre Panorâmica de Curitiba – conhecida por muitos por “Torre da Oi”, como “Torre da Telepar” , ou ainda “Torre das Mercês” –, ganhou nova roupagem. Além de pintura nova, o espaço recebeu mais bancos, teve o número de estagiários que trabalham no atendimento ampliados e passa por uma reforma que vai garantir a acessibilidade dos banheiros. De acordo com o Instituto Municipal de Turismo (IMT), as mudanças fazem parte de um projeto de melhoria dos espaços turísticos da cidade, mas também têm a ver com reclamações de turistas acumuladas ao longo dos últimos anos.

“Nós temos ali o problema de retenção das filas. Em Curitiba, às vezes o sol está bem forte e os turistas que ficavam na fila não tinham como se proteger. Até mesmo em dias de garoa. Por isso, decidimos colocar os ombrelones, que, além de ficarem bonitos, protegem esses turistas”, explica a coordenadora dos Postos de Informações Turísticas do IMT, Elaine Esmanhotto Bareta, referindo-se à cobertura feita com estruturas tipo guarda-sóis na entrada do mirante.

fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/curitiba/torre-panoramica-de-curitiba-passa-por-reformas-para-agradar-turistas-9d3l82n583yypuweagzxmifzy

 

Santos recebe workshop gratuito sobre planejamento de viagem para a Disney

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certificados ISSO em Santos nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

No dia 11 de agosto, às 15h, a Braun Turismo realiza o Workshop “Como planejar financeiramente a viagem dos sonhos pra Disney”, com entrada gratuita.

Quem participar vai conferir explicações sobre todos os custos envolvidos na realização de uma viagem, desde a obtenção do passaporte, a escolha da melhor época pra viajar, hotéis e ingressos, quanto é necessário para alimentação, bem como a possibilidade de criar uma poupança em dólares.

O workshop será ministrado por Pedro Braun, diretor da Braun Turismo, guia de Orlando e ex-funcionário da Disney, com mais de 60 viagens para o destino. Além disso, é especialista certificado pela Walt Disney Company, Visit Orlando, Universal Orlando Resort, SeaWorld Parks e Legoland.

fonte: http://www.diariodolitoral.com.br/cotidiano/santos-recebe-workshop-gratuito-sobre-planejamento-de-viagem-para-a/115833/

Igreja Matriz é o ponto turístico mais antigo de Cuiabá

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Contratos em Cuiabá nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Em 5 de abril de 1910, a diocese foi elevada à arquidiocese.

A Catedral Metropolitana de Cuiabá é o local de turismo mais antigo da capital, quase tricentenário quanto a cidade. Construída em 1722, inicialmente de pau-a-pique, a igreja, dedicada ao Senhor Bom Jesus, foi reconstruída em taipa entre 1739 e 1740, enquanto a primeira torre sineira data de 1769.

A igreja tornou-se sede da prelazia em 6 de dezembro de 1745, sendo elevada à diocese de Cuiabá em 15 de julho de 1826. Em 1868, passou por uma reforma que lhe alterou a torre e a fachada, novamente modificadas na década de 1920, ao mesmo tempo que a segunda torre era construída. Em 5 de abril de 1910, a diocese foi elevada à arquidiocese.

Com o pensamento modernizante vigente na década de 1960, tomou-se a decisão de demoli-la, o que ocorreu em 14 de agosto de 1968, somente após várias cargas de dinamite, ato que por vários anos foi lembrado e lamentado. Seu antigo relógio, da marca Michelini, pode ainda ser visto hoje no Museu de Arte Sacra de Mato Grosso.

No lugar da antiga igreja foi construído um templo novo, de concreto armado, obra que começou pela capela-mor, aos fundos, antes mesmo da demolição completa da antiga igreja, e foi inaugurada em 24 de maio de 1973. Ela foi declarada basílica menor em 15 de novembro de 1974.

A Igreja Matriz é um dos cartões postais de Cuiabá e ainda hoje, um ponto turístico de referência para quem visita a capital mato-grossense.

fonte: https://www.24horasnews.com.br/entretenimento/igreja-matriz-e-o-ponto-turistico-mais-antigo-de-cuiaba.html

São José dos Campos se consolida como novo centro de ciências médicas

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Técnica Aeronáutica em São José dos Campos nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Duas novas faculdades de medicina se instalaram na cidade, oferecendo 220 vagas. Cidade ainda conta com outros cursos na área de saúde.

Além da sua vocação aeroespacial, São José dos Campos também está se consolidando como o novo centro de ciências médicas da Região Metropolitana do Vale do Paraíba.

Duas novas faculdades de medicina se instalaram na cidade, oferecendo 220 vagas. São José ainda conta com as faculdades de odontologia da Unesp (Universidade Paulista) e da Univap (Universidade do Vale do Paraíba), além de outros cursos na área de saúde na Unip (Universidade Paulista), Anhanguera e Unifesp.

As duas universidades de medicina, Anhembi Morumbi e Humanitas Faculdade de Ciências Médicas, tiveram apoio da Prefeitura em todo o processo de instalação na cidade, irão oferecer contrapartidas ao município. Os alunos irão, inclusive, atuar nas unidades de saúde de São José.

Além disso as universidades ofereceram bolsas de estudo para estudantes sem condições financeiras de pagar pelo curso

fonte: https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/especial-publicitario/prefeitura-de-sao-jose-dos-campos/minha-sao-jose/noticia/2018/07/26/sao-jose-dos-campos-se-consolida-como-novo-centro-de-ciencias-medicas.ghtml

Recife promove roadshow por dez cidades do Brasil até outubro

Espanglish Traduções oferece seus serviços de Tradução Juramentada de Certidão de Batismo em Recife nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Depois de vários roadshows e workshops pontuais pelo País, alguns deles com espetáculos culturais e shows musicais a cargo de Antonio Nóbrega, Lenine e até mesmo Alceu Valença, a capital pernambucana volta à estrada do Turismo alguns anos depois. Com capacitação e festa, claro. O reinício será em Campinas, na próxima terça-feira (31).

A promoção, que leva o nome de Recife: capital da criatividade, terá gastronomia típica, frevo e maracatu. O roteiro contemplará nove cidades brasileiras até o final de outubro: Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), Porto Alegre, Curitiba, Cuiabá, Brasília, Salvador, Fortaleza e Belo Horizonte.

A ação é da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer. Apoiam o roadshow o Recife Convention & Visitors Bureau e a ABIH-PE, além de 17 empresas do trade turístico. Ao todo, segundo os organizadores, serão capacitados aproximadamente mil agentes de viagens e operadores, além de jornalistas e representantes de companhias aéreas.

A secretária de Turismo, Esportes e Lazer do Recife, Ana Paula Vilaça, acredita que a capital pernambucana vive sua melhor fase no Turismo. “Temos ligação direta para 30 destinos nacionais e 16 internacionais, além do hub da Azul Linhas Aéreas conectando o Recife a todas as capitais do Nordeste. O momento é muito propício.”

Ainda segundo ela, o foco na cultura, nos grandes eventos e nos projetos promovidos pela Prefeitura, que incrementam o turismo de lazer, são fundamentais. “O Recife Antigo de Coração [atividades gratuitas de lazer no bairro do Recife Antigo], o Olha! Recife [roteiros gratuitos a pé, de ônibus ou catamarã] e o Recife Sagrado com guias bilíngues para visitação nas igrejas, apenas para citar alguns, são nossos grandes diferenciais”, comenta a secretária.

“Os workshops têm como foco um público altamente especializado, o que beneficiará o nosso trade turístico a fechar parcerias e realizar bons negócios não apenas para o Recife, como para outros destinos indutores no Estado, como Porto de Galinhas, Olinda, Cabo de Santo Agostinho, Fernando de Noronha, Caruaru e Gravatá, entre outros”, ressalta a presidente do Recife Convention Bureau, Marta Teixeira.

“Será uma oportunidade única para os agentes de viagem conhecerem, de forma lúdica, os diferenciais do nosso destino”, afirma o presidente da ABIH-PE, Artur Maroja. Vale lembrar que, atualmente, o Grande Recife (Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes) possui cerca de 24 mil leitos.

Empresas participantes do roadshow: Bristol Recife Hotel; Canarius Palace; Catamaran Tours; Enotel Convention & Spa Porto de Galinhas; Grupo Pontes (Mar Hotel Conventions, Atlante Plaza e Summerville); Hotéis Pernambuco (Recife Praia, Vila Rica, Park Hotel); Internacional Palace; Luck Receptivo; Marante Plaza; Martur Receptivo; Pontual Receptivo; Accor Hotels (Grand Mercure, Ibis Recife, Ibis Aeroporto, Mercure Navegantes); Transamérica Prestige; Vila Galé Eco Resort; Instituto Ricardo Brennand; Empetur.

fonte: https://www.panrotas.com.br/mercado/eventos/2018/07/recife-promove-roadshow-por-dez-cidades-do-brasil-ate-outubro_157495.html

Scania: nova geração de caminhões será feita no Brasil em 2019

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Técnica Automobilística em São Bernardo do Campo nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

A Scania anunciou a produção de sua nova geração de caminhões em São Bernardo do Campo-SP, a partir de fevereiro de 2019. A montadora sueca investirá um total de R$ 2,6 bilhões na operação brasileira, sendo que R$ 1,5 bilhão já foi aplicado na planta paulista e o restante será injetado nos próximos dois anos.

A nova geração de caminhões da Scania promete mudar completamente o processo de produção e comercialização de veículos da marca nórdica, que na Europa desenvolveu essa nova linha durante 10 anos e com investimento total de 2 bilhões de euros. Completamente novos, os produtos deverão alterar muito a filosofia de trabalho da marca e aponta para o futuro do transporte de cargas no país.

Com cabine desenvolvida pela Porsche, que assim como a Scania faz parte do grupo Volkswagen, a nova geração da Scania tem melhor aerodinâmica, que economiza 2% de combustível com o desenho de menor arrasto. Além disso, traz as novas cabines S (top de linha) e XT (para uso no fora de estrada), além das já presentes P, G e R.

Scania: nova geração de caminhões será feita no Brasil em 2019

O interior foi completamente revisado para dar mais conforto e segurança ao condutor que, agora contará com airbags de cortina, ampliando a proteção em caso de tombamento. O chassi recebe longarinas com aços mais resistentes que reduziram o peso do conjunto, tendo ainda eixo dianteiro reposicionado para frente, a fim de gerar mais estabilidade ao veículo. As opções de entre-eixos subiram de 5 para 26.

No caso das rodas, as opções pularam de 7 para 14. Os freios também receberam nova calibração para reduzir o espaço de frenagem em 5%. A Scania não revelou mudanças no conjunto de suspensão, que pode ser por feixes de molas ou câmaras pneumáticas. No caso da motorização, a escandinava dá um salto no desenvolvimento local.

A gama de motores XPI atualmente é a Euro 5, que continua na nova geração, mas com o diferencial que poderá receber um sistema de controle de emissão mais eficiente para atender ao Euro 6, sendo assim montados para exportação. No entanto, quando o Proconve P8 – que é equivalente ao nível europeu – entrar em vigor, a Scania não precisará fazer investimentos para a mudança.

Scania: nova geração de caminhões será feita no Brasil em 2019

A nova geração vem com quatro motores, sendo um de 7 litros com potências entre 220 a 280 cavalos, outro de 9 litros de 280 a 360 cavalos e o de 13 litros, que vai de 410 a 540 cavalos. Por fim, o mais potente é o V8 16 litros de 620 cavalos. A linha agora está 8% mais econômica. Outra novidade é a caixa automatizada Opticruise atualizada, que ficou mais rápida nas trocas e permite redução de 2% no consumo.

Com esses três pontos (cabine, motor e câmbio), a geração de caminhões que a Scania colocará no mercado em 2019, terá redução de 12% no consumo de óleo diesel. Aliás, a marca revelou que a nova linha traz também duas versões com etanol, opções de biodiesel e diesel sintético (HVO), bem como gás, biometano e GNV. A gama também poderá ser hibridizada e eletrificada futuramente.

Pelo novo processo fabril, a Scania investiu na instalação de 77 robôs e treinamento avançado para os funcionários da linha de montagem, assim como uma nova ferramenta digital para revendedores, que permite configurar o caminhão de acordo com os dados operacionais do cliente. A Scania promete deixar de produzir de 200 a 300 caminhões iguais, focando na exclusividade para atender melhor o operador.

fonte: https://www.noticiasautomotivas.com.br/scania-nova-geracao-de-caminhoes-sera-feita-no-brasil-em-2019/

Fortaleza ocupa o 3° lugar na lista dos destinos mais procurados para o feriado de 7 de setembro

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Juramentada de Antecedentes Criminais em Fortaleza nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

O levantamento foi realizado pelo Kayak, considerada a maior plataforma de planejamento de viagens do mundo

A Capital cearense ultrapassou Salvador, saindo da quarta para a terceira posição no ranking que elegeu os dez destinos mais procurados para passar o feriado de 7 de setembro. O levantamento foi realizado pelo Kayak (considerada a maior plataforma de planejamento de viagens do mundo), que comparou os anos de 2017 e 2018.
De acordo com o Líder de Operações do Kayak no Brasil, Eduardo Fleury, os investimentos que foram realizados na área do turismo local atraem turistas de todo País e do exterior. “Fortaleza tem feito investimentos importantes no turismo e o Aeroporto Pinto Martins tem sido uma peça chave para a descentralização da malha aérea no Brasil, passando a realizar voos diretos para a Europa”, conta.
Fortaleza é conhecida principalmente pelo clima predominantemente tropical, pela hospitalidade e pelo bom humor. A cidade oferece ainda boas opções na área da gastronomia. A infraestrutura local vem sendo adaptada para receber turistas de todas as partes do país e do exterior. Além disso, a economia torna-se aquecida pela valorização do artesanato local, destacando-se a renda, conhecida hoje internacionalmente. Sem falar que a Capital oferece de ponta a ponta belas paisagens.
O levantamento realizado pelo Kayak aponta São Paulo no primeiro lugar do ranking, seguido pelo Rio de Janeiro, em segundo. A cidade de Maceió subiu duas posições: em 2017 ocupava o décimo lugar e em 2018 chegou ao oitavo, desbancando Porto Alegre, que antes ocupava o sexto lugar do ranking. A pesquisa revelou que Foz do Iguaçu saiu do top 10: em 2017 ocupava o nono lugar.
Sete de setembro é o dia em que se comemora a Independência do Brasil e, para a alegria dos brasileiros, o feriado nacional será em uma  sexta-feira, dando de presente um final de semana para aproveitar em família ou com os amigos. O Kayak revelou o ranking com os dez principais destinos e locais com passagens aéreas mais baratas.
Top 10 dos destinos locais mais procurados 
Fonte: https://www.opovo.com.br/noticias/economia/2018/08/fortaleza-ocupa-o-3-lugar-na-lista-dos-destinos-mais-procurados-para.html

Parques do RJ misturam turismo em cachoeiras e piscinas naturais

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Técnica Biotecnologia no Rio de Janeiro nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

O Parque Estadual do Desengano, no Norte FluminenseO Parque Estadual do Desengano, no Norte Fluminense

Criado em 1970 e conhecido pela diversidade de sua fauna, o Parque Estadual do Desengano, no Norte Fluminense, abrange as cidades de Santa Maria Madalena, São Fidélis e Campos. Trilhas de dez minutos levam às cachoeiras Tombo d’Água, com queda de 70 metros, e Maracanã, que tem piscina natural.

O maior de todos
O Parque dos Três Picos, a maior unidade de conservação estadual
O Parque dos Três Picos, a maior unidade de conservação estadual

Entre os atrativos do Parque dos Três Picos, a maior unidade de conservação estadual, com 65 mil hectares, estão as trilhas do Jequitibá (de 1km e que leva à cachoeira de mesmo nome) e da Pedra do Elefante. Abrange Teresópolis, Guapimirim, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu e Silva Jardim.

As águas vão rolar
O Parque Estadual da Pedra Selada fica em parte da Serra da Mantiqueira
O Parque Estadual da Pedra Selada fica em parte da Serra da Mantiqueira

 

O Parque Estadual da Pedra Selada fica nas cidades de Resende e Itatiaia e em parte da Serra da Mantiqueira. Do pico da Pedra Selada, de 1.755m de altitude, há uma bela vista para o Rio Preto (entre RJ e MG) e para o Pico das Agulhas Negras. Lá dentro, trilhas de diferentes níveis levam a cachoeiras e piscinas naturais.

Andando nas dunas
O Parque Estadual da Costa do Sol, na Região dos Lagos
O Parque Estadual da Costa do Sol, na Região dos Lagos

 

Um dos atrativos do Parque Estadual da Costa do Sol, na Região dos Lagos, é o Morro do Caixão, duna gigante entre Araruama e Arraial do Cabo. O parque é um grande corredor de areia, cercado por vegetação de restinga, com acesso por qualquer uma das cidades da Região dos Lagos.

Verde que te quero verde
O Parque Estadual Cunhambebe, na Costa Verde
O Parque Estadual Cunhambebe, na Costa Verde

 

O Parque Estadual Cunhambebe, na Costa Verde, está entre Itaguaí, Mangaratiba, Angra dos Reis e Rio Claro. O circuito de cachoeiras do Sahy, que leva a um mirante com vista para a Baía de Sepetiba, é um dos destaques.

fonte: https://www.diariodaregiao.com.br/_conteudo/2018/07/vida_e_estilo/viagem/1116323-parques-do-rio-de-janeiro.html

Cultura Inglesa Utiliza O Conceito “Perrengue Nunca Mais” Em Nova Campanha

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução de Documentação de certificação em Joinville nas línguas espanhola, inglesa, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

Reconhecida por sua qualidade de ensino, a Cultura Inglesa lança campanha institucional que destaca os estudantes da instituição como protagonistas e também as diferentes situações em que saber falar inglês é importante, introduzindo o conceito “Perrengue nunca mais. Faça de verdade. Faça Cultura Inglesa”.

Criada pela Momentum, agência offline da instituição, em parceria com a agência digital Mirum, a campanha traz peças com fotos e declarações de alunos que relembram os “perrengues” antes de estudarem na Cultura Inglesa e ações, no digital, com as diferentes situações de “sufoco” onde só o inglês da Cultura Inglesa pode salvar.

“A nova comunicação reforça, de maneira informal e bem-humorada, a importância do inglês e nossa qualidade de ensino, além de destacar o fato da Cultura não cobrar taxa de matrícula nem ter contrato de fidelidade. Na Cultura Inglesa se aprende inglês de verdade, pois entendemos as necessidades de cada aluno, afinal, temos os melhores professores do mercado”, comenta Mariana Rangel, gerente de marketing da Cultura Inglesa, que mantém 56 unidades nos Estados de São Paulo e Santa Catarina.

Com uma linguagem leve e criativa, a campanha contempla peças publicitárias inseridas em diversos pontos de São Paulo Capital e Interior, e região Sul (Itajaí, Florianópolis, Blumenau e Joinville) como shoppings, mobiliário urbano, spot de rádio, transporte público, redes de estabelecimentos e outdoors. “A ideia é impactar o público por meio da identificação com a linguagem utilizada nas peças e, por sua vez, com a marca Cultura Inglesa”, relata Fernanda Chaccur, diretora de criação da Momentum, agência offline da Cultura Inglesa.

Ainda como parte da nova comunicação, serão publicados dois short-films no Facebook, Instagram e YouTube, ambos trazendo momentos de “perrengue” por conta do idioma – um deles (“Profissão Perrengue”) contando a trajetória de um personagem que enfrenta quase tudo, menos o último desafio, que está em inglês, e o outro (“Perrengue”) sobre uma entrevista de emprego que pode dar errado quando não se sabe falar inglês. A Cultura Inglesa conta, também, com a parceria de duas influenciadoras, Carol Moreira e Foquinha, que farão vídeos e posts em seus canais sobre suas experiências como ex-alunas e a importância do aprendizado de inglês. “Todas as ações digitais potencializam o conceito de ‘perrengue nunca mais’ com um tom criativo e um leve toque de humor, mostrando que ter um bom inglês pode abrir portas e ajudar a evitar situações indesejáveis”, finaliza Rodrigo Svezia, diretor de atendimento da Mirum.

A campanha segue ao longo do segundo semestre de 2018, enaltecendo a abertura dos cursos regulares e os desdobramentos do conceito “perrengue nunca mais”, que irá atrair as atenções de futuros alunos.

FICHA TÉCNICA:

Agências: Momentum (offline) e Mirum (online)

Cliente anunciante: Cultura Inglesa SP

Projeto: Campanha 2º semestre 2018 – “Perrengue nunca mais. Faça de verdade. Faça Cultura Inglesa”

Presidente: Maria Laura Nicotero (Momentum)

Vice-Presidente: Gabriel Vallejo (Momentum)

Direção Criativa: Fernanda Chaccur (Momentum) e Filipe Matiazi (Mirum)

Coordenação Criativa: Matheus Poser (Mirum)

Criação: Ana Dams e Maicon Gomes (Mirum)

Direção de Arte: Luciano Honda (Momentum)

Redação: Manuel (Momentum)

Estratégia: Rodrigo Coelho (Momentum) e Lucas Bianchini (Mirum)

Producer: Paulo Setti (Mirum)

Planejamento: Marina Andrade (Momentum)

Mídia: Flávio Ferreira, Stephanie Diez e Thiago Mattos (Momentum)

Art buyer: Quirino Nogueira (Momentum)

Estúdio de Fotografia: Click de gente (Momentum)

Atendimento: Ana Carolina Ribeiro e Ana Carolina Madeira (Momentum) / Rodrigo Svezia, Carolina Sadalla e Beatriz Mendes (Mirum)

Direção de Fotografia: Edu Lopes (Momentum)

Pós-produção e finalização: BVM Cross (Momentum)

Produtora de Áudio: Carbono Áudio (Momentum)

Aprovação do Cliente: Lorraine de Matos, Mariana Rangel, Rodrigo Pizzotti

Filme “Profissão Perrengue”:

Produtora: Fantástica Filmes e Post

Direção de Cena: Henrique Ribeiro

Direção de Fotografia: Jonathan Van Thomaz

Assistentes de Direção: Carol Muller

Designer de Produção e Direção de Arte: Rosane Melink

Direção de Produção: Marina Rossignoli

Produção Executiva: Herminio Vinholi Jr

Pós-produção e Finalização: Fantástica Post

Coordenação de Pós-Produção: Maguilla

Diretores de VFX: Ivan Stephan e Bruno Wotroba

Composição VFX: Michel Takahashi e Karlos Schirmer

Engenheiro VFX: Ivã Stival

Montagem: Fernanda Gadotti

Color Grading: Guilherme Delamuta

Produtora de Som: Jamute

Atendimento: Gabriela Alberti

Direção de Áudio: James Pinto

Produção Musical: Gustavo Oliveira

Sound Design: Gustavo Oliveira

Filme “Perrengue”:

Produtora Audiovisual: Catalunya Filmes

Atendimento: Caio Bocuti

Diretor: João Marcelo

Produtora de Som: Jamute

Atendimento: Gabriela Alberti

Direção de Áudio: James Pinto

Produção Musical: Gustavo Oliveira

Sound Design: Gustavo Oliveira e Marcelo Guerreiro

Sobre a Cultura Inglesa

Há mais de 80 anos no mercado, a Cultura Inglesa é uma associação sem fins lucrativos e a maior rede de ensino do idioma inglês não franqueada do País, o que garante consistência na qualidade de ensino. Além de oferecer um programa de inglês global de primeira linha com componentes online exclusivos e quadros interativos, seus professores passam por, pelo menos, 100 horas de capacitação/ano em cursos e congressos no Brasil e no exterior. A Cultura Inglesa soma 56 unidades nos Estados de São Paulo e Santa Catarina, atendendo a mais de 80 mil alunos, com um corpo docente de mais de 500 professores e oferece uma vasta gama de atividades culturais que incluem teatro infantil e adulto, musicais, música pop e coral.

Sobre a Momentum

A Momentum é uma agência global, presente em 29 países, com 44 escritórios e mais de 2.000 colaboradores. Uma agência que equilibra o pensamento de consultoria e a atitude de agência, promovendo um olhar Total Brand Experience a seus clientes. Não importa a disciplina, a conexão entre marcas e consumidores se dá por meio de experiências verdadeiras que podem acontecer a qualquer hora e em qualquer lugar. Com metodologia global, o trabalho começa no entendimento das necessidades de negócio, passando pela concepção de estratégias de marca e comunicação, compra de mídia, até a execução no ponto de venda, incentivo, eventos, ativação, materiais de ponto de venda e digital. A Momentum cresceu 19% em 2017. E é assim, dessa maneira moderna e parceira que cuidam da relação com seus clientes.

Sobre a Mirum

A Mirum é uma agência digital fundada em 2015 e que nasceu após a união de 11 marcas de agências digitais com perfis muito parecidas e que haviam sido adquiridas mundo afora pela WPP. No Brasil, a empresa nasceu em 1995 como Mídia Digital, e tornou-se CASA depois da aquisição feita pelo Grupo em 2010.

Com 46 escritórios em 20 diferentes países e mais de 240 colaboradores no Brasil, a Mirum possui sede em São Paulo e Curitiba, com clientes como Buscapé, Magazine Luiza, Nestlé, GOL, Nextel, Porto Seguro, ZAP Imóveis, Tigre, Volvo, Warner, SKY e Cyrela em seu portfólio. Em 2017, a Mirum foi pela quarta vez consecutiva reconhecida pela Great Place to Work como uma das melhores empresas para se trabalhar no Paraná. A certificação GPTW é válida por um ano, sendo fruto do reconhecimento das suas práticas no ambiente profissional, e colocou a agência no 1º lugar no ranking Brasil, na categoria Agências de Comunicação (grandes empresas).

fonte: http://www.portaldapropaganda.com.br/noticias/16818/cultura-inglesa-utiliza-o-conceito-perrengue-nunca-mais-em-nova-campanha/

UEL oferta dez cursos de idiomas

Espanglish Traduções oferece os seus serviços de Tradução Juramentada de Contratos em Geral em Londrina nas línguas inglesa, espanhola, francesa, alemã, italiana, russa, holandesa, portuguesa (PT), japonesa, coreana, entre outras.

http://www.espanglish.com.br 

(41)3308-9498 / (41)99667-9498

atendimento@espanholinglescuritiba.com.br

As novidades deste ano são latim e grego antigo; unidade atende anualmente 1,4 mil estudantes

Fotos: Ricardo Chicarelli - Tara Mittelberg, estudante norte-americana: 'Acho difícil a conjugação dos verbos'

Tara Mittelberg, estudante norte-americana: “Acho difícil a conjugação dos verbos”

O aprendizado de um idioma pode expandir as fronteiras do conhecimento. Quando se estuda uma língua nova é possível ter acesso a informações que outrora estavam inacessíveis. Em Londrina são ofertados alguns cursos que podem contribuir para o desenvolvimento da comunicação e a valores bem acessíveis. As opções vão desde às pessoas que são daqui e querem estudar um outro idioma ou mesmo para quem é de fora e quer conhecer o português.

Felipe Trevisan, professor: recursos tecnológicos
Felipe Trevisan, professor: recursos tecnológicos

A professora dela é Lucimara Jabarde da Silva, aluna do 4º ano do curso de letras inglês. “A experiência é ótima, porque a nossa turma tem alunos que falam diversas línguas. Hoje a gente teve pessoas falando português, espanhol e inglês. Eles aprendem não só a gramática do português, mas expressões que a gente usa aqui”, apontou. Segundo ela, a maioria da turma é formada por estrangeiros recém-chegados que não possuem nível de português proficiente.

E para quem pretende estudar algum idioma que não seja o português, a estrutura oferecida pelos laboratórios da universidade proporciona um certo nível de imersão. O professor Felipe Trevisan ministra aulas no programa Paraná Fala Inglês e também já foi professor no laboratório da UEL. “Aqui a gente pode usar recursos tecnológicos que permitem fazer cursos multimodais. Há aparelhos de som, projetores, telões e televisores. Por meio deles podemos fazer atividades de listening (audição) e tudo em ambiente com ar condicionado”, enumerou.

GLOBALIZAÇÃO 
A coordenadora pedagógica do laboratório de línguas, Marta Oliveira Reis, ressalta que o laboratório tem mais de 40 anos de tradição, e por conta da globalização a procura tem sido bastante grande. “O curso geralmente acompanha a vida do aluno na graduação. Quando termina a graduação termina o curso aqui também. A comunidade externa também é bastante presente”, apontou.

O laboratório de idiomas da UEL oferece aulas de francês, italiano, alemão, mandarim, inglês, japonês, espanhol, português para falantes de outras línguas. As novidades deste ano são os cursos de latim e de grego antigo. “O latim e o grego são uma demanda dos cursos de história e de letras vernáculas”, apontou a coordenadora geral do laboratório, Adriana Fiori.

fonte: https://www.folhadelondrina.com.br/cidades/uel-oferta-dez-cursos-de-idiomas-1001856.html